Arquivo mensal: October 2015

A beleza singular do Four Seasons Marrakech

_DSC8033

    Relendo os últimos posts sobre o Marrocos, notei que fiquei devendo as dicas dos hotéis que ficamos hospedados por lá! Comentei nesse post (aqui) que dividimos a hospedagem em duas etapas na viagem: os primeiros dias no Riad El Fenn e depois seguimos para o Four Seasons Resort Marrakech. Essa prática é muito comum, afinal os Riads estão concentrados dentro da Medina (cidade antiga) e os hotéis de grandes redes ficam um pouco afastado do centro (cerca de 10 minutos de carro), em uma área mais moderna e financeira. Mas essa não é a grande diferença: se hospedar em um Riad o viajante tem a oportunidade de vivenciar a vida do marroquino e conhecer de perto os seus hábitos, já no hotel existe todo o conforto e o atendimento impecável que é tão característico do povo africano. 

    Chegamos no Four Seasons em nosso terceiro dia no Marrocos e já fomos recebidos carinhosamente com um “Welcome Drinks”  oferecido pelos funcionários do hotel.  Pensando na cultura marroquina, a bebida de boas vindas não poderia ser diferente: chá de menta acompanhado por frutas secas. Enquanto degustávamos o chá, o simpático concierge nos recebeu para iniciar o check in. Esqueça filas e espera no balcão! No Four Seasons Marrakesh todo processo é realizado em confortáveis cadeiras e de um forma bem rápida. Logo seguimos para o nosso quarto e, como em um passe de mágica, as nossas malas já estavam por lá. Ficamos hospedados em um quarto de categoria intermediária suntuoso (essa foi a melhor palavra que encontrei para descrever), novo e muito espaçoso! O lema da rede Four Seasons é que o hóspede se sinta em casa e possui quartos para todo o tipo de hóspede, seja família ou casais em lua de mel. A cultura marroquina é encantadora e é comum as casas possuírem muitos ambientes! Neste caso, além do quarto, o apartamento do Four Seasons Resort Marrakech  ainda é composto por uma sala com sofás, um closet incrível no formato walk-in e um banheiro grande com um espaço separado para a bacia. Todos os quartos possuem varanda e a vista não podia ser melhor: em frente aos jardins de Menara!

IMG_4624

cq5dam.web.720.405 four-seasons-resort-marrakech-26 _DSC8009

     O hotel é composto por dois edifícios baixos, de três e quatro andares, ligados por um espelho d´água rodeado de palmeiras, um renomado spa (das massagens são cobradas a parte), duas grandes piscinas integradas cercadas por espreguiçadeiras, bares, restaurantes, boutique, kids club, entre outros. Além disso, o hóspede pode optar em ficar hospedado em vilas localizadas na área externa do hotel. 

_DSC8018 _DSC8037

    O Four Seasons Resort foi um dos primeiros hotéis em Marrakech a levar para os seus hóspedes o conceito de bares e restaurantes no rooftop dos prédios. Com isso, o Zest Bar é uma boa pedida para aproveitar o fim de tarde no hotel! Seu visual é lindo durante o pôr sol e aos fins de semana tem um dj animando o ambiente.

_DSC8010 _DSC8016    Além do Zest Bar, o Four Seasons possui 3 restaurantes em seu complexo, entre eles o Arancino que é especializado em massas e sua cozinha é responsável pelo room-service do hotel. O café da manha africano é um capitulo a parte, com uma variedade incrível de pães, frutas, cereais, iogurtes, sucos, além de omeletes, waffle e crepes! Sim, por lá o café da manhã era mais americanizado, mas tinha o “buffet” com alimentos locais. Algo bom para variar na viagem!

IMG_5276 IMG_5280 IMG_5289 IMG_5293

*** Observação: as últimas fotos foram extraídas do google (ilustração)

    Falando sobre o transfer do aeroporto ao hotel: recomendo o serviço de transfer oferecido pelo Four Seasons Resort Marrakech. Basta mandar um email para o setor de reserva  com o nome, data e horário do voo de chegada que o hotel disponibiliza o carro com motorista para buscar no aeroporto. O serviço acaba saindo mais barato que o taxi e o aeroporto fica a menos de 10 minutos do hotel.

