Compras

Saiba mais sobre o redirecionador de compra Shipito

Esta semana recebi uma encomenda dos Estados Unidos em que utilizei pela primeira vez um redirecionador de compra (conhecido como freight forwarder). Como vocês sabem, hoje em dia muitos sites americanos fazem a entrega de produtos no Brasil, no entanto na maioria das vezes cobram um valor astronômico de frete e incluem o valor da tributação no valor final da compra. Pensando em uma alternativa mais barata, conheci o serviço dos redirecionadores de compra – presente nos Estados Unidos há mais de 10 anos e que fazem a “ponte” entre os compradores e os sites de vendas online. Essas empresas são uma espécie de “amigo” nos Estados Unidos que recebem os produtos e depois enviam para o Brasil. Suas estruturas são compostas por grandes centros de distribuição no qual existem milhares de boxes, que eles chamam de Suites, cada um com um número, e ao se cadastrar como usuário, você pode usar um suite como se fosse um aluguel. E qual a vantagem disto? Com um endereço nos Estados Unidos você tem acesso a milhares de sites americanos, das melhores marcas, e o melhor é pagar por um produto pelo mesmo preço que os americanos pagam. Além disso existem as lojas que até enviam diretamente para o Brasil, mas fazem isso utilizando apenas as opções mais caras de frete como DHL e Fedex, neste caso também o uso de um redirecionador de encomendas pode ser extremamente vantajoso, pois nas modalidades de frete da USPS os custos de envio são muito menores que nas empresas de courier que muitas dessas lojas utilizam no envio para o Brasil.

Foi pesquisando sobre os redirecionadores de compras que descobri a Shipito – uma empresa com três centros de distribuição nos Estados Unidos (Califórnia, Nevada ou Oregon) e considerada uma das mais antigas do mercado. Seu diferencial é a variedade de fretes, afinal é uma das únicas que envia encomendas para o Brasil via Airmail — vou explicar sobre todos os tipos de frete mais para frente. Para utilizar o serviço da empresa é bem simples: basta se cadastrar pelo site e optar pelo plano anual (valor de USD 50,00 equivalente a USD 4,17 por mês) ou uma modalidade gratuita sem cobrança de mensalidades conforme quadro abaixo:

redirecionamento-de-encomendas-tabela-shipito

A diferença básica entre os dois planos é a seguinte: No pacote pago (Caixa Virtual) você tem acesso ao endereço do estado de Oregon que é livre de sales tax (imposto americano que é definido por estado e pode chegar  até 10% no valor da compra) e pode utilizar o serviço de consolidação de pacotes – quando é possível colocar as compras de várias lojas diferentes em apenas uma única caixa e em consequência disso reduzir brutalmente os custos de frete. Já os pacotes individuais (sem taxa de assinatura) são vantajosos para quem não pretende usar o serviço com muita frequência e é cobrado uma taxa de US$ 8,50 por caixa. Nesse plano, você só poderá armazenar um pacote por vez, caso você receba mais, deverá migrar para o plano CAIXA VIRTUAL.

Ao finalizar o cadastro, é enviado para o e-mail os dados do endereço americano e basta incluir nos dados da compra. Toda caixa recebida no centro de distribuição da Shipito é notificada via email e também é possível acompanhar pelo próprio site. Uma vantagem é a possibilidade de alterar o endereço, pois como já mencionado no artigo, o endereço do Oregon é vantajoso pela isenção de imposto, no entanto o estado da Califórnia possui os fretes mais em conta para o Brasil. 

pagina_shipito_redirecionador

Diferencias da Shipito:

  • Comprar de qualquer site: Como já mencionado no artigo, essa é a principal vantagem. Você pode comprar em praticamente qualquer site, já que não existirá a restrição de endereço por ser do Brasil. E mesmo que seu redirecionador de encomendas lhe forneça um endereço americano, você pode comprar de outros países e receber nos EUA.
  • Consolidação de pacotes: Essa também é muito interessante. Você pode efetuar várias compras, de sites diferentes e em dias diferentes, depois reunir todas as encomendas em uma única caixa e pagar um único frete para o Brasil. Aqui você já economiza bastante, pois se não estivesse utilizando redirecionamento de encomendas, teria que pagar o frete separado de cada compra para o Brasil (isso se o site permitir envio para o Brasil). O Shipito permite que a encomenda fica guardada no depósito por até 60 dias. 
  • Caixa e envio personalizados: Um dos grandes problemas de comprar diretamente de sites estrangeiros e receber no Brasil, é o fato de que as caixas são sempre grandes, chamativas e com o logo da empresa bem grande estampado. E sabe o que isso quer dizer? As chances de você ter a sua encomenda taxada quando chegar ao Brasil, são bem maiores. E que fique claro que não estou dizendo que é errado pagar impostos e que você deve burlar o sistema, muito pelo contrário, os impostos são necessários e corroboram com a concorrência justa com as empresas brasileiras. Mas se podemos diminuir as chances, qual o problema? Eles não conseguem analisar todas as caixas que chegam, é por amostragem. Se sua encomenda for taxada, paciência, faz parte do processo. Sendo assim, o redirecionador pode realizar vários serviços pra você: Retirar os produtos das caixas originais, embalar roupas a vácuo para ocupar menos espaço e colocar tudo dentro de uma caixa menor e bem discreta.
  • Declaração alfandegária: Utilizando o serviço, você é o responsável pela declaração alfandegária. Ou seja, você é quem vai declarar tudo o que está dentro da caixa (produtos e preços). Muitas pessoas declaram valores menores do que realmente valem para diminuir as chances de terem suas encomendas taxadas. Isso fica por sua conta e risco, só tenha em mente que você estará colocando informações falsas se fizer isso.
  • Envio como pessoa física: Essa vantagem não é para todos os redirecionadores, vai depender de qual você escolher. Alguns enviam somente como pessoa jurídica. A vantagem desse envio é que também minimiza as chances da sua encomenda ser taxada. A lei diz que encomendas enviadas de pessoa física para pessoa física, com valor total (produtos + frete) abaixo de 50 dólares, não devem ser taxadas. Já para os estados de Porto Alegre e Rio Grande do Sul este valor muda para 100 dólares. 

