1º dia Atacama – Salar do Atacama

_DSC5759   Assim que chegamos no Tierra Hotels, em San Pedro do Atacama, fomos recebidos pelo concierge de expedições e logo seguimos para a nosso primeiro tour do dia: trekking pelo valle de la luna. O grupo já estava a postos na recepção e mal tivemos tempo para deixar as malas. Tudo bem rápido, afinal quatro noites no Deserto do Atacama passa em um piscar de olhos e queríamos aproveitar todos os minutos. Mas antes de comentar sobre o passeio, vou explicar como chegamos até San Pedro do Atacama. A cia aérea chilena Sky Airlines é a maneira mais prática de chegar ao aeroporto de Calama. Com mais de dez voos diários, a empresa liga Santiago ao ponto no deserto em apenas 1h50min com visual de tirar o fôlego: a imensidão das cordilheiras dos andes entre um infinito desértico. Compramos o primeiro voo disponível, as 06AM, com a roupa da caminhada (dica importante) e assim que chegamos em Calama um simpático motorista do Tierra hotels estava nos aguardando no portão de desembarque. A viagem até San Pedro do Atacama tem duração de uma hora e no trajeto já fomos nos ambientando com as primeiras aventuras.  

_DSC5643

    De um modo geral, no Deserto do Atacama, os passeios são divididos em “half day” e “full day“, ou seja, com duração de meio dia ou dia inteiro. Essa divisão refere-se ao tempo de deslocamento até as atrações, pois alguns lugares ficam a até duas horas de carro da cidade. O passeio pelo Valle de la Luna e Valle de la Muerte começa pontualmente as 09h30 e é considerado uma ótima opção para o primeiro dia da viagem. Localizado a apenas 2km do centro, na parte mais árida do deserto, o lugar é uma espécie de cartão postal do Atacama e a vista é simplesmente surreal. Seu cenário é formado por um paredão de pedras e uma monumental cordilheira de sal, mas o ponto alto da caminhada é a pedra do Coyote, o pico mais alto e com um visual deslumbrante. De lá, o cenário muda um pouco no Valle de La Muerte com muitos cânions e dunas de areia (é nesse lugar que é praticado o sandboard – uma espécie de wakeboard com prancha na areia). O passeio tem duração total de quatro horas e após isso voltamos para o hotel para o nosso primeiro almoço chileno. Não é a toa que o Tierra é considerado um oásis no deserto! Com uma seleção de produtos de primeira no buffet do restaurante, o lugar ainda conta com um spa e piscinas para os momentos de descanso entre os passeios. 

_DSC5734 _DSC5783

    Além do passeio pela manhã, fechamos o primeiro dia com uma atracão icônica no deserto: Salar do Atacama. Com saídas diárias as 16hs, o Salar fica a aproximadamente uma hora de carro do centro da cidade e é o lugar indicado para tirar fotos memoráveis do pôr do sol. Ao chegar no local (lembrando que o Chile mantém o horário de verão durante todo o ano e anoitece as 19:30hs) tivemos uma apresentação sobre o lugar e a importância do Salar para o Chile. Depois disso tivemos um tempo livre para percorrer os caminhos no meio do salar e observar o parque com os flamingos. 

_DSC5801 _DSC5796

Dicas:

  • Que roupa usar esse dia? As duas atracões do primeiro dia estão localizadas em lugares com uma temperatura agradável durante o outono, portanto vale usar um casaco leve, calça legging e um tênis de trekking (comprei o meu aqui).
  • Não pode esquecer de levar: água é fundamental em todos os passeios, pois não há lojas para comprar nas atracões. O kit básico protetor sol, labial, creme de mão também é válido! 
  • O Valle de La Luna não conta com banheiro químico, já o Salar possui um espaço com dois banheiros e uma área para refeições. 

Gostaram do primeiro dia no deserto? No próximo post comento sobre as lagunas altiplanticas e o passeio noturno no Deserto do Atacama. 

PS. Bon Voyage!

Deixe um comentário