Arquivo mensal: April 2014

Curso de culinária – Skykitchen

DSC03479  Uma das experiências mais marcantes da minha viagem ao Peru foi um curso culinária. Descobri através do site Tripadvisor e me interessei devido a boa qualificação. O skykithen é um programa voltado ao conhecimento e disseminação da gastronomia peruana. O curso de quatro horas é comandado por um chefe residente Yurak e seu assistente Christian. A empresa já está em Lima há três anos e, durante este período,  se apresentou para mais de cinco mil pessoas. Um dos diferenciais do skykitchen é que a aula é oferecida na residência do cozinheiro, um charmoso apartamento no bairro de San Isidro. Além disso, a aula nos dá a oportunidade de conhecer um pouco dos costumes do país. Quem tem interesse em se aprofundar mais na culinária local, a dupla oferece uma extensão do curso: visita ao mercado municipal. No local, o visitante tem a oportunidade de saborear diversos ingredientes nativos.

   Assim que chegamos ao apartamento, encontramos com o restante do nosso grupo. No total eram seis pessoas, de diferentes nacionalidades, e curiosas para descobrir os segredos da culinária peruana. A aula é ministrada em uma larga mesa de madeira e, em todos os lugares, há uma seleção individual de equipamentos. O cardápio era recheado de pratos típicos – Causa, Ceviche, Lomo Saltado e Picarones. Durante todo o curso o chef Yurak nos ensinou sobre a preparação, execução e finalização de cada prato. Assim que terminávamos, havia a degustação. No início da aula, ele questionou sobre a nacionalidade de cada participante, a fim de informar quais ingredientes poderiam ser substituídos conforme a cultura local.

DSC03482 DSC03485

DSC03489

DSC03497 DSC03498

    No final, cada participante é convidado a deixar um recado em um livro de recordações e compartilhar um pouco da sua experiência. Acredito que este curso não é voltado apenas aos que se interessam em culinária, pois o grau dificuldade é baixíssimo. O Christian comentou que o programa também aceita crianças, uma ótimo oportunidade para um passeio em família!

Skykitchen Peruvian Cooking Class

Valor do curso por pessoa – US$ 68,00 (Em média: 190,00 soles)

Endereço: Enrique Palacios 470Lima 18Peru

O aluno pode optar em participar da aula em inglês ou espanhol, só precisa confirmar via email (info@skykitchen.pe) a disponibilidade.

PS. Bon Voyage!

 

Restaurantes em Lima

    O motivo que acentuava minha vontade de conhecer a capital peruana Lima era sua culinária. Já comentei aqui que gastronomia está muito ligada a cultura de um país e traduz um pouco de sua história. No caso de Lima, esse fator é potencializado, pois a cidade lidera com louvor a lista dos 50 melhores restaurantes da América Latina. O chef celebridade Gaston Acurio puxa o cortejo e no total são sete restaurantes premiados. O povo peruano se orgulha muito disso e prepara um cenário perfeito para dar boas vindas a seus visitantes. No ano passado, o pais recebeu mais de 3 milhões de estrangeiros, certamente muitos deles em busca das ruinas de Machu Pichu. No entanto, é comprovado que o segundo motivo é a culinária peruana.

    Antes de iniciar a série de post sobre a capital peruana, que tal ir logo ao que interessa e compartilhar os restaurantes que mais gostei? Comentei no Insta (segue lá @ ps_bonvoyage) que devido a semana santa alguns restaurantes estavam fechados. Conheci alguns e compartilho aqui com vocês:

 Casa Moreyra – Gaston Acurio

    O top chefe peruano mudou recentemente, em março deste ano, para uma casa histórica no bairro de San Isidro. No local há um restaurante (menu degustação), um gastrobar e um espaço para eventos. Em todos há necessidade de fazer reserva e como confirmei a minha presença duas semanas antes de embarcar, consegui mesa no La Barra (gastrobar) para o almoço de sábado. Dei sorte! O espaço é incrível, amplo e bem arejado. O lugar aplica o conceito “sharing”, ou seja todos os pratos podem ser divididos. O fato de ser o numero um da América Latina é altamente compreensível: atendimento impecável, menu enxuto e comida maravilhosa. Quem chega sem reserva tem a opção de sentar no bar, mesmo assim sugiro não perder a oportunidade.

DSC03422

DSC03410 DSC03417 DSC03418

 Maido

    Restaurante japonês/nikkei localizado no bairro de Miraflores. Ambiente simples e comida simplesmente divina. Em seu menu, uma variedade considerável de peixes frescos e pratos típicos da culinária fusion. Nao deixe de provar o ceviche, sera inesquecível.