captura-de-tela-2016-10-07-as-17-29-09

  • Compra assistida: Alguns sites americanos só aceitam compras realizadas por cartões de crédito emitido nos Estados Unidos. Sendo assim, com o serviço de compra assistida um funcionário da Shipito vai até o local e efetua a compra. Tudo por ser conversado por email e o valor é pago por meio de créditos na sua conta. 
  • Calculadora: Este simulador de frete já passa com precisão exata o valor que será cobrado de frete para a sua entrega. A ferramenta auxilia na hora de ver a necessidade de trocar o produto para uma caixa menor ou não. 
  • Toda comunicação do site pode ser traduzida em português.

 

Tipos de frete:

A Shipito oferece 5 modalidades de fretes americanos. Os mais convencionais – TNT Express, Fedex Express, UPS e DHL Express são conhecidos como tipo courier, pois oferecem um número de rastreio, seguro da mercadoria, não utilizam os Correios para entrega ao destinatário e o prazo de recebimento e de no máximo 7 dias. A desvantagem deste tipo de frete é que todos os produtos são taxados em 100% dos casos (não adianta colocar o produto como gifts, ou abaixo de US$ 50 dólares, enviado de física para pessoa física ou se é livros, jornais, revista ou amostras você sempre será taxado em 100% não cabendo isenções) e o valor é bem mais alto que os demais. Existem os de valor médio como USPS Priority e USPS Express que são ótimos para produtos mais pesados, não são muito caros em comparação aos fretes de courier, mas disponibilizam um número de rastreio.

Outras opções de frete no site do Shipito são: USPS Priority Mail – um dos mais utilizado e ótimo para encomendas mais pesadas. A vantagem é que oferece código de rastreio, seguro e possui um índice mais baixo de tributação. Já o Airmail Economy e o First Class International são os mais baratos oferecido pelo site e o menor índice de taxação, no entanto não oferecem seguro e código de rastreio. Lembrando que este frete só é disponibilizado para caixas pequenas, pois possui uma política bem restrita de dimensão de caixas. 

Para calcular o custo do frete de uma mercadoria enviado por o courier você deve utilizaa seguinte formula: custo de importação = (60% * Custo da Mercadoria) + ((Custo da Mercadoria + (60% * Custo da Mercadoria)) * ICMS) + Tarifa.

 

Minha experiência: 

Como mencionei no inicio do post, foi a primeira vez que utilizei uma empresa de redirecionador de compra. No começo fiquei um pouco receosa com a legitimidade da empresa e se tudo iria correr bem conforme previsto no site. Pesquisei muito sobre as empresas e a Shipito me pareceu a mais confiável! Acabei fazendo um teste com uma encomenda mais barata (valor abaixo de US$ 50,00) e no fim valeu super a pena. Como mamãe de primeira viagem, óbvio que utilizei os serviços para comprar roupinhas para o baby. Fico louca com as promoções das lojas americanas e acabei testando no site da Carter’s. A minha compra na loja já valeu super a pena porque aqueles códigos de 25% de desconto disponibilizados no site só são aceitos para endereço de entrega nos Estados Unidos. Então muita coisa saiu pela metade do preço utilizando o endereço de entrega fornecido pela Shipito. Para vocês terem uma ideia do prazo: efetuei a minha compra no dia 28/08, optei pelo frete gratuito e a minha compra foi entregue no centro de distribuição de Oregon no dia 07/09. Solicitei via email aos funcionários do Shipito que abrissem a caixa e fotografassem o produto (é cobrado uma taxa de US$ 2,00 para realizar o serviço) e que depois mudassem para uma caixa menor (para não ficar aquela caixa da Carter’s gritando para os oficiais da policia federal, né!). Depois disso, optei pelo frete USPS Priority Mail e efetuei o pagamento do frete (via Paypal) de US$ 40,00. A minha encomenda saiu do centro de distribuição de Oregon no dia 13/09 e chegou na minha casa no dia 26/09. Resumindo demorou quase um mês para realizar todo trâmite, mas a vantagem é que não fui taxada, pois o valor total da compra era abaixo de US$ 50,00 e utilizei um frete mais em conta (por isso demorou mais tempo). Acho que vale a pena para quem não quer comprar algo grande e caro e também não tem muita pressa para receber o produto.

PS. Bon Voyage!

Enxoval em Nova York – Parte II

new-york-brooklyn-bridge-sunset

Continuando a série de posts com dicas de enxoval em Nova York, hoje vou comentar com vocês sobre as principais lojas na cidade. No post anterior falei sobre os motivos para fazer um enxoval fora do país, onde se hospedar, dica da lista de produtos/roupas e algumas regras para não ser taxado no Brasil (para ler o post completo clique AQUI). No entanto, mesmo com essa introdução, surgiram dúvidas sobre as vantagens de viajar a Nova York e principalmente a diferença entre as cidades mais populares de compra nos Estados Unidos: Miami e Orlando. Então vou aproveitar para dar a minha opinião. 

