Tag: Chile

Guia de viagem – Santiago

Sabe aquele lugar que você tem orgulho em saber que faz parte da América do Sul? Essa é a minha sensação em toda vez que visito o Chile! Um destino apaixonante, para ser apreciado aos poucos, em mais de uma viagem e curtido sem pressa. O país tem um cenário único: de um lado está a Cordilheira do Andes e do outro o Pacífico e, desta forma, consegue oferecer diferentes paisagens em todo o seu território. Por lá é possível esquiar em belas estações de esqui, conhecer regiões vinícolas, se deslumbrar em paisagens cinematográficas e descobrir a terra do fogo no extremo sul do país. 

A porta de entrada principal é o aeroporto Arturo Merino Benitez, também conhecido como Pudahuel, e localizado a vinte quilômetros do centro de Santiago, capital e cidade mais populosa do Chile. Muitas companhias aéreas oferecem voos direto para lá: LAN & TAM, Gol e Skyairlines (cia aérea local). Sendo assim, dar uma esticadinha até o Chile está cada vez mais fácil! A vantagem é que não tem época certa para conhecer o lugar, pois não faltam atrações no verão ou inverno. Só é importante ter em mente que é recomendado começar o roteiro com pelo menos duas noites em Santiago, afinal porque não apreciar o que a capital tem de melhor antes de explorar outros pontos do país? Veja só as dicas:

Atrações

O charme europeu dita a arquitetura da capital chilena, Santiago, e por todos os lados é possível encontrar prédios históricos que remetem a colonização espanhola. A gastronomia chilena também sofre fortes influências de seus antepassados e em seus restaurantes típicos é possível encontrar muito peixe, empanadas e ensopados com carne de porco. No entanto, as atrações na cidade são das mais diversas, desde um passeio pelo mercado central, a museus e picos com belos visuais. A vantagem é que a maioria das atrações concentram-se no centro, sendo possível visitar grande parte a pé. Se for a sua primeira visita à cidade, não deixe de começar pelo clássico: Plaza de Armas e Catedral Metropolitana – dois ícones da cultura chilena. Outro ponto que está na lista de mais visitados em Santiago é o Palácio da Moneda – sede da presidência chilena e aberta ao público. Completou os principais pontos turísticos? Agora é hora de visitar alguns lugares bem interessantes. A nossa dica para o dia é coloque um sapato confortável, leve pouco peso na bolsa/mochila e caminhe bastante. Veja só o que não pode faltar:

A casa de Pablo Neruda é um dos principais museus de Santiago. Localizada no bairro da Bellavista (próximo ao Cerro San Cristóbal), foi construída em 1952 para celebrar o amor de Pablo por Matilde, a descabelada (la chascona), que foi sua última esposa. É uma construção dividida em 3 partes, unidas por escadas, caminhos e um belíssimo jardim. Além de funcionar como casa-museu, La Chascona também é sede da Fundação Pablo Neruda e da biblioteca do poeta. As visitas são todas guiadas e em janeiro e fevereiro são de terça a domingo de 10h a 19h, e de março a dezembro de terça a domingo entre 10h e 18h.

chile

chile 2

Provavelmente é aquele lugar que o amigo indica quando você fala que vai para Santiago! Localizado no topo da montanha, o Cerro de San Cristobal oferece visitas lindas da cidade e de toda Cordilheira dos andes. A maneira mais fácil de acessar é por um funicular que sai do terminal na Calle Pio Nono. A viagem dura dez minutos e quem não tem medo de altura terá uma visão privilegiada de Santiago. Depois que escurecer, evite descer o Cerro caminhando (antes de visitar o local informe-se dos horários no site oficial aqui).

Dica: Aos domingos o Cerro de San Cristobal costuma ser bem movimentado por conta dos ciclistas que sobem a serrinha de bicicleta!

chile 3

Assim como as principais capitais do mundo, em Santiago está localizado o maior prédio da América do Sul – Costanera Convention Center  (inaugurado em Agosto de 2015) e em seu topo tem um belo mirante aberto ao público. O Sky Costanera possui 300m de altura e uma vista vista panorâmica de 360º da cidade. A torre conta com dois elevadores, que, de última geração, levam até 45 pessoas do 1º ao 61º andar em apenas 40 segundos. No topo, o andar 61, constituído por paredes de vidro, abriga painéis que indicam os diversos pontos de referência que podem ser avistados; já o 62, acessado por escadas rolantes, tem como diferencial o teto: o céu, as nuvens e as estrelas.

chile 5

chile 4

## Para quem gostar de fazer um Walking Tour pelos principais pontos da cidade, a empresa Tours4Tips oferece caminhadas em grupo com duas saídas diárias (as 10hs e 15hs). O tour tem 3hs de duração e não tem custo (é gratuito) ##

