Roteiro Espanha – Madrid

    A capital da Espanha é destino certo de milhares de turistas durante todos os anos. A terceira cidade mais populosa da Europa, atrás apenas de Londres e Berlim, guarda boas surpresas ao viajante e enriquece o roteiro com seu panorama cultural. Sinônimo de chegadas ou partidas, por conta dos voos direto vindos do Brasil pela cia aérea Ibéria, Madrid é um lugar facilmente conectado. O território tem como aliado o trem de alta velocidade e a partir de lá é só escolher o que vale a pena visitar. Antes de listar as atrações vamos compartilhar algumas dicas básicas para o planejamento da sua viagem:

_DSC3851

Como ir do aeroporto ao centro?

A maneira mais simples de sair do aeroporto de Madrid para o centro é de metro. O Barajas está conectado ao metrô pela linha oito e possui dois terminais: T2 (linha que passa pelos terminais T1, T2 e T3) e T4 (um pouco mais afastado). Munidos do app Metro Madrid o viajante chega ao centro da cidade em apenas 20 minutos e o valor do bilhete simples custa 2,00 EUR. Aos que chegam com muita bagagem, uma opção é a Linha Express do ônibus até a estação de trem Atocha ou de taxi, uma alternativa mais confortável e não chega a ser tão cara (corrida até a região central fica em torno de 25EUR mais taxas).

Quantos dias ficar em Madrid?

Pensando em uma capital com muitas atrações e possibilidades de bate-voltas o ideal são três ou quatro dias noites no local. Costumo dizer que muitos lugares pedem um tempo para gerar uma experiência real e Madrid é um deles. A metrópole é grande, se destaca pela oferta cultural e possui diversos bairros com características completamente diferentes umas das outras.

_DSC3881

Como se locomover na capital espanhola?

Avaliando pelos valores cobrados na Europa, o taxi na Espanha não é caro, no entanto a capital é muito bem servida pelo transporte publico. O metrô funciona perfeitamente e a rede é bastante extensa, sinalizada e fácil de usar. Outra vantagem é que a cidade é bastante plana – o que deixa as caminhadas até as estações quase nada cansativas. Se optar pelo Metrô como seu meio de transporte oficial na cidade, compre o bilhete de dez viagens, você vai economizar. As linhas abrem às 6 da manhã e param somente às 2 da madrugada. Portanto, circular de carro alugado está fora de cogitação!

Devo alugar carro para visitar as cidades mais próximas?

O trem de alta velocidade é uma ótima opção de transporte na Espanha. A partir da estação de trem Atocha, saem trens diários para cidades como Toledo (40minutos), Barcelona (2h35min), Sevilha (2h30min), Figueres (3h58min), entre outros. No entanto, aos que gostam de fazer um roteiro personalizo uma alternativa é o carro. A própria estação, localizada no centro da capital, reúne as principais locadoras de carro no andar do desembarque. O valor médio do aluguel costuma ser de EUR 30,00 a EUR 60,00, alterando conforme a alta temporada. 

_DSC3859

Onde devo me hospedar?

Madrid é uma cidade grande e muito pulverizada. Seu corredor principal é a Gran Via, a avenida mais conhecida da cidade e abriga antigos cinemas, prédios e muitas lojas. É uma região super turística e, por isso, tem várias opções de hotéis devido à localização central. Próximo de lá está o bairro Sol, região em volta da Plaza del Sol é onde encontram-se os pontos turísticos mais conhecidos de Madrid, como a Plaza Mayor e o Palácio Real. Para quem gosta de fugir das aglomerações, uma alternativa é o bairro Salamanca –  mais chique de Madrid, localizado ao lado do belíssimo parque do Retiro. É nele que ficam as ruas de compras Calle de Jose Ortega y Gasset, Calle de Serrano e Calle Velazquez, com reconhecidas marcas internacionais e ótimos restaurantes. Outra alternativa é o bairro La Latina com um ambiente mais boêmio e muitos hostels. Vale conferir os noteis: URSO hotel & Spa, ME Madrid e NH Collection Palacio de Tepa.

Dicas extras:  

  • Muitas lojas e alguns estabelecimentos costuma fazer uma siesta depois do almoço, ou seja ficam fechadas entre 14hs e 17hs. A vantagem é que o comercio funciona até as 21hs.
  • Assim como muitos países da Europa, a Espanha oferece o reembolso dos impostos de até 13 % das suas compras. O processo é simples e pode ser feito no ultimo dia da viagem em alguns pontos no aeroporto de Barajas. Lembre-se de deixar as peças de maior valor em uma mala separada caso precise fazer a inspeção. 
  • Leve muitas roupas de frio no inverno e roupas frescas no verão. A cidade tem temperaturas extremas e inversas ao longo do ano.

PS. Bon Voyage!

Deixe um comentário