Dicas do leitor – Bangkok, Tailândia

    Como prometido, a segunda parte com as dicas do leitor está no ar. A Natalia, convidada da semana, visitou o Sudeste Asiático em sua lua de mel e está comentando aqui tudo que mais gostou. No post anterior (aqui!), ela deu dicas sobre Phuket e Phi Phi Island. Hoje, as dicas serão de Bangkok. A cidade já apareceu no PS, fiz um post sobre os lugares mais visitados do mundo. A capital da Tailândia, é a maior cidade do país e considerada o portão de entrada da Ásia. São diversas cias aéreas que fazem conexão no aeroporto internacional Suvarnabhumi, este considerado um dos vinte aeroportos mais movimentados do mundo.

Foto Bangkok 2    Segundo a Natalia, a primeira vista da capital não é das melhores “Mesmo já avisados, levamos um susto quando chegamos a Bangkok. A cidade é suja, têm um transito caótico, barulhenta e muito pobre. Definitivamente, não era um lugar para se visitar na lua de mel. Mas aos poucos fomos abrindo a cabeça e reconhecendo a beleza do local. Como toda metrópole, Bangkok têm super hotéis, lojas de marca, restaurantes maravilhosos (de todos os tipos), bares no topo de edifícios suuuper altos, muito charmosos”.

     Contrastando totalmente ao caos urbano, o local possui uma significativa diversidade cultural. A capital da Tailândia é pulsante, com prédios modernos misturados a construções antigas e bem pobres. É considerada, por muitos, a Veneza da Ásia, pois o rio Chao Phraya ainda é utilizado como meio de locomoção.  O turismo é o setor da economia que “sustenta” o país, aliado ao setor têxtil. Alguns fatores tornam Bangkok única, como seus templos e mercados. A Natalia cita alguns lugares imperdíveis:

MERCADOS – Um dos lugares mais surpreendentes e característico de Bangkok. Segundo a Natalia, “negocie muito, na cara de pau. Até a gente que não gosta de negociar, nos rendemos no primeiro dia”.

FLOATING MARKET – famoso pelos barquinhos. É interessante, colorido e tem bastante coisa pra ver.

Foto Bangkok 11FLOWER MARKET – basicamente só flores, tipo Ceagesp, em São Paulo.

DEATH MARKET (MAEKLONG) – imaginem um mercado em torno de uma linha de trem que passa bem no meio algumas vezes por dia?  Três minutos antes, as barracas se recolhem para o trem passar, quase raspando, depois voltam ao normal. Ele fica mais afastado do centro.

NIGHT MARKET – No centro de Bangkok, ir ao final do dia.

TEMPLOS – Principal razão pra ir à Bangkok. Os templos são incríveis.

WAT PHO – onde está o famoso Buda deitado. O local permiti a presença de turistas durante a cerimônia dos monges tailandeses.

Foto Bangkok 1GRAN PALACIO –  o mais impressionante, exatamente o que eu imaginava e queria conhecer da Tailândia. Onde fica o Palácio Real, o Buda Esmeralda e possui uma arquitetura tailandesa bem requintada.

Foto Bangkok 8WAT ARUN – na margem do rio, vale subir as escadas com os degraus gigantes e estreitos.

Foto Bangkok 9     A culinária tailandesa é famosa mundo a fora. No entanto, não são todas as pessoas que gostam devido as especiarias utilizadas no preparo e sendo assim, a maioria das receitas são apimentadas. Quem chega a Bangkok, percebe que os melhores restaurantes estão situados dentro dos hotéis de luxo. A Natalia, separou alguns restaurantes que gostou de conhecer e a lista contém dicas de rooftops, bares localizados no topo dos prédios.

BISCOTTI – Cozinha italiana em um dos hotéis mais luxuosos de Bangkok – Four Seasons. Comida maravilhosa, ambiente chique e serviço ótimo (preço bom).

NEW YORK STEAKHOUSE – Dentro do hotel JW Marriot. Qualidade da carne incrível, com preços bem internacionais (mais caro).

OCTAVE – Dentro do hotel Marriot. Restaurante com cozinha asiática e serviço satisfatório.

ABOVE ELEVENComida peruana, vista linda e bem localizado.

VERTIGO – Vista 360, um dos mais famosos, no hotel Banyan Tree.

SKY BAR (SIROCCO) Famoso pelo filme “Se beber não case 2”. Situado no segundo prédio mais alto da cidade, são vários ambientes/cozinhas diferentes.

    A última dica da Natália e sobre compras “também recomendo as lojas e o museu JIMMY THOMPSON, estilista tailandês famoso – mais caro que o resto da Tailândia, mas estampas lindas (lojas em todos os aeroportos)”.

    E ai, viajantes, gostaram da segunda parte da coluna dicas do leitor? Espero que essas informações sejam úteis para elaboração do seu roteiro.

PS. Bon Voyage!

1 comentário

  1. talita mourão em Responder

    Ótimas dicas!
    deixo mais algumas sugestões de bangkok:
    # hospedagem – lebua at state tower. quarto maravilhoso, café da manhã espetacular, concierge excelente (nos deu boas dicas!) e uma ótima opção para a noite – além de excelentes restaurantes, tem o sky bar que oferece uma vista deslumbrante da cidade.
    # wat arun: vê-lo iluminado à noite é imperdível!
    # chatuchak market: mercado popular com tudo o que você gostaria de encontrar para levar de recordação (ou decorar a casa) com qualidade e bom preço.
    # khaosan road: rua popular, onde você consegue provar as esquisitices da comida tailandesa (comi grilo frito!) e curtir uma massagem nos pés em plena calçada, observando o movimento!
    have fun!

Deixe um comentário