Como em qualquer destino, é possível encontrar alguns pontos positivos e negativos. Vale pensar o seguinte: o fator economia não é tão bem estabelecido em Nova York, afinal a taxa e impostos de compra são mais caros (o valor varia entre 8% e 8,75%) e a diária dos hotéis esta entre as mais altas dos Estados Unidos. Sendo assim, fazer as compras na Flórida pode ser um pouco mais barato, pois a taxa é mais baixa – entre 6% e 7% (lembrando que esse imposto é cobrado em todos os lugares, seja em lojas de roupa, lojas de eletrônicos, perfumes, comidas, nos supermercados, entre outros. O imposto não está incluso no preço do produto e ele só é calculado na hora que estiver passando as compras no caixa). No entanto, colocando na ponta do lápis, a diferença do imposto e diária do hotel pode ser “amortizada” com uns gastos a mais que a viagem a Florida necessita. Por ex., em Manhattan é possível visitar todas as lojas a pé! Sim, não há necessidade de alugar um carro (leia-se pagar combustível, taxas, estacionamento..) e o transporte público funciona muito bem. Por lá, as principais lojas (leia-se Buy buy Baby, Baby “R”Us, Carters, Baby Gap e por aí vai) oferecem um serviço de entrega das compras no hotel e o valor é bem baixo, uma média de oito dólares (muda conforme a localização do hotel e a entrega é realizada no mesmo dia). Outra vantagem é o cenário cultural de Nova York. Enquanto em Orlando só é possível visitar os parques, na cidade não faltam opções de museus, restaurantes, teatros, passeios para as futuras mamães e os acompanhantes. Já em Miami tem a praia e um diversos restaurantes para visitar! Resumindo, a grande vantagem de fazer uma viagem de enxoval nos Estados Unidos (independente da cidade!) é a variedade de produtos que não são encontrados no Brasil e o baixo preço das roupas/acessórios. A viagem une o útil ao agradável: passear com o marido antes do bebê chegar e fazer as compras. 

Agora vamos a seleção de lojas em Manhattan:

### LOJAS INFANTIS ###

A principal loja de bebes dos Estados Unidos, lá você encontrará cerca de 70% dos produtos da sua lista. Em Nova York é possível encontrar duas unidades, uma em Midtown e outra no Upper East Side. Visitei a loja de Midtown e posso afirmar que a variedade de produtos é muito completa. Na loja é possível encontrar desde roupinhas da Carter’s, First Impressions, Nike, a produtos de alimentação, amamentação, higiene, carrinhos e brinquedos. A vantagem é que a Buy buy Baby vende das marcas mais baratas até as marcas mais caras e importadas (principalmente no departamento de carrinhos). Dica para organização: vale separar ao menos três horas do dia para ficar na loja. Para otimizar o tempo da viagem, uma sugestão é se cadastrar no site da loja para ganhar um cupom de 20% desconto nas compras e montar com até cinco dias antes da viagem a lista pelo site. Eles oferecem um serviço de pré-compra e depois só retira os produtos na loja física. Não deixe de solicitar a entrega no hotel no momento da compra. 

Endereço: 270 7th Avenue, Telefone: (917) 344-1555

baby r us

Semelhante a Buy Buy Baby, a loja possui uma gama completa de produtos para enxoval dos bebês. Como a loja faz parte do grupo Toys’R’Us, sua seção de brinquedos é bem abastecida e é possível encontrar as principais marcas: Baby Einstein, Manhattan Toys e Fisher-Price, além dos famosos brinquedos educativos da Melissa&Doug. A rede possui uma unidade em Nova York localizada em frente a praça Union Square (ao lado do Eataly).

Endereço: 24-30 Union Square East, Telefone: (212) 798-9905

Esta loja, localizada no Upper West Side (ao lado do Central Park), possui uma infinidade de produtos de todas as categorias: amamentação, alimentação, brinquedos, roupas, acessórios, entre outros. No entanto, a grande vantagem é a sua ponta de estoque de carrinhos que acabaram de sair de linha! Os preços são bons e dá para ter uma ideia pelo site. 

Endereço: 715, Amsterdam Avenue & 95TH Street  

giggle_ny_interior-lojaEsta foi uma das lojas que mais gostei de visitar durante a viagem! Achei a seleção de produtos bem atualizada, completa e com marcas mais exclusivas. Por lá é possível encontrar roupas mais modernininhas para os bebês, livros e produtos para decoração do quarto, além de carrinhos e berços. A loja possui duas unidades próxima do Central Park e outra no Soho. Dica: é possível fazer compra online e eles também entregam os produtos no hotel. 

Endereços: 120 Wooster Street, Telefone: (212) 334-5817 / 1033 Lexington Avenue, Telefone: (212) 249-4249 ou 352 Amsterdam Avenue, Telefone: (212) 362-8680

### LOJAS DE DEPARTAMENTO COM SEÇOES INFANTIS ###

Uma das lojas de departamento mais famosa de Nova York foi o lugar com os maiores “achados” de roupinhas para o bebê. Visitei a loja em meu terceiro dia de viagem e fiquei impressionada com os valores! Cheguei a pagar 2 dólares em camisetinhas polo e 4 dólares nas bermudinhas. A seção infantil fica no 8º andar da icônica loja na 34th St. e, por conta dos valores promocionais, vive lotada! Por isso, vale chegar cedo para encontrar a loja mais vazia/organizada. 

A loja de desconto conhecida pelos brasileiros tem uma grande seção de produtos infantis. Dá para imaginar que a seleção é bem confusa, mas com um pouco de paciência é possível fazer grandes achados! Dica: a loja não oferece o serviço de entrega no hotel.

