Restaurantes

Restaurantes em Lima

    O motivo que acentuava minha vontade de conhecer a capital peruana Lima era sua culinária. Já comentei aqui que gastronomia está muito ligada a cultura de um país e traduz um pouco de sua história. No caso de Lima, esse fator é potencializado, pois a cidade lidera com louvor a lista dos 50 melhores restaurantes da América Latina. O chef celebridade Gaston Acurio puxa o cortejo e no total são sete restaurantes premiados. O povo peruano se orgulha muito disso e prepara um cenário perfeito para dar boas vindas a seus visitantes. No ano passado, o pais recebeu mais de 3 milhões de estrangeiros, certamente muitos deles em busca das ruinas de Machu Pichu. No entanto, é comprovado que o segundo motivo é a culinária peruana.

    Antes de iniciar a série de post sobre a capital peruana, que tal ir logo ao que interessa e compartilhar os restaurantes que mais gostei? Comentei no Insta (segue lá @ ps_bonvoyage) que devido a semana santa alguns restaurantes estavam fechados. Conheci alguns e compartilho aqui com vocês:

 Casa Moreyra – Gaston Acurio

    O top chefe peruano mudou recentemente, em março deste ano, para uma casa histórica no bairro de San Isidro. No local há um restaurante (menu degustação), um gastrobar e um espaço para eventos. Em todos há necessidade de fazer reserva e como confirmei a minha presença duas semanas antes de embarcar, consegui mesa no La Barra (gastrobar) para o almoço de sábado. Dei sorte! O espaço é incrível, amplo e bem arejado. O lugar aplica o conceito “sharing”, ou seja todos os pratos podem ser divididos. O fato de ser o numero um da América Latina é altamente compreensível: atendimento impecável, menu enxuto e comida maravilhosa. Quem chega sem reserva tem a opção de sentar no bar, mesmo assim sugiro não perder a oportunidade.

DSC03422

DSC03410 DSC03417 DSC03418

 Maido

    Restaurante japonês/nikkei localizado no bairro de Miraflores. Ambiente simples e comida simplesmente divina. Em seu menu, uma variedade considerável de peixes frescos e pratos típicos da culinária fusion. Nao deixe de provar o ceviche, sera inesquecível.

La Mar

    Mais um estabelecimento do cozinheiro Gaston Acurio. O local é uma cevicheria, com ambiente mais informal e no menu o destaque são o ceviche e os frutos do mar. O lugar é perfeito para um almoço de família no fim de semana. O Ambiente amplo, bem agradável e atendimento atencioso. La provei um dos pratos típicos peruanos, a Causa: batata amarela com uma textura bem particular e cozida ao suco de limão e alguns temperos. Os restaurantes de frutos do mar sempre tem no cardápio ótimas opções com sabores mistos pra pedir de entrada e provar um pouquinho de cada.

DSC03465 DSC03466 DSC03468 Pescados Capitales

    Uma das cevicherias mais famosas da cidade é a Pescados Capitales. O local é uma espécie de bar, com um espaço amplo e uma variedade significativa de drinks. O cardápio é bem criativo e propõe ao visitante que degustem um pouco de cada porção. Devido ao clima mais descontraído, o atendimento é menos ágil e mais casual. De todos os lugares que visitei o Pescados é o mais em conta, uma média de s./50 (aproximadamente R$ 40) por pessoa.

DSC03455La bomboniere

    Restaurante super charmoso no shopping Larcomar. Seu ambiente e cardápio fogem das características peruanas e é uma boa opção aos que desejam variar a culinária. O local oferece uma bela vista do pacifico e fica aberto durante todo o dia.

    Outros restaurantes que estavam na minha lista, porém fechados devido a semana santa são:

  • Central

Endereço: Calle Santa Isabel 376, Miraflores

  • Malabar

Endereço: Camino Real 110, San Isidro

  • Rafael

Endereço: Calle San Martin 300, Miraflores

  • Fiesta 

Endereço: Av. Reducto 1278

  • Osaka

Endereço: Conquistadores 999, San Isidro

E ai, viajante, conhece algum restaurante em Lima? Compartilhe aqui os seus favoritos!! No próximo post, comento sobre um aula de culinária que fiz na cidade e foi uma experiência incrível.

PS. Bon Voyage!

