Compras

Centro de Oranjestad – Aruba

    A poucos quilômetros da região das praias está o centro da capital Oranjestad. O local, diferente da região de Palm Beach e Eagle Beach, revela fortes traços da colonização holandesa. O charme fica por conta das casas multicoloridas e os prédios mais baixos preenchidos por azulejos holandeses. Recentemente, o centro passou por uma grande renovação, com a instalação de trilhos para um bondinho. O transporte liga o porto a rua principal “Mainstreet”. A Caya Grandi é um dos principais centros de compra, com lojas de artesanato, souvenires e restaurantes locais. O porto é um importante gerador de economia para a ilha e os cruzeiros trazem mais de 40% do total de visitantes. Quando visitei Aruba, em Abril de 2012, era feriado da monarquia (até então a rainha Beatrix não havia abdicado do trono) e muitos cruzeiros vindos da Europa aportam no local para comemorar o dia da Rainha. A partir deste ano, o feriado será festejado no dia 27 de abril, aniversário do William-Alexander e pela primeira vez, será celebrado o “dia do Rei”.

foto 14 foto 16

    Em frente a marina de Oranjestad, fica um dos hotéis mais tradicionais da ilha: Renaissance. Por ser uma região afastada das praias, o hotel possui uma ilha particular com as praias Iguana Beach e Flamingo Beach. Quem não é hospede também pode passar o dia na ilha e tem direito ao serviço all inclusive (isento de bebidas). É cobrado uma taxa de USD 25,00, por visitante, e o transporte até o local é realizado através de uma lancha. A praia é muito bonita e possui uma barreira para conter a correnteza, isso faz do lugar uma verdadeira piscina. É permitido alugar caiaques e material de mergulho e também colchões para ficar dentro d’água.

foto 18foto 19foto 20foto 15 foto 17

    É nessa região que está o shopping mais luxuoso de Aruba, o Renaissance Mall. Localizado em frente ao hotel, o espaço abriga lojas como ALDO, Calvin Klein, Carolina Herrera, Cartier, Diesel, Gucci, Guess, Lacoste, Louis Vuitton,entre outras. As compras são um grande atrativo de Aruba, por ser um país livre de impostos.

PS. Bon Voyage!

O coração de Playa del Carmen – 5º Ave

DSC03563    Se em Cancun a Boulevard Kukulcán é conhecida como o coração da cidade, em Playa Del Carmen esse titulo é da 5º Ave. Inspirada na célebre avenida da ilha de Manhattan, o local somente para pedestres corta as principais ruas de Playa Del Carmen e concentra suas principais atrações. Quem caminha por lá reconhece alguns ícones americanos, como Starbucks, Sunglasses hut e Forever 21. No entanto, os ares nova iorquinos param por aí e a essência mexicana é exaltada. São diversas lojas de artesanato, restaurantes tipicamente mexicanos e grupos de mariachi a cada esquina. Seja de dia ou à noite, a caminhada pelo calçadão faz parte do roteiro do visitante.

DSC03564 DSC03566

 RESTAURANTES

    Quem visita Playa pode optar em conhecer os restaurantes da 5 Ave ou alguns exclusivos dentro dos principais hotéis. Resorts como Grand Velas e Paradisus possuem seus eleitos, com direito a menu degustação e harmonização dos pratos. No calçadão, o The Glass Bar Di Vino oferece um menu mais contemporâneo e ambiente elegante. O La vagabunda, é um restaurante com culinária mexicana e o ideal para o almoço. Outra opção é a steakhouse SUR, com pratos simples e saborosos. O restaurante Chez Celine esta entre os favoritos, encanta por ser um refugio francês no vilarejo mexicano. A típica boulangeries fica aberta diariamente e oferece café da manha e pequenas refeições para o almoço e jantar. Quem visita, não se arrepende em experimentar os pães artesanais e as sobremesas típicas.

 LOJAS

    Provavelmente o nível de empolgação diante das lojas de Playa não é comparado ao de Cancun, no entanto o visitante possui boas ofertas na 5 Ave. O principal templo do consumismo é o shopping Quinta Alegria. Logo em sua entrada duas lojas se destacam: Forever 21 e Victoria Secrets. Os preços, ou melhor, a pechincha são semelhantes aos valores americanos e não são tão concorridos com a sua vizinha. No andar superior, a loja Marti possui uma boa seleção de artigos esportivos e marcas conhecidas. No calcadao, uma loja que merece uma parada é a Narcisa, com roupas mais casuais e com cara de praia. A boutique colombiana Touché também possui uma filial na avenida, seus biquínis e saídas de praia com estampas étnicas são uma ótima opção de recordação de Playa. Se você é um sunglasses addicted, certamente irá se perder dentre tantas opções. São mais de 3 filiais da sunglasses hut, no entanto a mais interessante é a Sunglasses Island com marcas descoladas como Moscot, Oliver People, Persol, entre outras. As lojas de souvenires estão por toda a parte, mas não deixe de entrar em alguma uma de artesanato.