AVALIAÇÃO DO HOTEL

Adoramos a nossa hospedagem no Four Seasons Resort em Marrakech. Ficamos impressionados com a gentileza dos funcionários, a estatura que parece um oásis no deserto e todos os mimos oferecidos ao hospede. Mesmo sendo um hotel grande, o serviço era impecável (com uma pessoa responsável por andar). Valeu a experiência!

PS. Bon Voyage!

As melhores ferramentas do KAYAK

Kayak-search-one-and-done-a

    Quem acompanha o PS. Bon Voyage pelo Instagram e Snapchat viu que ontem participamos de um encontro de blogueiros promovido pelo site KAYAK em São Paulo. O evento reuniu formadores de opinião do Brasil inteiro e mostrou as novas ferramentas do KAYAK que ajudam (e muito) a vida do viajante. Na realidade, sempre fui usuária assídua do site (olha esse post aqui com dicas) e conhecer todas as suas vantagens foi muito bacana para compartilhar com vocês!

    Para quem não sabe, o KAYAK é um buscador de viagens, presente em mais de 32 países, que tem como principal objetivo encontrar o melhor preço de passagens aéreas, hotéis e carros alugados para o usuário. A vantagem do Kayak é que o preço apresentado já é sinalizado sem taxas e, assim, não tem aquela supresa na hora de efetuar o pagamento. Nos Estados Unidos o Kayak é conhecido como o Google da Viagem, uma espécie de site de pesquisa, no qual o viajante pode comparar e encontrar o melhor preço antes de fechar uma viagem! Atualmente eles possuem mais de 1 bilhão de buscas por ano e, para vocês terem uma ideia, no site está disponível mais de 550 companhias aéreas e 800 mil hotéis cadastrados. O número impressiona e isso só é possível porque o KAYAK faz parte do gigante de turismo Priceline Group que reúne informações de sites conhecidos, por nós, como: Booking.com  renomado site de hospedagem; Agoda.com – principal site de hospedagem na Ásia; Rentalcars.com o melhor site de aluguel de carros e OpenTable site especializado em reservas de restaurantes! Sendo assim, o site facilita a vida do viajante mostrando o menor preço após uma busca em todos os principais sites de viagem

    Além disso, o KAYAK possui algumas ferramentas onlines gratuitas que tem como objetivo ajudar o viajante antes de comprar uma passagem ou reservar um hotel! Uma delas é a “Projeção de preços” que por meio de um algoritmo analisa o histórico de mudança de preços, com base em mais de 1 bilhão de buscas de voos feitas no KAYAK, e recomenda se vale a pena comprar ou esperar. Esse recurso é ótimo quando bate aquela insegurança se vai aparecer uma promoção!

Kayak_1

    Outra ferramenta que somos muitos adeptos por aqui é a de “Alerta de Preços ” – quando o kayak manda uma mensagem informando se determinada passagem aérea baixou o preço! Esse recurso é um ótimo agregador de serviços e para utilizá-lo basta fazer o seguinte:

  1. Entrar no site do KAYAK (que é todo escrito em português)
  2. Na barra superior, clicar na palavra “VOOS” e incluir as informações, como: aeroporto da ida, aeroporto da volta, datas e quantidade de pessoas. Insider tip: Um recurso que sempre uso nesse momento é o “datas flexíveis” quando o site informa, por meio de um quadro, os valores das passagens aéreas em um período de três dias antes ou depois da data pesquisada. 
  3. Após isso, a próxima página irá informar o resultado da sua pesquisa com todos os voos disponíveis. No canto esquerdo da tela superior, estará o gráfico com a ferramenta “Projeção de preços” sinalizando se é o momento de comprar ou aguardar e, logo abaixo, está o campo com ” Criar alerta de Preços”
  4. Caso você opte em criar um alerta (faça isso que realmente ajuda ;) basta clica no box e fazer um cadastro no site com o endereço de e-mail, senha e aeroporto de saída. Após esse primeiro cadastro, nas próximas vezes só precisa informar o e-mail e senha. Lembrando que esse alerta também é válido para passagens aéreas e aluguel de carro. 