Restaurantes em Paris

paris rest    Na minha lista de próximas viagens, a França lidera em uma das primeiras posições na categoria “voltar”. O país é sempre bem vindo em uma viagem pela Europa e pode ser facilmente combinado com um novo destino. A cada nova visita a cidade se reinventa e geram novas possibilidades. Além disso, sua posição estratégia a conecta com diversos lugares, sendo possível chegar, em poucas horas, a outro país. Sua capital é efervescente, seu interior romântico e o litoral sofisticado. Independente em qual característica você se identifica, o pais terá algo que irá lhe agradar.

    Assumo que um das coisas que mais gosto de fazer na capital é conhecer novos restaurantes. Me identifico com a gastronomia francesa e poucos conseguem ambientar um local tão graciosamente como os franceses. Em minha última viagem a cidade, tive a oportunidade de conhecer alguns restaurantes e montei uma lista com os meus preferidos:

  • Brasserie Thoumieux

Novo restaurante dos irmãos Costes. Um dos locais mais badalados do momento em Paris, público jovem e música boa. Ótima opção para ir a noite!

Endereço: 79, Rue Saint-Dominique Vlleme

Website: http://www.thoumieux.fr/

  • Café Flore

Ótima opção para café da manha no charmoso bairro de St. Germain. Menu tradicional e serviço impecável. Sempre lotado, mas vale a pena conhecer!

Endereço: 172, Bld Saint-Germain, 75006

Website: http://www.cafedeflore.fr/

  • Le comptoir du relais

Bistro emblemático no bairro de St. Germain, um dos pioneiros do  conceito bistronomie (movimento em que grandes chefes de restaurantes 3 estrelas, largaram seus empregos e estrelas para montar pequenos bistros com preço bom e comida sem frescura).  Bom, bonito e barato, é ideal para almoço. No entanto, há muita espera para o jantar.

Endereço: 9, Carrefour de L’Odeon, 75006

Website: Não possui

  • L’Atelier de Joel robuchon

Restaurante conceito de um dos maiores chefs franceses. O menu é bem diferenciado e mais caro. Aberto durante o almoço e jantar.

Endereço: 5, Rue de Montalembert, 75007

Website: http://www.joel-robuchon.com/fr/

  • Coffee parisien

Quer conhecer um lugar sem turistas e com um ótimo hambúrguer? Então essa é a sua escolha! Uma mistura de bistrô e lanchonete.

Endereço: 4 Rue Princesse, XIeme

Website: http://www.coffee-parisien.fr/

  • La Fontaine de mars

Um dos bistrôs mais tradicionais da cidade. O local oferece pratos genuinamente franceses, como: cassoulet, terrine campanha e foie gras. O ambiente é rico de histórias e indicado para ir à noite.

Endereço: 129, rue Saint-Dominique VIIeme

Website: http://www.fontainedemars.com/index.html

  • La Régalade

Na mesma linha do Comptoir, restaurante emblemático da bistronomie. Um pouco mais afastado, mas vale a pena. Comida excepcional, preço justo.

Endereço: 49, avenue Jean Moulin XVIeme

Website: Não possui

  • Chez Marianne

O bairro de Marais, em Paris, possui os melhores kebab de falafel da cidade. O chez Marianne é mais uma indicação para você conhecer no lugar!

Endereço: 2, rue des Hospitalières-Saint-Gervais

Website: Não possui

  • Le Baratin

Restaurantes alternativo e aclamado por todos que o conhecem! Ótima seleção de vinhos e comida típica francesa. Um pouco mais afastado das principais atracões, vale a pena ir de taxi.

Endereço: 3, Rue de Jouye-Rouve XXeme

Website: http://www.restaurantlebaratin.fr/

  • Benoit

Um dos bistros mais antigos da cidade, fundado em 1912 e foi comprado a muitos anos pelo ducasse que o transformou em um endereço super chique e elegante. A comida é maravilhosa e o preço mais alto das demais opções.

Endereço: 20, Rue saint-Martin IVeme

Website: http://www.benoit-paris.com/

  • Le Relais de L’entrecote

O original dos restaurantes que só servem um prato único, o entrecote com fritas. Não podia faltar na lista, por se tratar de um clássico da cidade. O local é bastante turístico!

Endereço: 20, Rue de saint-benoit, VIeme

Website: http://www.relaisentrecote.fr/

 PS. Bon voyage!

Restaurantes em Berlim

    Se existe um ponto que contribui, em muito, para uma proveitosa viagem é conhecer bons restaurantes. Não necessariamente renomados, mas que colaborem de alguma forma, para uma boa impressão da cidade. Em Berlim, conheci os mais variados, que apresentam, assim como a cidade, grande diversidade de influencias trazendo uma identidade muito interessante aos restaurantes.  A lista abaixo é composta por restaurantes requintados, alternativos, excêntricos e descolados. O que há de comum entre eles? Bom atendimento e uma ótima experiência gastronômica.