DSC03560

  PS. Bon voyage!

Londres – Roteiro 2º dia

    O Sanctum Soho fica a uma quadra da charmosa rua Carnaby St. Já comentei sobre ela AQUI e além de lojas e restaurantes, o local possui uma filial da padaria mundialmente conhecida Le Pain Quotidien. Nosso café da manha, do segundo dia, começou por lá. Seguindo o mesmo conceito das outras franquias, o local oferece a tradicional cesta de pães orgânicos, chocolate quente e parfait de iogurte (é sempre o meu pedido).  As lojas ao redor do hotel abrem a partir das 09:00hs e iniciamos nosso dia por lá.

 Regent St.

    Picadilly é uma praça circular que liga Londres a muitos lugares ideais para lazer e entretenimento, restaurantes, bares, teatros e lojas. Uma loja importante na praça é a Lily White, sao mais de seis andares dedicados a itens esportivos. Porem, a rua imperdível de compras é a Regent St. Diversas marcas mundialmente conhecidas têm sua flagship store no local. A primeira loja da Apple, fica lá. Alem de lojas como Zara, Mango, Tommy Hilfiger, Banana Republic, Jaeger, Calvin Klein, Ferrari, H&M, Levi’s, Benetton, Hugo Boss, Lacoste, L’Occitane, Hollister Co, Nike, Zara, Ted Baker, Topshop, Timberland, Gap e Burberry.

DSC02006 Oxford Street

    É a rua mais democrática para compras. Indicada aos que buscam preços mais acessíveis nas lojas fast fashion ou para quem procura itens mais luxuosos. Logo na saída do metro Oxford Circus, esta a flagship da Topshop, com mais de 8.000 m2, é considerada a maior loja de moda high street do mundo. Minha dica é separar uma hora para explorar bem o local! Na rua também tem lojas da Zara, Acessorize, H&M, Urban Outfitters, Aldo e a famosa loja de departamento Selfridges.  No final da rua esta a Primark, loja com preços reduzidos.

 Bond St

    Local com as lojas mais exclusivas de Londres. Quem visita a rua, encontra uma das melhores seleções de lojas de luxo. Marcas como Chanel, Cartier, Dior, Hermes, Miu Miu e Prada possuem flagships na Bond St.

L1020980

     Após caminhar por todas as lojas, já estávamos próximo ao The Mall, rotatória que conecta o Palácio de Buckingham e o St. James’s Palace. É no palácio que ocorre uma das cerimomias mais tradicionais de Londres – troca da guarda. O evento ocorre sempre às 11:30hs, diariamente de maio a julho e em dias alternados no restante do ano. Depois, seguimos para a estação de metro St. James Park e nossa próxima parada era a estação de metro Knightsbridge. Do Brasil, já havia reservado nosso almoço no Bar Boulud pelo site Top Table. O restaurante localiza-se no hotel Mandarin Oriental, ao lado do Hyde Park e da loja de departamento Harrod’s. O conceituado chef Americano Daniel Boulud, oferece em sua filial britânica, as especialidades da gastronomia americana. Portanto, não estranhe encontrar hambúrguer no cardápio.

DSC02026 DSC02029

     Um dos lugares mais característicos de Londres é o bairro de Camden Town. Você pode visitá-lo qualquer dia da semana, porem somente aos finais de semana que todas as lojas estão abertas. A região é famosa por seus mercados que vendem absolutamente tudo: comidas, roupas, acessórios e antiguidades. Aos domingos, ocorre uma feira ao ar livre. A melhor forma de chegar ao local é de metro, estação Camden Town.

DSC03933 foto-8    Meu segundo dia, em Londres, terminou no Prince of Wales Theatre, próximo a Piccadilly Circus. É neste teatro que a peça The Book of Mormoon está em cartaz. O musical faz uma sátira inteligente entre o fanatismo da religião Mormon e a condição de pobreza de Uganda. Os ingressos são super concorridos e me antecipei comprando pelo site do Ticketmaster.

E ai, viajantes, gostaram das dicas do segundo dia do meu roteiro? Amanhã tem mais!

PS. Bon Voyage!

 

Mitte – O hot spot de Berlim

    Fashionistas costumam eleger um bairro queridinho para consagrá-lo como “santuário” das compras. Normalmente são distritos que sofreram alguma transformação, mas não perderam sua originalidade. Esses lugares tornam-se parada obrigatória e, com a seleção de lojas descoladas, surgem excelentes restaurantes, hotéis e casas noturnas – os chamados “hot spots”, lugares mais badalados do momento. Diversas cidades do mundo possuem seus atuais representantes: Meatpacking em NY, East London em Londres, Design District em Miami, Saint Germain em Paris e, em Berlim, o Mitte é o escolhido. Bairro situado na área central da cidade, antes parte do lado oriental do muro, hoje contemporâneo e tecnológico. Também é uma ótima opção para hospedagem, devido a sua localização, próximo aos principais pontos turísticos.