Endereço: 1972 Broadway, Telefone: (212) 518-2121

Loja com uma excelente variedade de produtos de cama e banho para o bebê. Por lá é possível encontrar toalhas de diversos tamanhos, jogos de lençol para o berço, mantinhas de carrinho, brinquedos e bolsas para a maternidade. Uma vantagem é que a loja oferece um serviço de personalização pelo site. Então quem faz uma compra online pode personalizar os itens e mandar entregar no hotel! Caso queira fazer isso na loja física, o prazo de entrega é de aproximadamente uma semana. 

pottery_barn_kids_personalizado pottery_barn_kids_personalizado_2Endereço: 1311 2nd Ave – Upper East Side

### LOJAS DE ROUPAS ###

Esta loja dispensa apresentações! A queridinha no quesito “roupinhas de bebê”, oferece produtos com preço e qualidade muito boa. Certamente assim que começa a montar a lista de roupas, o body branco da Carter’s é um dos itens que vem em primeiro lugar. A marca possui uma loja em Manhattan, no entanto é um pouco fora de mão porque fica afastada do centro. Sendo assim, a boa pedida é visitar a loja do outlet – Woodbury Common. A variedade de produtos impressiona (para meninos e meninas) e a grade de numeração é bem completa. Assim como em outras lojas da marca, é possível ganhar desconto em cima de desconto – basta se cadastrar no site oficial (aqui) e levar impresso um cupom promocional que dá 25% de desconto no valor total da compra. 

Outra loja que vale a pena visitar no outlet! A loja possui roupas, acessórios e sapatos para crianças e bebês. Sua variedade de produtos é menor, no entanto as peças são feitas com material de qualidade e a loja tem grandes descontos.

Assim como a Carter’s, a baby Gap é uma das favoritas das mamães. As roupas são lindas, com muita variedade de produtos (body, calças, shorts, camisetas, vestidos, meias, sapatos e por aí vai). Em Manhattan é possível encontrar diversas lojas, no entanto vale uma passada na loja do outlet por conta dos preços promocionais. 

Boa seleção de roupas, acessórios e sapatos para bebês e crianças, tudo bem baratinho, incluindo muitas peças básicas.

  • Neiman Marcus Off

Mais uma loja famosa de rede americana que vale a pena entrar e dar uma bisbilhotada! A seção infantil fica no fundo da loja e repleta de roupinhas de todos os tamanhos/idades. Com um pouco de paciência é possível fazer grandes achados!

“No Woodbury Outlet você encontra muitas opções para montar o enxoval do bebê. Várias lojas, várias marcas e preços mais baixos. Caso sobre mais um dia na programação, uma dica é o Tanger Outlet Deer Park – localizado a 40min de Manhattan e com ótimas lojas: Carter’s, Crewcuts, Gymboree, Janie&Jack, Toys “R” Us, entre outros”.

woodbury_outlet_ny

/// Dica transporte outlet: esta foi a quinta vez que fui para Nova York e posso dizer que já utilizei todos os meios de transportes para ir ao outlet Woodbury (que fica afastado de Manhattan, na cidade vizinha New Jersey). Como nessa viagem estava com a minha mãe, fui para o outlet de ônibus e foi uma grata surpresa! O trecho é operado pela empresa Gray Line e os ônibus saem da principal rodoviária de Manhattan – Port Authority Bus Terminal (42nd Street e 8th Avenue). O valor do ticket para ida/volta é 42dol por pessoa e pode ser adquirido online (aqui). As saídas dos ônibus começam pela manhã (as 09hs) e o retorno até as 21hs – sendo que a duração da viagem é de uma hora. Dica: essa é bem batida, mas vale a pena levar uma mala para guardar todos os produtos adquiridos no outlet, pois na volta basta deixar a mala no bagageiro do ônibus – diminuindo a chance de confundir as sacolas com de outra pessoa. 

### LOJAS DE ROUPAS FAST-FASHION ###

 

Com diversas lojas em Manhattan, a seleção infantil da gigante rede norueguesa tem uma grande variedade de peças morderninhas para os bebes e crianças. Vale visitar a loja próxima da Macy’s.

A loja mais barata do grupo Gap, a Old Navy oferece uma grande variedade de produtos para crianças e bebes. As meias são ótimas ;)

A gigante espanhola nao deixa a desejar em nada na sua seção infantil. As roupas seguem a coleção da loja e por lá é possível encontrar muitas camisas, vestidos, calças jeans e acessórios para as crianças e bebês. Acho a seleção de sapatinhos imbatível – são lindos!

### LOJAS DE ROUPAS DE GRIFE ###

 

Já comentei sobre esta loja no post anterior! Ótima seleção de roupinhas com um preço mais elevado que as demais. Como em Manhattan só é possível encontrar uma pequena loja, a dica é aproveitar os preços promocionais do site e mandar entregar a compra no hotel. Fiz isto e valeu a pena! 

Comentei sobre esta loja no post anterior! Vale visitar a loja fisica, mas o segredo é otimizar o tempo e aproveitar as promoções do site. Os pijamas da marca são bem famosos e feitos com algodão pima. 

Na região da Madison Avenue é possível encontrar uma concentração de lojas de grifes: Ralph Lauren, Jacadi, BonPoint, CATIMINI Petit Bateau.

 

/// LOJAS PARA AS MAMÃES ///

 

Loja com a melhor seleção de produtos para amamentação em Nova York. Por lá é possível encontrar diversas marcas de sutiãs, bombas para tirar leite e utensílios. A vantagem é que a loja conta com funcionárias que entendem tudo sobre o assunto e estão prontas para ajudar.

Para quem procura calças e roupas de grávida, sutiãs de amamentação, esta loja tem uma ótima seleção de produtos! A loja possui jeans das marcas: AG (foi a minha favorita!), 7 for all makind, joe’s jeans, paige, entre outras. Vale visitar a unidade que fica dentro da loja Macy’s.