Kayak 2

    Por fim, o buscador de viagens ainda oferece ferramentas como o KAYAK MIX: no resultado da pesquisa de voos o site alerta a melhor combinação de passagens com diferentes cia aéreas, mostrando a opção mais barata. E, ontem, os responsáveis pelo site no Brasil mostraram uma ferramenta que é novidade no canal e pretende criar uma nova tendência de consumo: o EXPLORE . Para usar é bem simples: basta incluir no campo informação do destino, continente, as condições climáticas e até mesmo sua atividade favorita e, claro, o valor que quer gastar – que o site filtra as melhores opções dentro do orçamento! Por ex, fiz uma simulação para uma viagem em Mar/16, com um budget (orçamento) de passagem estipulado em R$ 2.600,00 e na Europa. Vejam só o resultado:

Captura de Tela 2015-10-28 às 14.07.25

    Além do site, o KAYAK tem um aplicativo disponível para celulares Iphone e Android (gratuito e escrito em português!) com a mesma interface de busca de passagens e ofertas! O app ainda incorpora algumas facilidades como o “Rastreador de voos”  com todas informações para ficar atualizado sobre o status do voo a todo momento, além de opções de compartilhamento hotéis, incluindo o envio de informações por e-mail. Realmente vale a pena baixar, afinal sempre gostamos de compartilhar aqui facilidades que geram economia na sua próxima viagem!

E ai, viajantes, gostaram do post?

PS. Bon Voyage!

 

Chefs italianos vêm ao Brasil para cozinhar pratos típicos da Toscana

italian   Durante a 4ª Settimana della Cucina Regionale Italiana, de 24 a 31 de outubro, os restaurantes italianos Buttina e Sensi Gastronomia, em São Paulo, receberão os conterrâneos chefs Sebastiano Lombardi e Antonio Magliulo, que trabalham nos hotéis Il Pellicano, em Porto Ercole, e La Posta Vecchia, em Ladispoli, para para trocar figurinhas sobre a culinária italiana. Ao lado dos chefs locais, os dois comandarão as cozinhas e servirão menus exclusivos a preços fechados.

    Para os pratos que servirá no Buttina, criados junto à Filomena Chiarella (chef e proprietária da casa), Sebastiano Lombardi usará ingredientes importados que trouxe na própria bagagem. O jovem italiano, aliás, já desponta como talento mundial e ostenta uma estrela Michelin. O menu homenageia a região da Toscana, onde se encontra o cinco estrelas Il Pellicano, e custará R$ 82 no almoço e R$ 118 no jantar, com delícias como a massa fresca com erva doce, ovas de tainha e mini lulas, ou o filetto di manzo com cogumelos e beterraba.

    Já no Sensi Gastronomia, comandado pelo chef e também dono Manuel Coelho,  o menu concebido a quatro mãos reproduzirá a culinária típica da região do Lazio, onde fica o hotel butique La Posta Vecchia – no qual o chef Antonio Magliulo trabalha. No cardápio, sabores salgados se misturam a doces, caso do antipasto de anchova fresca recheada com doce de tomate, rúcula e semente de cacau, e do risoto cacio e pepe com pêra e fava fresca (R$ 75 no almoço e R$ 120 no jantar).

   Neste ano, o evento (site oficial aqui) conta com a participação de 20 chefs italianos, que cozinharão em 20 restaurantes junto aos seus chefs brasileiros, e oferecerá um total de 160 receitas que exaltam os sabores das 20 regiões italianas. Os menus de três e quatro tempos – incluindo entrada, primeiro e/ou segundo prato, e sobremesa – oferecem duas opções para cada etapa. Nos restaurantes Buttina e Sensi Gastronomia, o entusiasta gourmet poderá saborear legumes e hortaliças, massas, frutos do mar, peixes e carnes preparados com primor e de forma harmônica, graças ao expertise e às técnicas dos talentosos chefs.