La Mar

    Mais um estabelecimento do cozinheiro Gaston Acurio. O local é uma cevicheria, com ambiente mais informal e no menu o destaque são o ceviche e os frutos do mar. O lugar é perfeito para um almoço de família no fim de semana. O Ambiente amplo, bem agradável e atendimento atencioso. La provei um dos pratos típicos peruanos, a Causa: batata amarela com uma textura bem particular e cozida ao suco de limão e alguns temperos. Os restaurantes de frutos do mar sempre tem no cardápio ótimas opções com sabores mistos pra pedir de entrada e provar um pouquinho de cada.

DSC03465 DSC03466 DSC03468 Pescados Capitales

    Uma das cevicherias mais famosas da cidade é a Pescados Capitales. O local é uma espécie de bar, com um espaço amplo e uma variedade significativa de drinks. O cardápio é bem criativo e propõe ao visitante que degustem um pouco de cada porção. Devido ao clima mais descontraído, o atendimento é menos ágil e mais casual. De todos os lugares que visitei o Pescados é o mais em conta, uma média de s./50 (aproximadamente R$ 40) por pessoa.

DSC03455La bomboniere

    Restaurante super charmoso no shopping Larcomar. Seu ambiente e cardápio fogem das características peruanas e é uma boa opção aos que desejam variar a culinária. O local oferece uma bela vista do pacifico e fica aberto durante todo o dia.

    Outros restaurantes que estavam na minha lista, porém fechados devido a semana santa são:

  • Central

Endereço: Calle Santa Isabel 376, Miraflores

  • Malabar

Endereço: Camino Real 110, San Isidro

  • Rafael

Endereço: Calle San Martin 300, Miraflores

  • Fiesta 

Endereço: Av. Reducto 1278

  • Osaka

Endereço: Conquistadores 999, San Isidro

E ai, viajante, conhece algum restaurante em Lima? Compartilhe aqui os seus favoritos!! No próximo post, comento sobre um aula de culinária que fiz na cidade e foi uma experiência incrível.

PS. Bon Voyage!

Viagem de trem – Europa

    A partir de Paris é possível viajar para diversos países na Europa. A cidade é bem centralizada e próxima de grandes centros urbanos. Uma das melhores opções de meio de transporte no continente é o trem. O sistema é bem eficiente, com estações organizadas e excelente estrutura. Em seu interior é possível encontrar restaurantes, lanchonetes, caixas eletrônicos e casas de câmbios. Além de oferecer uma viagem mais confortável e prática a bordo de trens modernos e tecnológicos. Quando morei em Londres, optei em conhecer alguns países de trem e a grande sacada foi organizar as viagens com antecedência. Esse fator garantiu uma boa economia nos preços das passagens.

    Atualmente, antes de fechar as minhas viagens recorro ao aplicativo Rome to Rio (já comentei no instagram, segue lá @ps_bonvoyage) para definir o melhor meio de transporte. A partir da simulação dos destinos, o app retorna com as possibilidades de locomoção e o custo individual. Normalmente o trem está entre as opções mais baratas, só não vale a pena em um cenário: quando a viagem contém poucos dias.

    Acredito que o melhor site para comprar os tickets de trem na Europa é a Rail Europe. O site possui uma versão em português e mostra os preços das passagens em reais. Além disso, oferece várias ferramentas que facilitam o planejamento da viagem. A Rail Europe é a representante oficial das principais companhias de trem do continente, a Eurostar e a Thalys (trem de alta velocidade).

Gare du nord    A capital francesa possui seis estações de trem e um das mais famosas é a Gare Du Nord. A partir dela, é possível viajar para o norte da França e países como Bélgica, Holanda, Alemanha e Grã Bretanha. O trajeto mais rápido é o Paris – Londres, que atravessa o emblemático euro túnel. A viagem tem duração de 02hs15min e a parada final é na estação St. Pancras (Londres). O preço médio das passagens é £39 (ida) ou £69 (ida e volta) para a classe Standard.

    O trajeto Paris – Amsterdã é um pouco mais demorado, no entanto a viagem é muito prazerosa devido ao cenário campestre que mantém-se do começo ao fim. O trajeto entre as capitais leva pouco mais de três horas, passando por Bruxelas, Roterdam e chegando na famosa Centraal Station.

Montagem AmsterdaPS. Bon Voyage!

Roteiro no Le Marais

    Os domingos, em Paris, costumam ser bem agitados no bairro Le Marais. O distrito destaca-se como um dos únicos lugares com o comércio aberto e recebe milhares de visitantes. O bairro histórico foi o berço da colonização judaica e continua a ser o centro da comunidade na cidade. Os elementos característicos do judaísmo enriquecem o ambiente e se misturam com as lojas mais modernas. Para explorar bem a região, minha sugestão é caminhar entre suas principais atrações. Em minha última viagem, conheci alguns lugares interessantes e compartilho com vcs:

Captura de Tela 2014-04-14 às 14.23.53

    O ponto de partida deste roteiro é a padaria/restaurante Schwartz’s Deli. (Já perceberam que sempre inicio os meus roteiros com uma padaria? As minhas raízes paulistanas não me deixam começar de outra forma rss). O local possui um cardápio bem globalizado e  um café da manhã típico americano. Próximo ao restaurante, está uma das ruas mais movimentadas do bairro – Rue des Rosiers. É nesse local onde encontra-se o melhor falafel de Paris (já comentei AQUI), e além disso há lojas, bares e restaurantes.