 

Passeios

Visitar um vinicola em Santiago é quase que um tour obrigatório para quem visita o país andino! Pensando nisso, uma das melhores vinícolas, localizada a apenas 92 km do centro de Santiago, é a Matetic Vineyards. Com mais de 20 anos de tradição e administrada por uma família chilena, o lugar preza pela qualidade do atendimento aos visitantes e oferece um vinho produzido 100% com uvas orgânicas. O tour custa (aproximadamente) R$ 34,00 por visitante e é possível provar três variedade da linha Corralillo. Além disso, o lugar oferece um restaurante para almoço, passeios de cavalo e bicicleta dentro da propriedade.

chile 6 chile 7

Onde comer

Localizado dentro do Parque Bicentenário, o restaurante Mestizo é especializado em versões contemporâneas de pratos tradicionais chilenos. O ambiente do restaurante é de encher os olhos e as criações extremamente saborosas! Vale ir durante o almoço ou jantar, mas nao se esqueça da reserva que pode ser feita diretamente pelo site. 

Endereço: Av. Bicentenario 4050 – Vitacura | Horário de funcionamento: Todos os dias – almoço 12:30hs as 15:30hs e jantar 19:30hs as 00:00hs

chile 8 chile 9

  • Rivoli 

Restaurante italiano localizado bem no bairro de Providencia, próximo ao centro de Santiago. Para quem não passa uma viagem sem uma massa, esse lugar é uma ótima pedida. 

Endereço: Nueva De Lyon 77 – Providencia

Restaurante badalado dentro do W Hotel em Santiago. O lugar oferece uma cozinha fusion, especializado em pratos japoneses e peruanos (os ceviches são divinos!). As porções são extremamente saborosas e uma dica é experimentar o menu degustação – inclui 8 pratos e mais uma opção de sobremesa, valor aproximadamente R$ 250,00 por pessoa. Não deixe de fazer a reserva pelo site!

Endereço: Isidora Goyenechea, 3000 – Las Condes | horário de funcionamento: de segunda a sábado – almoço 12:30 -15:30, jantar 19:30 -23:30.

chile 10

Esse lugar foi um super achado em nossa última viagem a Santiago! Localizado ao lado do W Hotel (Osaka), o espaço reúne uma mercearia/restaurante e bar. Considerado um mercado gourmet, o lugar vende diversos produtos típicos, como temperos, massas, bebidas e vinhos, além de ter um bar com tapas. 

Endereço: Alonso de Córdova 2437 – Vitacura | Horário de funcionamento: todos os dias a partir das 09:30hs as 23hs.

  • El Otro Sitio

Menu saboroso especializado em culinária peruana. Um bom lugar para tomar Piscos (bebida típica chilena) e comer frutos do mar. 

Endereço: Antonia Lopez de Bello, 53 – Las Condes

Restaurante especializado em comida espanhola (Vasca!) e com ambiente bem típico. 

Endereço: Isidora Goyenechea, 2900 | Horário de funcionamento: todos os dias a partir das 12:30hs as 23hs.

No próximo post comento sobre lugares para se hospedar em Santiago.

PS. Bon Voyage!

Valle Nevado – a maior estação de esqui da América Latina!

_DSC8571

Começa a temporada de inverno no hemisfério sul e o Chile é um dos destinos mais cobiçados entre os brasileiros. Com mais de 30 estações em seu território, o país é a escolha ideal para quem quer esquiar e uma ótima alternativa para ver neve. Dentre todas as opções no Chile, o Valle Nevado é um dos destinos mais tradicionais e considerado “a maior estação de esqui da América Latina”. Sim, é o lugar ideal para os amantes do esporte na neve, com 39 pistas (quatro diferentes níveis de dificuldade) e 14 teleféricos para subir aos setores mais exclusivos, incluindo a primeira telecabine fechada do Chile. Além do reconhecido título, a estação se destaca pelo fácil acesso, localizada a apenas 1h30 da capital chilena, Santiago.

_DSC8402 _DSC8342

Como chegar

Chegar ao Valle Nevado pode ser rápido, no entanto, não tão simples. Sua estrada sinuosa, com mais de 60 curvas, já é um teste de sobrevivência aos que enjoam com facilidade (a dica é beber água e comer balas de menta durante o percurso). No total, são 40 curvas iniciais até a entrada de Farellones e El Colorado, estações vizinhas, e mais 20 até o Valle Nevado. Essa estrada exige o máximo de atenção do motorista por conta das curvas, das condições do asfalto e da possibilidade de encontrá-la coberta por uma fina camada de gelo. Por isso, a primeira dica desse texto é: contrate um transfer para ir até o topo da montanha. Devido à praticidade, muitos brasileiros costumam alugar carro para subir até a estação, mas não recomendamos. Uma boa alternativa é a empresa especializada SkiTotal, que oferece o transfer regular com saída do centro de Santiago, e também o serviço “hotek pick up”, com saídas personalizadas do hotel (é possível agendar o serviço direto pelo site AQUI)

Quando ir

A temporada de neve no Valle Nevado começa em meados de julho e termina na última semana de setembro. No entanto, esse período pode variar bastante conforme o ano, devido às condições climáticas. No site oficial do Valle Nevado, é possível obter informações precisas e reservar os hotéis diretamente por lá.