  • Lorenz Adlon: O único que possui estrela Michelin da lista. Foi minha primeira experiência em lugares desse porte. O restaurante localiza-se no hotel em que estava hospedada, Adlon Kempinsky (Em breve post sobre a rede de hotéis Kempinsky). A primeira impressão foi de um ambiente bem intimista e serviço elegante. No menu, há opção de degustação de 4 ou 6 pratos. Ambos variados, com diferentes texturas e aromas. Nós optamos pelo menor numero de pratos.

Site: http://www.lorenzadlon-esszimmer.de/

foto 1(1)foto 2(1)

  • Cookies Creeam: Situado ao lado da rua de compras Friedrichastrabe, uma ótima opção para jantar. O cardápio vegetariano é fantástico e foi idealizado com extrema criatividade pelo seu Chef.

Site: http://www.cookiescream.com

  • Anna Blume: Agradável café no bairro descolado Prenzlauer Berg. Ambiente legal, indicado para café da manhã ou almoço.

Site: http://www.cafe-anna-blume.de/

  • KaterSchmaus: Certamente o mais surpreendente da lista. Localizado as margens do rio Spree e construído em uma fábrica de sabão desativada, sua entrada toda pixada impressiona pela diversidade. O menu é alterado semanalmente e o ponto alto fica para a seleção de carnes. Se tiver forças, fique para a atração principal do local – Kater Holzig.

Site: http://www.katerholzig.de/

  • Shiso Burger: A descoberta da viagem. Localizado no bairro Mitte, esta hamburgueria gourmet com toque asiático é uma ótima opção para almoço. No cardápio há das mais variadas combinações de ingredientes, porém para quem não é adepto de fast-food (Eu!) o hambúrguer de salmão é uma boa pedida.

Site: http://www.shisoburger.de/

  • foto 3(1)Pauly Saul: Restaurante mais requintado no bairro de Mitte. O local possui 2 estrelas Michelin e apresenta em seu menu diversos pratos da culinária contemporânea. O ambiente é super agradável e indicado para o jantar.

Site: http://paulysaal.com/

  • Kuchi: Restaurante de comida japonesa em Berlim. Qualidade excelente e atendimento satisfatório.

Site: http://www.kuchi.de/

  • Tiergartenquelle: Gastropub com comidas típicas alemã. O local está sempre lotado, devido a qualidade da comida e bom preço. Minha sugestão é o baked camenbert de entrada e salchichões com fritas.

Site: http://www.tiergartenquelle.de/index.php/de/

Tiergarten-QuellePS. Bon Voyage!

Onde comer no Havaí?

    Comer no Hawaí é uma experiência saborosa. Em sua culinária típica, utilizam-se muito as frutas, os vegetais e os peixes frescos. As influências gastronômicas provêm da cozinha asiática, devido aos antepassados polinésios. A fruta símbolo da ilha, o abacaxi, também está presente nos pratos. São diversos restaurantes havaianos espalhados pela ilha de Oahu. Quem optar por conhecer algum deles, encontrará muita carne suína, poke (atum cru com molho de soja), arroz jasmim (com gergelim) e salmão lomi-lomi com cebola e tomates picados. Uma sobremesa bastante popular é o haupia, uma espécie de pudim de coco com abacaxi. Digamos que essa sobremesa está para os havaianos, assim como o brigadeiro para nós!

    O ícone da comida havaiana em Honolulu é o Helena´s Hawaiian Food. O ambiente é bem simples, sem decoração, mas acolhedor. Não espere encontrar um cardápio muito requintado, mas vale a pena conhecer. Avalie-o como uma experiência turística em que o paladar não está em primeiro lugar e sim o conhecimento. Por ser bem próximo do aeroporto, é uma ótima opção para quem está chegando ou indo embora. Quem vai para o North Shore, sugiro conhecer o restaurante Haleiwa’s Joe’s. O local possui um ambiente aconchegante e pratos muito saborosos.

montagem haleiwa´s   Uma das refeições mais prestigiadas pelo havaiano é o café da manhã.  O mais tradicional é o Leonard´s bakery e o mais disputado é o Eggs´n Things. Situado no coração de downtown Waikiki,oferece um verdadeiro café da manhã americano. O sucesso do lugar é tão grande que as filas começam a partir das 07 hs. Se você não estiver com tempo de encarar toda essa fila sugiro conhecer os buffets de café da manha nos hotéis da Av. Kalakahua. É mma boa oportunidade de apreciar o interior do hotel e tomar um café da manha com vista para praia. Fui duas vezes ao café da manha do hotel Westin. O restaurante The Verdana oferece aos clientes um Buffet bem variado com frutas, pães, omelete e entre otras opções. O valor por pessoa é em média U$ 30,00 sem bebidas.