    O francês, com um legitimo europeu, adora um parque e o Place de Vosges é o representante do bairro. Considerado um dos mais antigos da cidade, é la onde ficava a casa do famoso escritor francês Victor Hugo.. Outro jardim que precisa ser mencionado é o Jardin Anne Frank. Pequeno, charmoso e calmo, fica ao lado do museu judaico.

Place_Vosges

    Um dos destaques do bairro é o Centre Georges Pompidou. O local reúne uma das maiores coleções de arte moderna e contemporânea do mundo. Esse museu foi uma revolução na área da arquitetura, devido ao projeto futurista criado por Renzo Piano, Richard Rogers e Gianfranco Franchini. Todos os canos e tubos são externos e visíveis, elementos da fachada. Quem o visita nao pode deixar de conhecer o restaurante Le Georges. No topo do prédio, o empreendimento do grupo Costes revela uma das melhores vistas de Paris.

centre_georges_pompidou

    Outro achado próximo ao Marais é o Promenade Plantée (ou Coullée Verte), mais conhecido com o high line de Paris. É um parque que se inicia em Bastille e foi construído sob a antiga linha de trem de Vincennes, desativada em 1969. O parque não abre aos domingos, portanto se você adaptar esse roteiro para outros dias da semana, vale incluir o promenade!

Promenade Plantée

PS. bon Voyage!

Roteiro a bordo da Velib

    Alugar bicicletas e adaptá-las em roteiros de viagem é uma pratica cada vez mais comum entre os viajantes. O movimento começou na Europa e a primeira cidade a implementar o sistema de locação de bicicleta foi a capital da Holanda, Amsterdã, em 1965. No entanto, atualmente Paris é um modelo para as outras metrópoles com o seu bem sucedido programa de aluguel de bicicletas – Velib. Nesse sistema o usuário tem total independência para locar as bicicletas 24 hs por dia e todos os dias da semana. A facilidade é que qualquer pessoa pode contratar o serviço e precisa possuir apenas um cartão de crédito válido. Quem adere ao serviço têm à disposição uma frota de 20 mil bicicletas espalhadas em diversas estações na cidade. Aos que desejam conhecer e desfrutar desse sistema, compartilho abaixo um roteiro que fiz a bordo de uma magrela alugada:

Roteiro velib_Paris

    O ponto de partida do nosso roteiro é o Jardim das Tulherias, emblemático parque entre o museu do Louvre e arco do triunfo. A estação do Velib mais próxima do local fica na Rue D’Alger, estação 1018. O trajeto se inicia pela conhecida Av. Champs Elysses. A poucos metros, do jardim, está a Place da Concordia e o Grand Palais. O prédio é um importante patrimônio histórico francês e em seu interior ocorrem diversas exposições de artes. A entrada normalmente é gratuita, somente as exposições provisórias são pagas. No final da avenida, encontra-se o icónico Arco do Triunfo,  uma das atracões mais fotografadas da cidade. O monumento está situado no centro da praça Charles de Gaulle de onde partem as doze principais avenidas da cidade. De lá, pedalamos pela Av. George sentido Torre Eiffel. No caminho, parada na Pont de l’alma, um dos melhores lugares para tirar fotos da torre. A beira do rio sena o cenário fica ainda mais apaixonante.

DSC02175

    Esse roteiro inclui dois museus e para visitá-los minha sugestão é deixar a bicicleta na estação mais próxima e após o passeio locar novamente. O primeiro, Musee Rodin, é um dos museus mais charmosos de Paris e instalado em um amplo jardim. Seu acervo reúne diversas obras do famoso escultor francês, entre elas ” o Pensador”. O Musée dês Invalides, ou museu de guerra, também é imperdivel pelo acervo e arquitetura do prédio. A ultima parada deste roteiro é a Pont Alexander III, considerada uma das mais belas pontes de Paris. Foi construída em 1896 e as suas exuberantes lâmpadas em estilo Art Nouveau, querubins, ninfas e cavalos alados dourados compõem o visual.

foto 1-6

    O trajeto possui no total nove quilômetros e podem ser realizados em ate três horas. Um passeio que recomendo para o final de dia é o de barco pelo rio Sena. Neste momento, as luzes da cidade começam a acender e o cenário muda completamente.

PS. Bon voyage!