Vamos então às dicas de como planejar a compra do enxoval do bebê nos EUA: 

1 – A primeira dica é montar uma lista detalhada com o que realmente você vai precisar para não cair na tentação e comprar muita coisa a mais! Como de se esperar, as lojas americanas são enormes e com uma variedade do mesmo produto – a lista vai otimizar tempo e dinheiro!  Não deixe de se organizar com as roupinhas conforme a idade x estação do ano. Sem a ajuda de alguém, este detalhe pode passar despercebido e um erro comum é comprar o que mais terá de oferta na loja. 

2 – Monte uma programação da seguinte forma: primeiro dia da viagem destinado a compra de produtos. Visite as lojas principais como Buy Buy Baby, Babies ‘R’ Us, entre outras. Deixe para o segundo dia a compra das roupinhas, se possível visite algum outlet, pois certamente será mais barato. O terceiro dia pode ser destinado para compra dos itens pendentes: roupinhas para sair, enfeites para o quarto, farmácia, por aí vai. Não deixe de incluir no roteiro os horários da lojas.

3- Cadastre-se nos sites das lojas que mais gostar para receber cupons de descontos por email e utilizar nas compras. Americano adora cupom de desconto e um dos sites mais famosos é o DealsPlus – sendo assim, vale se cadastrar e imprimir os cupons que valem a pena.

4- O site PriceGrabber é uma espécie de Buscapé americano no qual faz uma comparação dos produtos mais baratos. Para deixar a lista mais otimizada, compare os preços entre as lojas antes de fechar (ótimo serviço para os maridos!).

5- Comprar online realmente vale a pena! Antes de reservar o hotel, mande um email para a recepção e confirme se eles cobram para receber caixas antes do check-in. Se não, aproveite para otimizar o tempo e comprar artigos básicos no site da Amazon. Isso vai poupar muito tempo perambulando pelas lojas, sem achar aquilo que realmente esta procurando!

6- A medida que for comprando, lembre-se de tirar tudo das caixas, as etiquetas e guardar os manuais junto com as notas fiscais (se for solicitado na alfândega, você terá tudo separado). Não se esqueça de riscar da lista o que já foi comprado porque garanto “quando chegar no terceiro/quarto dia da viagem você não lembrará de mais nada”.

7- Lembre-se de sempre levar um kit com balança de mala (não espere para pesar no aeroporto), sacos plásticos com lacres, fitas adesivas para lacras os cremes, shampoos e sacos a vácuo para guardar as roupinhas (sempre compra na Kalunga da marca Easy Space). 

E aí, futuras mamães, gostaram das dicas de hoje? No próximo post, compartilho dicas dos restaurantes e passeios que fiz durante a viagem a NYC!

PS. Bon Voyage!

Enxoval em Nova York – Parte I

Hoje o tema do post será um pouco diferente do que costumo compartilhar por aqui! Como alguns de vocês já sabem, estou grávida do meu primeiro filho (sim, é um menino!) e vou contar todos os detalhes da organização da minha viagem a Nova York para compra do enxoval. Como o assunto é um pouco extenso, pensei em escrever vários posts e, assim ajudar, com a minha recente experiência, a viagem de enxoval das futuras mamães aqui do blog. Então vamos para o primeiro post:

Introdução da viagem

Assim que fiquei sabendo da gravidez já comecei a pensar na viagem do enxoval. Sempre falei para o meu marido/família que tinha muita vontade de fazer a compra do enxoval do bebê no exterior pela variedade de produtos, roupinhas com boa qualidade e preço justo. Escutava relato de amigas que tinham ido aos Estados Unidos para comprar todos os produtos do bebê e sempre era o mesmo comentário: ” vale muito a pena pela quantidade de produtos que não encontra no Brasil“. Bom, como uma boa virginiana que sou, praticidade é uma palavra de ordem e ter esses itens “modernosos” que ajudam no dia a dia do bebê é tudo o que precisava. 

No entanto, de uns tempos para cá, com a alta do câmbio e instabilidade no preço das passagens, essa vontade de vontade de fazer a viagem sempre vinha acompanhada com uma pergunta “será que vale a pena comprar todos os produtos no exterior com o dólar a quase quatro reais? “. De fato, até pouco tempo, era inegável o preço mais em conta de alguns produtos comparados ao Brasil – desde itens pedidos no chá de bebê, roupinhas até acessórios maiores. Mesmo considerando os gastos com a viagem, era possível economizar bastante, o que fazia de Miami, Orlando e Nova York destinos interessantíssimos para as grávidas brasileiras. Mas com o cenário atual, é preciso fazer conta e o jeito foi buscar opinião de especialistas antes de fechar a viagem. Resumindo o que encontrei pela internet foi “mesmo com a alta do dólar, vale a pena apenas para alguns itens, como carrinho do bebê, baba eletrônica, cadeirinha de carro, entre outros. Os produtos de higiene, como shampoos, cremes e lenços umedecidos são dispensáveis, afinal ocupam muito espaço na mala e é possível encontrar boas marcas no Brasil”. Muitos especialistas afirmam que mesmo com o dólar nas alturas é possível fazer uma lista bem planejada e gastar 1/3 do que gastaria no Brasil. Esse raciocínio é embasado pela alta tributação dos produtos brasileiros e, alguns itens importados, chegam ao Brasil com o preço muito mais elevado e a diferença chega a ser de 120% em relação aos preços praticados nos Estados Unidos.

Sendo assim, a conclusão foi a seguinte: é preciso fazer conta e chegar com um bom planejamento, uma única lista em mãos e ter conhecimento do que será comprado (marca e modelo) e em quais lojas, para não perder tempo nem dinheiro. As principais lojas oferecem todos os produtos em seus próprios sites, algo que facilita na hora de montar a lista e fazer uma comparação de valores – a internet é a sua grande aliada!