DSC02083

    Para as compras, comece pela rua Alte Schönhauser. Lá encontrei uma excelente ótica, a Specs Berlin, com as marcas mais descoladas: Moscot, Persol, Mykita, Illesteva, Tom Ford entre outros. A loja oferece um serviço de troca de lentes – comprei uma espelhada para um modelo Moscot e demorou menos de uma hora para modificá-lo. Outra rua famosa é a Friedrichstrabe, com as lojas: Zara, H&M, All Saints, The Body Shop, Quartier 206 e uma filial da famosa Galeries Lafayette. A avenida Under Den Liten também tem boas opções.

neue-schoenhauser

     Fugindo um pouco do bairro Mitte, mas não menos importante, a Kadewe é indicada para quem procura compras de luxo. A maior loja de departamento da Alemanha e a segunda da Europa é dividida em oito andares: no primeiro, encontram-se as grifes exclusivas: Chanel, Dior, Prada, Celine, YSL, entre outras. A seção de produtos para casa é imperdível e, o sexto é o andar “gourmet”, com uma variedade incrível de bebidas e alimentos. Além disso, há diversos “bares” espalhados por todo andar com suas especialidades: comida alemã, frutos do mar, japonesa, entre outras. Fui ao especializado em frutos do mar, ótima variedade! Uma dica: degustar a cerveja Kadewe e, para sobremesa, uma boa pedida é a éclair de chocolate, inesquecível.

kdw

DSC02045 DSC02048PS. Bon voyage!

Compras no Free Shop do Panamá

  free shop

    Em minha última minha viagem, tive um nova experiência: foi a primeira vez que voei com a Copa Airlines. A cia aérea possuía os melhores preços para Punta Cana e não hesitamos na hora de fechar.  A cia tem como base o aeroporto do Panama e conseqüentemente, fiz escala nos voos da ida e volta. O principal aeroporto da cidade é o Tocumen (PTY) e considerado o hub das Américas. Além de ser base da Copa, o local recebe milhares de vôos diários e o torna extremamente movimentado. As conexões normalmente são de 01:30hs a 7horas (essa da para sair um pouco e conhecer a cidade). A minha foi a de tempo mínimo, mas mesmo assim corri para conhecer o seu tão famoso free shop. Assumo que não sou aficionada por duty free, gosto de passar o tempo olhando e fotografando, pois não acho que sempre há muita vantagem no quesito compras. Por exemplo, quando viajo aos Estados unidos, procuro utilizar o tempo de conexão para comer algo no aeroporto e fugir da comida do avião. Agora, vocês devem estar se perguntando por que a pessoa que não liga tanto para free shop faz um post sobre o tema, certo? Por que o duty free do Panamá é realmente interessante.

    O local passou recentemente por uma grande reforma e agora possui um novo terminal. As principais lojas do free shop são a La Riviera e a Attenza. A primeira está presente em diversos aeroportos da América do Sul e Norte. Se você já passou pelo aeroporto de Montevidéu, certamente vai lembrar-se dessa loja. Minha dica é passar primeiro nesta loja, antes de conhecer as demais. Saindo do seu portão de embarque, vá direto para o corredor antigo com todas as lojas. A rede La Riviera possui uma loja menor de cosméticos, com diversas marcas conhecidas: Lâncome, Dior e Estée Lauder, YSL, Guerlain e perfumes com excelentes preços. Além disso, em sua extensão há relógios Breitling, Longines e Hublot; óculos escuros Ray-Ban; e whiskies Buchanan’s, Johnnie Walker Black Label e Old Parr, entre outros objetos. No mesmo corredor, fica a loja da MAC. Os preços são semelhantes aos praticados nos Estados Unidos e inferiores aos cobrados no duty free Brasil. Na rede Attenza é possível encontrar perfumes, cosméticos, bebidas, cigarros, óculos escuros, relógios e jóias.

foto 1-1 foto 1-2 foto 4-1 foto 3-1 foto 2-1

    Além disso, existem duas lojas da Lacoste e da Tommy Hilfiger, lojas internacionais como Ricardo Cavalli, Salvatore Ferragano, Carolina Herrera, Rolex e Valentino. Essa última, consultei os preços das bolsas e sapatos,e são iguais aos cobrados nos Estados Unidos, com a vantagem de não possuir a taxa americana. A loja fica em frente ao portão 9 do terminal novo.

foto 2-2

    A recém inaugurada praça de alimentação, também é uma boa opção para passar o tempo de conexão. Localiza-se no terceiro piso da parte central do aeroporto. Lá você encontra um pequeno número de fast foods e um Air Magaritaville, um restaurante temático que possui inclusive uma aérea para crianças.

E ai, viajantes, alguém concordo comigo que o free shop do Panama possui vários atrativos?

PS. Bon Voyage!