Restaurante Buttina:

Rua João Moura, 976, Pinheiros – São Paulo, tel. (11) 3083-5991

Horário de funcionamento: De terça a quinta 12h – 14h30 e também 19h30 – 23h/ Sexta 12h – 14h30 e também 19h30 – 00h / Sábado13h – 17h e também 19h30 – 00h / Segunda fechado /Domingo 13h – 17h

Sensi Gastronomia:

Rua Gabrielle D’Annunzio, 1.345, Campo Belo – São Paulo, tel. (11) 2478-509

Horário de funcionamento: De terça a quinta 12h – 15h e também 19h – 23h /Sexta 12h – 15h e também 19h – 00h / Sábado 12h -17h e também 19h – 00h / Segunda fechado /Domingo 12h – 17h

SOBRE O HOTEL IL PELLICANO

25444290

Com vista espetacular do mar Argentário, o Il Pellicano, em Porto Ercole, cria a atmosfera de um típico lar toscano e é cenário perfeito para formar um clube exclusivo de hóspedes ilustres como Charles Chaplin, Henry Fonda, Gianni Agnelli, Slim Aarons, e toda a realeza europeia. O hotel conta com SPA, piscina ao ar livre com água do mar aquecida, praia privativa, quadra de tênis, academia, boutique, adega de vinhos e dois bares. A gastronomia, aliás, é um ponto forte do cinco estrelas, que conta com as criações do chef Sebastiano Lombardi, jovem talento italiano premiado com uma estrela do guia Michelin.

SOBRE O HOTEL LA POSTA VECCHIA

780-480-0

    Com  vista espetacular para o mar, esse charmoso hotel membro do Leading Hotels of the World está localizado a apenas 40 minutos de Roma. Construída pelo Príncipe Orsini em 1640 sobre os restos de uma antiga cidade romana, a propriedade foi comprada por Jean Paul Getty e o historiador de arte Federico Zeri em 1960, e, depois de restaurada, decorada com móveis, tapeçarias e objetos do séculos XV e XVI. Hoje, o hotel de luxo do Pellicano Hotels – grupo da tradicional família italiana Sció, que comanda também o icônico Il Pellicano, em Porto Ercole  – possui 19 quartos, piscina aquecida, SPA, campo de golfe e até praia particular. Outro ponto alto, o The Cesar Restaurant conta com ingredientes cultivados na propriedade ou locais, e oferece também cardápios vegetarianos ou sem glúten.

*** Texto concedido pela assessoria TL Porfolio.

Dicas para economizar na próxima viagem

memorial-day-travel    “Em tempos de recessão, viajar tornou-se algo que precisa ser muito bem pensado antes de acontecer!” Não é a mais pura realidade que estamos vivendo? A boa notícia é que a situação no mercado de viagens não está tão crítica para os turistas, as empresas vem buscando formas de burlar a crise para não perder os clientes, ou seja, congelam os preços, oferecem promoções de aéreos e pacotes com hotéis. Graças a esses descontos, viajar esse ano está mais barato do que no ano passado, mas claro, com menos dinheiro no bolso, os brasileiros estão buscando formas de fazer a viagem caber no orçamento. E sabe o que acontece? Agora estamos trocando a viagem dos sonhos pela viagem possível!

    Para gastar menos em uma viagem não existe segredo, mas sim planejamento. O problema é que na maioria das vezes não é dado a devida atenção ao planejamento e ao controle de gastos. Vale pegar um exemplo simples: diariamente recebemos milhares de promoções de passagens aéreas para vários lugares na Europa, Caribe e Estados Unidos (um estudo feito comprova que desde o mês de Março não houve uma semana sem passagem promocional para EUA) e muitas pessoas pensam que é uma ótima alternativa para viajar ao exterior, mas agora com a alta do dólar é preciso pensar muito bem antes de comprar essa passagem com o preço muy amigo, certo? Antes disso, é necessário levantar o gasto final da sua hospedagem, qual será o gasto diário em refeição e o custo das atrações (uma dica é o site Numbeo que faz um panorama do custo de vida do local). Com isso, aproveite essa época de crise para riscar da lista os lugares mais em conta como aqueles na América do Sul, América Central, alguns na Ásia e até mesmo viajar pelo Brasil!

Organize-1

    Hoje é possível encontrar ferramentas que auxiliam nesse processo, é o caso do site organizze que compila todos os gastos encontrados na internet e mostra (em números) se vale a pena ou não visitar determinado destino. 