Planejamento da viagem:    

Após a decisão da viagem, a primeira coisa que fiz foi pesquisar as passagens no site do Passagens Imperdíveis e buscar alguma promoção. Como gostaria de viajar a partir do segundo trimestre da gravidez (quando completasse 12 semanas), tinha mais flexibilidade nas datas, podendo viajar fora de feriados e datas comemorativas. Por sorte, a minha viagem foi na baixa temporada dos Estados Unidos (entre Março e Maio) e um ponto que contribui para a economia no preço da passagem. Outro ponto é que gostaria de fazer a viagem para Nova York, afinal sou apaixonada pela cidade e, como ia viajar apenas com a minha mãe, a logística de fazer tudo a pé, sem a necessidade de carro, contribui bastante para a decisão. Algo delicado em Nova York é o valor da hospedagem (uma das cidades americanas mais caras), por isso comecei a pesquisar a hospedagem com bastante antecedência e buscar uma diária dentro do meu “budget” orçamento programado. Já comentei por aqui que sempre olho no site do Tripadvisor os hotéis com o melhor custo x benefício, ou seja, que oferecem uma boa localização por um preço justo. Para a minha surpresa, encontrei três hotéis da rede Affinia – ambos novos e muito bem localizados. 

map affinia
affinia affinia 2

++++ Por fim, encontrei uma passagem aérea da companhia American Airlines (voo direto São Paulo – JFK) por R$ 1.500,00 e optei pelo Fifty NYC -an Affinia Hotel – um hotel localizado em Midtown, fora do agito da Times Square (entre a Lexington Ave e 3rd Ave) e ao lado de duas estações de metro (51st e 53st). A minha experiência no hotel da rede Affinia foi bem satisfatória: o check-in foi rápido, o quarto é espaçoso/ com duas camas de casal e o banheiro segue o padrão americano (pequeno, com banheira e funcional). Um ponto negativo é que não tem café da manhã incluso na diária e o ponto positivo é que o hotel não cobra para armazenar produtos comprados pela internet antes do check-in

Organização da lista:

Assim que a viagem foi definida, a próxima etapa foi a organização da lista de compra do bebê. A ajuda de amigas e cunhada foi fundamental nesse momento, pois tinham viajado recentemente e podiam avaliar os produtos que valeram a pena ou não nos primeiros meses de vida do bebê. Um ponto importante foi definir o orçamento, quanto gostaria de gastar para comprar todos os itens necessários. Comecei montando a lista de roupinhas e nesse momento já deu para perceber a economia: enquanto, no Brasil, um body básico de manga longa custa na faixa de R$ 30 a R$ 35, em grandes lojas de departamento americanas, como a Carter’s, dá para encontrar o mesmo body (às vezes com um tecido BEM melhor) por US$ 3. Levando em conta que um enxoval básico pede pelo menos 12 bodies (6 de manga curta e 6 de manda longa a cada 3 meses do bebê), a economia é realmente grande.

Na seguida organizei uma tabela com toda a relação dos produtos indicados. Em uma coluna coloquei o valor médio do produto no Brasil (somente o que encontrei na minha cidade) e em outra coluna o valor nos Estados Unidos – encontrei todos os valores no site oficial das lojas: Buy Buy Baby e Babies”R”Us – duas das maiores lojas de bebês e que possuem unidades em Nova York. Feito isso, fui analisar o preço dos produtos no site da Amazon e checar se tinha alguma promoção ou produtos que era mais fácil comprar por lá.

baby r us buybuy baby ny

buy buy baby

Itens essenciais no enxoval do bebê:

Como já disse, a lista foi planejada para os primeiros 12 meses do bebê. Para facilitar na hora da compra, separei por categorias: brinquedos, cama & banho, alimentação, amamentação, eletrônicos, alimentação e higiene & farmácia e inclui todos os produtos que eram mais comentados nas listas das minhas amigas. Achei essa maneira mais fácil e no fim valeu a pena, pois nas lojas físicas era mais fácil para encontrar os produtos por categoria. 

Captura de Tela 2016-06-16 às 16.03.10

Captura de Tela 2016-06-16 às 16.08.30

++++ Vocês podem perceber que alguns itens básicos não constam na lista como bebe conforto, máquina de tirar leite e cadeirinha de balanço da Fisher Price. Não comprei esses produtos porque a minha cunhada me emprestou (o bebe dela terá a diferença de apenas um ano do meu), no entanto encontrei todos esses produtos nas principais lojas como Buy Buy Baby e Babies “R” Us. Já o carrinho do bebê uma amiga vai trazer da Holanda!

Outros itens que foram excluídos da lista: toalhas de banho (achei o preço melhor no Brasil), toalhas de boca (já ganhei várias!), banheira de pé (achei mais fácil comprar na Tip Top do Brasil), rack para secar as mamadeiras (algo que não foi muito bem indicado por amigas) e itens para o enxoval do quarto (optei em comprar no Brasil).

Compras online:

Algo que fiz e realmente valeu a pena foi comprar os itens mais básicos pela internet. Antes de começar as compras, é importante checar com o hotel se eles aceitam a encomenda e qual é a politica de recebimento. Nesse caso, o hotel da rede Affinia não cobra nenhuma taxa extra até cinco caixas antes do check-in, caso ultrapasse o limite, o valor por caixa é de 5,00 USD. Outra vantagem das compras online é que nos Estados Unidos, por exemplo, sites como a Amazon não cobram taxas para entregas domésticas, o que faz toda a diferença no preço final dos produtos. 