DSC02499  DSC02511DSC02507    Aos fãs de comida japonesa, dois restaurantes originalmente americanos são as sensações da ilha. O primeiro, no interior do Modern Hotel é o Morimoto. A seleção de peixes é de extrema qualidade e a vista para a marina fazem do restaurante uma ótima opção de jantar. No dia em que visitei o local, o chefe Morimoto estava na casa auxiliando seus empregados na cozinha. Sorte de principiante, foi uma das noites mais memoráveis da minha viagem. Outra opção é o Nobu. O restaurante sempre surpreende com suas combinações inesquecíveis. No menu, muitas opções de tapas e drinks. E por fim, a ilha também oferece uma unidade do restaurante Cheescake Factory. Ele esta situado no meio das ruas de compras, uma boa opção de parada!

montagem morimotoPS. Bon Voyage!

Balneário uruguaio – Punta Del Este

Se você ainda não teve a oportunidade de passar o ano novo em Punta Del Este, fique calmo, a temporada de “verão” vai até meados de abril e Carnaval é uma ótima opção. O balneário uruguaio, rota cada vez mais frequente dos brasileiros, é um destino muito procurado devido à proximidade do Brasil e ao delicioso clima que uma cidade litorânea oferece. Fui pela primeira comemorar o meu noivado e só tenho boas lembranças, principalmente da hospedagem: o hotel Barra brava casa de mar (Reserve pelo booking aqui na página!). A princípio, ficaríamos em outro hotel, porém, uma semana antes de embarcar, recebi um comunicado de cancelamento e tive que alterar às pressas o local onde iríamos nos hospedar. O hotel tem apenas seis quartos e é uma antiga casa de veraneio mantida por dois irmãos argentinos.

PicMonkey CollageNa alta temporada, as praias são bem disputadas e as mais concorridas são a do Bikini e Jose Ignácio. Não estranhe se você for à praia de manhã e não encontrar ninguém, tudo começa mais tarde em Punta. O aluguel de uma cadeira e de um guarda-sol não sai por menos de $50,00 e, quando deixar o local para o almoço, não fique sem ir aos restaurantes Cactus e Pescados, na praia do Bikiki, e Parador La Huella, na praia Jose Ignácio. Agora, se a fila estiver muito grande, vá ao restaurante Baby Gouda, na praia Brava, e não irá se arrepender. Outra dica é o restaurante do hotel Serena – Al Mar, reserve um dia para almoçar no local.

montagem puntaO balneário não possui muitos passeios turísticos, por isso não deixe de ir ao Museu Casapueblo no final do dia. A saudação ao por do sol é memorável e vale admirá-lo por alguns minutos. Um local que vale muito à pena visitar é o hotel L’Auberge. Seus waffles são parada obrigatória, pois são feitos artesanalmente há anos pela família proprietária. Outro programa para o final do dia é tomar um clericot, bebida local a base de vinho, em algum dos bares do porto. Indico o Virazon por sua vista incrível.

casapuebloPara o jantar, há restaurantes para todos os gostos: o refinado O´Farrel e Las Piedras do hotel Fasano, o descolado Marismo e o Isidora, próximo ao porto. O esquenta pré balada acontece nos badalados Pizza Cero e No Me Olvides.  Um restaurante que ainda não tive oportunidade de conhecer, mas esta na minha lista para próxima ida à Punta é o La Bourgogne. Membro do exclusivo grupo Relais & Chateaux e, há algum tempo, participante da lista dos 50 melhores restaurantes da América Latina oferece pratos genuinamente franceses.

Para encerrar, uma dica para quem curte um passeio diferente e exclusivo: o parador La Caracola. Localizado em Jose Ignácio e dos mesmos donos do parador La Huella, oferece um restaurante e praia particular. Para chegar ao local, a travessia é realizada por um “barquinho” e, a visita só é aceita com reservas. Alias, indico fazer para todos os lugares que você deseja conhecer em Punta. Uma ultima dica, porém não menos importante – alugar carro é indispensável! Se você chegar via Montevidéu ou mesmo, Punta Del Este indico a empresa Puntacar (http://puntacar.com.uy/) e não se esqueça de manter os faróis acessos durante todo dia, cada país com suas curiosas regras de trânsito.

PS. Bon Voyage!