Roteiro Viagem – França, Suiça e Itália

_DSC2067     Quem me acompanha pelo instagram (segue lá @ps_bonvoyage) sabe que acabei de fazer uma viagem por alguns países da Europa: Itália, Suíça e França. Seguindo o modelo da minha última passagem pelo continente – aqui, o roteiro circular foi parcialmente explorado de carro, deixando o avião e trem apenas para conexão entre os países. Acredito que esse tipo de programação {sem muita regra} agrega muito no valor cultural da viagem e cria a oportunidade de conhecer diversos vilarejos. No total, foram mais de 1.000 quilômetros rodados, durante 14 dias, e inúmeras cidades descobertas. Abaixo compartilho com vocês todos os detalhes:

_DSC1969

    O primeiro passo deste roteiro foi a definição da cidade responsável pela entrada&saída. Neste caso, como compramos as passagens por milhas (programada fidelidade da TAM) a opção mais rentável era chegar por Milão. O aeroporto de Malpensa possui o maior tráfego aéreo da Itália e faz conexões com diversos países, algo que gera ótimas economias ($) no primeira etapa do roteiro. Outro ponto é a proximidade com o Sul da França, aproximadamente 4horas de carro ou 5horas de trem. Pensando no conforto, nossa opção neste trecho foi o trem. A estação Milano Centrale (principal da cidade) conecta a Itália à Provence, via o trem de alta velocidade Trenitalia. Os tickets foram comprados com antecedência (recomendo no mínimo 60 dias) através do raileurope e o trajeto foi: Milão>Ventimiglia>Nice Ville>Aix en Provence. Uma boa nova para quem pretende fazer esse roteiro é o novo trecho Marseille e Milano que será inaugurado em Dezembro/14. Os trens serão de média velocidade, tornando a viagem entre a Itália e Cote d’Azur bem mais fácil, apesar de só haver um horário planejado, à tarde. Os trens partirão de Marseille as 15h30, passando em Nice as 18h09 e chegando em Milano as 22h50. Em sentido oposto, partirão de Milano, chegando em Nice as 19h55 e em Marseille as 22h29.

_DSC1759

   O primeiro destino explorado no sul da França foi na Provence, França. A região montanhosa, conhecida mundialmente pela produção de lavandas, fica em um ponto estratégico entre a Cote d’Azur e Bordoux. A minha base durante os primeiros quatro dias foi em Aix-en-Provence, uma simpática cidadezinha onde o pintor francês Cezanne nasceu. O carro é imprescindível nesta etapa do roteiro, pois todos os vilarejos são explorados pela rodovia e estradas vicinais. Não existe uma rota pronta na região, mas recomendo separar um dia para Aix, outro para Luberon {Lourmarin, Bonnieux, Menérbes e Gorges}, outro Avignon, Isle sur la Sorgue e St.-Rémy e o quarto dia para Gorges du Verdon e Moustiers Saint Marie. Seguindo a programação, a mudança de base foi para os próximos quatro dias na Cote d’Azur. Devido ao trânsito e qualidade das estradas, a base foi dividida entre duas cidades: St. Tropez e Nice.

_DSC1673

    Nossa próxima parada foi na Suíça. Devido a distância, o trecho Nice – Zurique foi realizado de avião operado pela cia aérea Air Swiss. O voo tem duração de apenas uma hora e foi comprado pelo site skyscanner. Minha base na região foi Lucerne, uma bela cidade a aproximadamente 40 minutos da capital Berna. Alugamos um carro durante os quatro dias no país, no entanto não recomendo. O local é muito bem servido de transportes públicos e ainda há o swiss half fare card. Com o cartão, valor a partir de EUR120,00/válido por um mês, as tarifas de trem e ônibus saem pela metade do preço. Além do combustível e estacionamento, algo que pode ser ainda mais caro na Suiça. Porém, após quatro dias no país, seguimos sentido Lugano>Lago di Como, na Italia, ultima etapa do roteiro. Os lagos italianos sempre fazem parte do meu roteiro no país, quem viu a viagem que fiz pelo Lago di Garda (AQUI)? Seguindo o mesmo principio do lago vizinho: vilarejos charmosos ao redor do lago com alpes ao fundo, optamos em montar a nossa base em Bellagio, a cidade tem q visitar na região. Por fim, após dois dias seguimos para Milão para pegar o voo de volta. 

_DSC2213

E ai, viajantes, gostaram do roteiro? Nos próximos posts comento sobre as cidades que visitei e compartilho dicas do que fazer no local.

PS. Bon Voyage!

4 comentários

  1. mayara em Responder

    Olá Priscila, tudo bem? Sou de Goiânia e te sigo no instagram e acompanho seu blog a algum tempo e, adoro suas dicas de viagem! Vou viajar pela primeira vez para a Europa agora em fevereiro e li todos os seus posts sobre as viagens relacionadas a este local. Mas gostaria muito (se não fosse incomodo) de algumas dicas, pois ficarei 13 dias hospedada na casa das minhas primas, sendo que, uma mora em Busto Arcizio e a outra em Bruxelas. Detalhe, tenho 23 anos mas vou com a minha mãe de 53 anos, então preciso adaptar o roteiro para que ambas aproveitem. :) Muito obrigada desde já!

    1. Priscila em Responder

      Oi Mayara, td bem e vc? Fico mto feliz em saber que vc curte o blog, muito obrigada ;)
      Vamos ao seu roteiro: Voce gostaria de dividir 6 dias para cada país ou teria interesse em conhecer mais algum lugar no meio do caminho? Talvez uma programação interessante para vc seria 4 noites em 3 países diferentes. Digo isso por que vc tem um bom tempo (12 noites) e entre a Belgica e Italia tem um lugar incrivel que é a Suiça. Como esses paises são facilmente conectados de trem, voce pode pensar em ficar alguns dias em Lucerna (tem um pots aqui no blog). Com relação a Belgica e Italia, certamente são lugares que irão agradar vc e sua mãe! Na Belgica, como sua base será em Bruxelas, voce poderia pensar em usar o trem para visitar algumas cidades em volta. Além de Bruges, recomendo conhecer Ghent, Antuérpia e Mons. Na Italia, se vc não curtir a ideia de passar pela Suiça, sugiro deixar mais dias do roteiro para lá. São inumeros lugares que vc pode visitar, desde as classicas Veneza, Verona, Milão, Bologna e Florença, até lugares como Cortinna de Ampezza e algumas cidades proximas aos lagos italianos. Se vc gostar, sugiro alugar carro pq os trens na Italia não são tao eficazes! Qualquer coisa me manda um email ;) Bjs

  2. Ana em Responder

    Ola, Comprei passagem de ida p milao em 10/03/2016 e pretendo pArtir de la p suica e franca. Ainda nao comprei a volta.
    Acha q a melhor opcao e voltar de milao mesmo?
    Que tal voltar de paris?
    Pode me ajudar?
    Obrigada

    1. Priscila em Responder

      Olá Ana, tudo bem? Normalmente indico cotar o preço de saída por um lugar e retorno por outro quando a passagem é comprada junta, afinal você consegue aproveitar um voo de conexão da mesma companhia aérea e gerar um custo mais baixo. No seu caso, sugiro que elabore o roteiro antes de definir por qual lugar voltar. Veja quais são os pontos que pretende passar, quantos dias, o meio de transporte e assim verá se vale a pena retornar pelo mesmo ponta da chegada. Boa viagem ;)

Deixe um comentário