Vale ficar atento a forma de pagamento, afinal alguns sites só aceitam cartão de crédito com endereço válido nos Estados Unidos (foi o caso da loja online da babyGAP). Nesse caso, uma boa alternativa é o PayPal, mas é sempre bom lembrar que as compras efetuadas pelo cartão de crédito e pelo PayPal (para quem usa cartão brasileiro) não estão livres da cobrança de 6,38% do IOF.

PicMonkey Collage

Alguns itens que comprei online:

  • Measupro thermometer no site da Amazon: uma amiga indicou este termômetro e disse que o único lugar que tinha encontrado era no site da Amazon. Para economizar tempo e procura pelas farmácias de NY, comprei online e chegou em apenas cinco dias. 
  • Body branco da Carter’s: Esse é um item que não sabia da existência até ficar grávida (risos). É praticamente o uniforme do bebê nos primeiros meses e precisa comprar uma média de 12 (6 mangas longas/6 mangas curtas) para cada idade: 3 meses, 6 meses, 9 meses e 12 meses. Já havia lido na internet que era muito dificil encontrar na loja do outlet, dessa forma a melhor alternativa foi comprar online e aproveitar os ótimos descontos do site. Também chegou muito rápido pelo UPS (correios americano). 
  • Pijamas da BabyCottons: Os bebês costumam usar pijamas a partir do sexto mês (isso também foi novidade!) e para variar o uniforme – body branco – uma alternativa são os pijamas da marca Baby Cottons. Já adianto que não são baratos, mas o material de algodão pima é incrível e o site sempre tem umas promoções que valem a pena! Comprei quatro pijaminhas com 60% de desconto
  • Playmat no site da Amazon: Encontrei em muitas listas americanas esse tapetinho de brincar que estimula muito os sentidos do bebê nos primeiros meses. Como não é uma marca fácil de encontrar, optei em comprar online e valeu muito a pena! 
  • Roupas da Janie & Jack: Essa loja foi “amor a primeira vista” assim que comecei a pesquisar sobre as melhores lojas de bebê nos Estados Unidos! As roupas são lindas e tem uma variedade muito bacana para todas as idades. Em Nova York só tem uma loja (com pouca variedade), sendo assim a saída foi comprar alguns itens pela internet e aproveitar os descontos da marca! A taxa de entrega foi USD 25,00 e os produtos chegaram no hotel em 4 dias

Impostos e alfândega no Brasil:

Por fim, a volta ao Brasil com os itens comprados, como foi a minha experiência: comentei no post que viajei apenas com a minha mãe, pois o meu marido não conseguiu férias no trabalho. Sendo assim, a nossa franquia de bagagem era restrita (apenas 2 malas de 32kg por pessoa), nada mais que isso. A nossa logística foi levar apenas uma mala por pessoa e uma outra mala no estilo saco dobrada (mais a mala de mão). Essa ideia pode não ser tão para quem pretende comprar o carrinho no exterior, pois a única forma de despachá-lo é na caixa e conta como uma mala.  

Como vocês devem imaginar, a legislação para compra de enxoval no exterior é bem complexa. Com exceção dos bens de uso pessoal, existe um limite de valores por pessoa (US$ 500,00) e quantidade (no máximo 40 itens – algo bem estrito para enxoval). E uma dúvida que tinha era se os itens comprados se enquadram na categoria bens de uso pessoal – a resposta é não, afinal o pequeno não esta ainda no mundo para se apresentar como dono das peças! 

Não existe uma regra para não ser taxado, mas ai vão algumas dicas:

1) Arrume bem a sua mala, otimizando espaços, para não assustar com muitos volumes.
2) Tire etiquetas e caixas de TUDO que comprar. Isso é uma prova de que as peças são suas – e não para revenda (ATENÇÃO: essa postura não tem como objetivo burlar ou enganar ninguém, apenas provar que os itens são de uso pessoal).
3) Mamadeiras e respectivos bicos, por exemplo, já podem vir dentro do esterelizador. Isso facilita inclusive no caso de você ser vistoriada, já que muidezas soltas na mala podem acabar se perdendo.
4) Use o bom senso na hora das quantidades – até porque exagerar é desperdício, já que o bebê acaba nem usando tudo. Traga apenas o necessário.

E aí viajantes, gostaram do post? No próximo compartilho as dicas de todas as lojas que visitei em Nova York e como conseguir descontos!

PS. Bon Voyage!

Noiva viajante

noiva    Há dois anos, fiquei noiva, depois de sete anos de namoro. Como uma verdadeira bride to be, na semana seguinte do pedido, já estava totalmente envolvida com o mundo do casamento. Um dos principais itens dessa longa jornada é o vestido de noiva. Sempre pensei em comprar no exterior, devido ao custo benefício, e claro, unir o útil ao agradável e emplacar mais uma viagem (pensamento de uma noiva viajante).

    Quando comecei a saga pelo vestido, pesquisei diversas lojas em muitos lugares nos Estados Unidos. A minha primeira opção era Califórnia, pois já estava pensando em fazer uma viagem de carro pela costa oeste americana {mais uma vez unir o útil ao agradável}. Com isso, montei um cronograma focado em lojas de noivas e Los Angeles me parecia o melhor lugar, com ótimas opções. Independente da loja, de multimarcas ou estilista, é necessário agendar horário. Separei dois dias da viagem para me dedicar integralmente ao vestido. Minha mãe, vó e noivo me acompanharam em todos os lugares (exceto o noivo na hora da prova rss). Conheci muitas lojas e antes de contar para vocês a escolhida, separei as que mais gostei:

David´s Bridal

Uma das lojas mais conhecidas de noiva. No local é possível comprar vestidos de noivas, madrinhas e daminhas. A rede possui unidades em todo estado americano e é possível sair com um vestido a pronta entrega por um preço bem justo. Vale checar a coleção que a estilista americana Vera Wang desenvolveu para a rede, com preços mais acessíveis.