    Agora você me pergunta, mas quais são as regras para planejar uma viagem? Bom, não existe regra, mas sim um cronograma de ações que será muito efetivo no corte de gastos! O primeiro, e talvez mais importante, é o tempo de antecedência para fechar uma viagem. Antigamente quando o dólar/euro estavam com cotações amigas comprar uma passagem para o mês seguinte não era o pior dos mundos, afinal era possível encontrar um hotel com diárias promocionais que não machucava tanto no bolso. Hoje é diferente, mesmo essa diária promocional está muito mais cara (para nós). Então que tal comprar a passagem com pelo menos seis meses de antecedência? Uma pesquisa do Booking alerta que as principais redes de hotéis colocam no ar suas promoções com esse período de antecedência, ou seja, você pagará muito mais barato e se tiver a oportunidade de já efetuar o pagamento na hora, faça isso! Assim você fecha a cotação dia, não deixa ela oscilar até a data da viagem. Uma outra alternativa são as outras formas de hospedagem como hostel e apartamentos. O site airbnb lidera o ranking de melhores ofertas de apartamentos em vários lugares do mundo e ainda oferece relatos dos últimos hóspedes com todas as avaliações. Essa opção permite economizar com a alimentação: a ida ao mercado já garante o café da manha e jantar! No caso de hostel, que tal conferir no site Hosterworld os estabelecimentos listados no hoscar  (a seleção dos melhores hostels do planeta feita pelo site) e ver se não tem nenhum que se adeque ao seu destino? Uma boa alternativa para economizar. 

homelisbon2

O Home Lisbon considerado um dos hostels mais legais do mundo em Lisboa, Portugal. A diária custa em média U$ 20  

    Uma outra forma de economizar no roteiro é viajar durante os meses que antecede a alta temporada, ou seja, na baixa temporada. Por exemplo, na Europa os melhores meses para viajar são Abril, Maio, Junho, Setembro, Outubro e começo de Novembro. Nesse período é possível encontrar mais oferta com preços mais baixos e pouca procura. No caso do transporte, uma dica para quem viaja na baixa temporada é deixar para comprar os tickets do trem na data da viagem! Sei que pode parecer loucura, mas é nesse momento que tem os melhores descontos! Corre o risco de não ter disponibilidade, mas caso encontre os preços serão ate 30% mais baixos. No entanto, quem prefere a segurança de sair de casa com os bilhetes em mãos, fica mais barato nos sites da próprias ferrovias: Renfe.com (Espanha), Trenitalia.com (Itália), SBB.ch (Suiça), SNCF.com (França), TheTrainLine.com (Inglaterra) e Bahn.com (Alemanha). 

    Por fim, lembre-se de economizar com os restaurantes! Uma dica é fugir do restaurantes proximos dos cartões postais das cidades, sempre são mais caros. O legal é descobrir um lugar onde os locais frequentam, se aventurar pelas ruelas e para dar uma mãozinha, o app Foursquare sempre ajuda nesse momento. Ah! falando em internet na viagem – lembre-se em desabilitar o 3G e comprar um ship da operadora local! E rápido, simples, mantém os mesmos contatos do whatzapp e é sinônimo de economia!

E ai, viajantes, gostaram das dicas? Quem também tiver compartilha nos comentários.

PS. Bon Voyage!

Roteiro Sudeste Asiático – dicas do Vietnã

    Depois de um dia corrido por Bangkok (para ler clique aqui) seguimos para a primeira parada (oficial) do nosso roteiro pela Ásia: Vietnã. Para chegar até la, pegamos um voo no primeiro horário, as 06:45hs, da cia aérea Jetsar no aeroporto Suvarnabhumi (bangkok) e em apenas 1h50min chegamos no moderno e recém reformado aeroporto internacional de Hanói. O desembarque foi muito rápido e de lá corremos para o guichê Visa On Arrival para entregar a carta de pré solicitação do visto e pegar o carimbo no passaporte (expliquei como fiz nesse post aqui). 

_DSC9258

Visa on arrival - esse procedimento é muito convencional quando os turistas chegam ao Vietnã pelo aeroporto, no entanto quem pretende fazer o trajeto terrestre ou de barco, é  recomendado solicitar o visto pela embaixada em Brasília.

    O Vietnã era um dos destinos que estava mais curiosa para conhecer, afinal não sabia muito bem o que iria encontrar chegando lá. Costumo dizer que o primeiro choque da Ásia foi na Tailândia, um encontro com um continente até então nunca visitado, com diferentes culturas e costumes! Mas como seria visitar um país que sofreu tanto com a guerra, foi totalmente reconstruído e que estava celebrando (esse ano) seu 70º aniversário de independência. Posso dizer que foi incrível e um dos destinos mais surpreendentes da viagem!

