Sob o sol da Provence – Parte II

_DSC1635     Não é segredo para quem me acompanha no Instagram (segue lá @ps_bonvoyage) que fiquei apaixonada pela região da Provence. O local encanta pela identidade única, suas cidades históricas, diferentes cenários e, principalmente, pelo contraste com a primeira parada obrigatória na França – Paris. Digamos que uma viagem a Provence é o segundo volume da saga na França, com um belo prefácio e capítulos mais elaborados. Uma coisa é fato, não existe um roteiro programado para a região, o visitante molda conforme suas necessidades e interesses. Fiquei quatro dias na Provence e a minha base foi em Aix-En-Provence (todos os detalhes AQUI). Abaixo compartilho com vocês detalhes do meu roteiro!

Dia 1 – Luberon

    O Luberon é uma cadeia montanhosa na região da Provence. A poucos quilômetros de Aix-En-Provence (tem um post completo da cidade AQUI), o local concentra dezessete das cento e quarenta e uma povoações classificadas, a nível nacional, como “as mais belas aldeias da França”. O mais interessante é que a pequena área do Luberon elege quatro, tão próximas umas das outras que é facilmente explorada em um dia: Roussillon, Gordes, Lourmarin e Ménerbes.  

Captura de Tela 2014-11-18 às 08.11.31    O quarteto estrelado foi a minha escolha para o primeiro dia na Provence. O que mais encanta neste roteiro são as estradas vicinais que conectam as cidades. O percurso é margeado por campos de oliveiras, vinhedos, casas na cor ocre e lagos. Apenas 27km de Aix fica a primeira parada do dia: Loumarin. O pequeno vilarejo, com tamanho de um bairro, possui uma lista do que fazer bem compacta: caminhar pelas ruelas, descobrir fontes lindas e quase escondidas, prestar atenção nas fachadas de pedra, nas janelas coloridas e vasculhar as boulangeries. Além disso, os cafés, as lojas de roupa e decoração são uma ótima parada. Logo em frente, a segunda parada do roteiro: Roussillon. O destaque, além da própria cidade, é o passeio pelas antigas minas de ocre (2,50€). Foi o ocre que fez a fama do vilarejo e garante a sua singularidade até hoje. Outra atração é a praça do Hôtel de Ville, prédio facilmente identificado pelas bandeiras na fachada.

_DSC1655    A cereja do bolo desse roteiro é a próxima cidade: Gordes. O vilarejo no alto da colina parece que foi desenhado a mão e encanta pela simplicidade. A mistura da arquitetura medieval e renascentista do castelo que existe desde 1031 e a igreja de origem romana do século XII são as principais atrações. No entanto, subir e descer os tortuosos caminhos de pedra que nos apresentam os segredos de Gordes pode ser mais interessante. Para completar a experiência na cidade, recomendo um pausa para o almoço no “Les Bories” – restaurante impecável do hotel com o mesmo nome. Por fim, a ultima parada do roteiro é Ménerbes, cidade que serviu de inspiração para o livro – Um ano na Provence, do escritor inglês Peter Mayle.

_DSC1663    Vale lembrar: Durante os meses de Julho e Agosto, o Luberon triplica seu numero de visitantes por conta do circuito das lavandas. O mais conhecido se encontra nas proximidades da cidade de Sault,  situada aos pés do Monte Ventoux.

Dia 2 -Gorges du Verdon e Moustiers Saint Marie

_DSC1725    O segundo dia do roteiro começou logo cedo e confesso que foi um dos meus preferidos. A primeira parada é Moustiers Saint Marie, um vilarejo com 700 habitantes e uma natureza especial. Seu ambiente é típico de cidade do interior da França, com lojas de artesanato, pequenos restaurantes e uma igreja centenária. Além do Gorges du Verdon, outra atração na cidade é a trilha até a capela a capela Notre Dame de Beauvoir, no alto da colina. O esforço de subir os 262 degraus é recompensado pela vista mais bonita da cidade.

     Tudo ali é meio magico e para completar o cenário tem o La Bastide de Moustiers, considerado o melhor hotel e restaurante da região. O renomado chef francês Alain Ducasse, abriu o seu “albergue” em pleno “Parc Naturel do Verdon” e possui poucos quartos para aproveitar de um momento inesquecível na Provence. 

_DSC1767   Moustiers é a porta de entrada do canyon mais fascinante da Europa. Apenas 20km separam o pequeno vilarejo do Gorges du Verdon. Antes de explorar as atividades do lago Saint-Croix, recomendo um passeio até o pico da montanha. A estrada beira o penhasco e oferece uma vista deslumbrante de toda a região. Lembrando que esse trajeto pode ser encarado por uma trilha, fascinante para os aventureiros. 

    No próximo post, compartilho dicas de Avignon, Isle sur la Sorgue e St.-Rémy. As cidades merecem uma atenção especial e no trajeto tem Baux, parada obrigatória.

PS. Bon Voyage!

3 comentários

  1. Fernanda em Responder

    Estou amando essa série de posts sobre a provence, já que vou para lá em março e estou montando o roteiro. Minha ideia é ir de paris a aix de tgv e ir voltando para paris de carro e fazendo paradas em algumas cidades como aix, avignon, e já saindo da provence, lyon e beaune. Tudo isso em 5 dias. Você acha muito para poucos dias ?

    1. Priscila em Responder

      Ola Fernanda, td bem? Fico mto feliz que gostou do post :) Tenho tanta coisa para falar desta viagem!! Então a Provence é uma região enorme que aplica bem aquilo que disse no post “quanto mais tempo por lá, melhor”. Digo isso pelas atrações, inúmeros vilarejos e também pelo acesso. Mas nem sempre temos tempo de sobra e acho q vale conhecer o lugar mesmo q seja mais corrido! Você poderia pensar em deixar 3 dias para o roteiro na Provence (base em Aix ou Avignon), seguir de carro para Lyon, ficar um dia por lá e talvez no dia seguinte voltar para Paris de TGV. O trem é mais rápido (o trajeto será de apenas 2hs), menos cansativo e vc otimiza esse tempo da volta! Essa é a mina sugestão. Bjs

  2. Waleska Pires em Responder

    Tudo bem?
    Estou indo em agosto à Córsega e Provence.Voltando da Córsega dormiremos 2 noites em Marseille.Visitaremos Marseille e Cassis. Ai iremos para Aix-en-Provence . Adorei teu roteiroe seguindo por ele ficaremos 1 dia em Aix e pensamos em fazer Luberon em 1 dia como sugeres. Pensei em acrescentar Bonnieux e Abbaye Notre dame. O que achas?Nao achei nada sobre Ménerbes.Vale a pena ir?. Estou na dúvida se faço no outro dia Aix-L’isle-sur-La Sorgue-Avignon-St Remy-Arles-Aix ou Aix-Valensole-Moustiers St Marie-Gorges du Verdun-Aix. Por qual achas que devo optar.
    Obrigada

Deixe um comentário