 20140 Hawthorne Blvd, West Los Angeles, CA 90025

Glamour Closet

O maior outlet de vestidos de noivas em Los Angeles! Isso mesmo, a loja possui modelos com ate 75% de desconto de marcas conhecidas, como: Vera Wang, Monique Lhuillier, Oscar de la Renta, Pronovias, entre outras. Lembrando que muitas vezes é questão de sorte, mas vale tentar!

8340 Beverly Boulevard Los AngelesCA

Amsale (Saks Fifth Ave)

Marca que foge do tradicional e oferece vestidos mais despojados. A estilista não possui loja própria na California, porém muitos modelos podem ser encontrados na loja de departamento Saks Fifth Avenue.

9600 Wilshire Blvd, Beverly Hills, CA 

Temperley Bridal

A loja de noiva da estilista Alice Temperley. Os vestidos são destinados as noivas mais românticas e que se identificam com um estilo mais vintage. No site, é possível ver alguns modelos da coleção e ter uma ideia de valores.

8452 Melrose Place, Los Angeles, CA 

Mesmo depois de conhecer todas essas lojas, não conseguia parar de sonhar com um vestido da famosa estilista americana – Vera Wang. Sempre admirei o caimento e corte dos vestidos. Além da afinidade com a marca, pois passava a imagem de uma noiva moderna e cool ao mesmo tempo. No ultimo dia dedicado a saga da noiva, visitei a loja na Melrose Av. Quando cheguei ao local, com horário marcado, fui logo provar o modelo que tinha em mente. Sabem amor à primeira vista, foi isso que aconteceu. Porém, a marca não possui modelos pronta entrega e todos os vestidos são confeccionados com no mínimo seis meses de antecedência. Mesmo consciente de todos os impeditivos da parte burocrática, foi o escolhido! Seis meses depois, voltei para buscar meu vestido em Nova York.

Considero uma experiência produtiva, porém não foi tão simples como imaginei. A compra pode oferecer um ótimo custo beneficio, pois a noiva alia a compra do enxoval, itens para casa e para festas que antecedem o grande dia. No entanto, há um lado negativo: não existe aquele tratamento carinhoso brasileiro em que cada prova e uma evolução; a noiva engorda/emagrece com uma frequência frenética, meu vestido ficou pronto dois meses antes do meu casamento e nenhum ajuste poderia ser feito e a última (talvez a mais importante) trazer o vestido não é uma tarefa tão simples e corre o risco de ser taxada. Alerto vocês para esses três pontos! Agora, se alguém me perguntar se eu faria tudo de novo? Claro, me senti a noiva mais feliz de todo esse mundo!

PS. Bon Voyage!

Outlet em NY

    Uma viagem a Nova Iorque não esta completa sem um roteiro de compras. A cidade é verdadeiro paraíso, com uma ótima seleção de lojas e preços atrativos. O povo brasileiro comprova a experiência e no ano passado, liderou o ranking de gastos na ilha. No entanto, quem busca por compras, normalmente está atrás de boas condições promoções e, com isso, os outlets são um dos lugares mais procurados em NY. Quando alguém me questiona se deve incluir um dia ao outlet no roteiro, digo que sim. Não sou uma pessoa super adepta de outlet, pois normalmente compro visando a qualidade do produto e não quantidade. No entanto, em NY isso muda de figura. Alguma lojas praticam preços altíssimos em Manhattan e o outlet oferece um ótimo custo benefício.

Manhattan não tem outlets, mas há vários em volta da cidade. O mais visitado é o Wodbury, da rede Premium Outlets. Localizado a aproximadamente 1hs de NYC fica próximo de New Jersey. No complexo, há mais de 200 lojas em um espaço aberto com estacionamentos e restaurantes. Algumas marcas de luxo estão lá: Balenciaga, Banana Republic, Barneys, Bottega Veneta, Gucci, Jimmy Choo, Burberry, Calvin Klein, Chloé, Diesel, Dior, Giorgio Armani, 7 for all Mankind e Moncler. Além das tradicionais como: Tommy Hilfiger, GAP, Nike, Adidas, Polo e Banana Republic. A melhor forma de chegar ao local é de ônibus ou van (clique aqui para maiores informações). Já aluguei carro para ir ao outlet, no entanto não indico devido ao transito e os preços elevados dos estacionamentos.

woodbury

IMG_0549

Outro outlet, pouco conhecido dos brasileiros, é o Jersey Gardens. Localizado na cidade de Elizabeth, em New Jersey, o outlet tem dois andares e é um shopping fechado, ao contrário do Wodbury. O Jersey Gardens tem um total de 230 lojas e restaurantes. Algumas lojas como Forever 21 e Neiman Marcus estão lá, além de Armani Exchange, Abercrombie, Hollister, Polo, Kipling, Coach, GAP, Guess, Banana Republic e Victoria Secrets. A melhor forma de chegar é de ônibus. O transporte sai o Port Authority (42st)  todos os dias, a partir das 8:15 da manhã. (Clique aqui para maiores informações).

Em Manhattan não tem outlets, mas você pode encontrar bons descontos nas lojas: Century 21 e T.J. Maxx. A primeira ja é bem conhecida dos brasileiros e fica em frente ao memorial de 11 de Setembro. A loja de departamentos passou para uma recente reforma e indico para quem pretende comprar enxoval. Além da economia, os produtos são de extrema qualidade (lembre-se precisa garimpar muito). A segunda é indicada para comprar roupas e malas de viagem. Minha dica é chegar bem cedo, quando a loja ainda esta organizada. Indico a filial do Flatiron District

E, aí viajantes, gostaram das dicas? Boas compras!

PS. Bon Voyage!