Lonely-Planet-mag-Vietnam-Map

_DSC8917    Para quem não sabe, o país é repleto de boas atrações e definir o roteiro não é uma tarefa tão simples! Quando comecei a pesquisar sobre o local fiquei impressionada com tantos lugares e que certamente 5 dias seria muito corrido para lá. Para vocês terem uma ideia: ao norte do país está a capital Hanoi e uma das sete maravilhas da natureza: Halong Bay

_DSC8938

_DSC8995

_DSC8882

    Um pouco mais ao centro está uma das preciosidades do Vietnã: Hoi An – cidade declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco que por muitos séculos foi um importante porto comercial da Ásia. O que mais chama a atenção são as suas casinhas baixas, pintadas em tons amarelos, conservadas com muito cuidado nos dias de hoje. É nesse lugar que o estereótipo vietnamita realmente ganha vida! É comum ver pessoas caminhando calmamente com seus Nón Lá (chapéu de folhas em formato de cone) e segurando o Yoke (dois cestos presos a um pedaço de madeira, equilibrados sobre os ombros) que são utilizados em zonas rurais. O mercado junto ao porto é um importante ponto para quem gosta de fotografia! O cenário é formado por tradicionais barcos de madeira e os vendedores sentados no chão com a comida dentro de cestos. Não faltam as “casas-museu”, moradias que permitem ao turista entrar e vislumbrar a arquitetura tradicional vietnamita. Além da beleza, a cidade atrai pelos variados spas que se espalham pelas ruas, prontos para garantir bons minutos de relaxamento ao visitante. Um destaque é o Palmarosa Spa situado bem no centro e oferece tratamentos com duração de 40 minutos por R$ 50,00. Uma dica é fazer a viagem coincidir com o dia 14 de qualquer mês quando se celebra o festival da Lua Cheia (Full Moon Festival). Todos os estabelecimentos da cidade antiga têm suas luzes apagada e as lanternas coloridas iluminam toda a região. 

    A porta de entrada do sul do Vietnã é Ho Chi Minh, considerada a maior cidade do Vietnã com mais de 6 milhões de habitantes e surpreendentemente moderna. Até o ano de 1975 era chamada de Saigon, mas depois da guerra foi rebatizada em homenagem a um grande revolucionário comunista. Por fim, Nha Trang, é a praia mais bonita e o lugar ideal para quem que finalizar o roteiro do Vietnã com passeios de barco e esportes radicais como o parasailing. É lá que está localizado um dos hotéis mais luxuoso e cinematográfico do país: Six Senses na praia de Ninh Van Bay. 

VIETNÃ

Fuso Horário: Hanói, a capital, tem 10 horas a mais em relação ao horário de Brasília.

Clima: Entre novembro e março, o norte é relativamente frio (média de 17 ºC), enquanto o sul é seco e quente (em torno de 25 ºC). De abril a novembro, as monções trazem chuva e umidade. Abril, maio e outubro são os melhores meses para conhecer o norte. O período de novembroa março é o ideal para conhecer o sul.

Moeda: A moeda utilizada no Vietnã é o DONG vietnamita (VND). Em Setembro/15 a cotação estava R$ 1,00 equivale a 5.976,00 VDN. E possível trocar a moeda em casa de cambio dentro do aeroporto internacional de Hanoi. O dólar é aceito na maioria dos lugares turísticos, mas é sempre recomendado ter um pouco de moeda em espécie!

Algo surpreendente no Vietnã é o preço do hotéis, atrações e restaurantes. Para ter uma ideia, com VND 630.000 (dongs) por dia, o equivalente a 30 USD, é possível aproveitar muito da cidade, comer bem pagando de 5 a 10 USD (por refeição) e visitar monumentos e museus desembolsando menos de 2 USD. Lembrando que o idioma oficial é o vietnamita, porém o inglês é uma língua bastante difundida na área turística. 

No próximo post, tem todos os detalhes da nossa viagem pelo Halong Bay!

PS. Bon Voyage!