Onde ficar

De fato, algo que surpreende no Valle Nevado é a sua estrutura para hospedagem. Diferente das estações vizinhas, o lugar conta com três hotéis muito próximos das principais pistas e escola de esqui. O Valle Nevado é o hotel alto padrão com quartos amplos, espaçosos e indicado para quem viaja em casal. O Puerta Del Sol possui um padrão intermediário e é indicado para uma viagem em família, devido à possibilidade de quartos conjugados. Por fim, o Três Puntas é um hotel boutique menor e indicado para quem viaja sozinho. Todos os hotéis oferecem no valor da diária o ski pass (acesso às pistas e teleféricos) e regime de meia pensão completa (café da manhã e jantar – dependendo da época do ano precisa fazer reserva). No entanto, outro ponto positivo do complexo é a opção de hospedagem em apartamentos localizados a 150 metros das pistas. Essa é a escolha ideal para grupos, afinal os apartamentos possuem uma estrutura com cozinha completa e a poucos passos está o minimercado recheado de comida rápida e aberto diariamente até as 21h.

_DSC8308 _DSC8311 _DSC8415 _DSC8352 _DSC8347

A programação de entretenimento dos hotéis ainda inclui piscina aquecida animada por DJ, spa, lojas para aluguel e venda de produtos para neve, sala de recreação com monitores para as crianças, academia e uma sala de cinema para os hóspedes. Também é possível fazer aulas de esqui em uma escola que conta com 90 instrutores, alguns deles dominando bem o português, ou melhor, o “portunhol”. Seus pacotes são fechados por hora e existe a opção de aulas individuais ou coletivas. A escola também tem um espaço dedicado às crianças, com pistas separadas e instrutores qualificados. A programação infantil inclui as aulas e almoço, deixando os pais livres para o restante do dia no esqui.

_DSC8433 _DSC8354 _DSC8335

Desde 2011, o resort do Valle Nevado conta com uma nova estrutura chamada Curva 17 para receber os visitantes que pretendem passar o dia na estação. O lugar conta com um amplo estacionamento, lojas e um escola de esqui destinada a essa público. No local, também é possível comprar o ticket da gôndola (vendido a partir das 11h30) e aproveitar o dia somente nas instalações, sem a necessidade de esquiar. O novo ponto de encontro é o restaurante Bajo Zero, localizado no topo da montanha e com um visual deslumbrante das cordilheiras.

Onde comer

_DSC8524 _DSC8322 _DSC8313

O complexo do Valle Nevado possui no total 12 restaurantes que fazem parte da estrutura hoteleira do resort. Para quem se hospeda nos hotéis do Valle, normalmente o café da manhã e o jantar (em dois ou quatro restaurantes) estão inclusos no pacote. O jantar para os hóspedes inclui entrada, prato principal e sobremesa, bebidas alcoólicas são cobradas à parte. Para quem passa o dia no resort, o Valle oferece um minimercado, bares, pubs, duas lanchonetes e quatro restaurantes sob o comando da chef chilena Alejandra Cruells, entre eles o La Fourchette, com um buffet variado especializado em comida mediterrânea, e o Don Giovanni, especializado em pastas e carnes.

Tabela de preços

_DSC8408

Os valores foram pesquisados no mês de Agosto de 2015 e as lojas encontram-se dentro do complexo do Valle Nevado.

Cotação do Peso Chileno em Agosto/2015: 1 Real (R$) = 186,00 Pesos Chilenos

• Aluguel equipamento esqui (adulto):
Iniciantes 33.000 pesos chilenos (dia inteiro)
Avançados 39.000 pesos chilenos (dia inteiro)
Pole (bastão) 8.500 pesos chilenos (dia inteiro)
• Aluguel equipamento snow (adulto):
Iniciantes 23.000 pesos chilenos (dia inteiro)
Avançados 25.500 pesos chilenos (dia inteiro)
• Aluguel equipamento esqui (crianças):
Dia inteiro a partir de 30.000 pesos chilenos
Meio dia a partir de 22.000 pesos chilenos
• Aula coletiva (adulto):
1 aula – 2 horas – 40.000 pesos chilenos
2 aulas – 4 horas – 73.000 pesos chilenos
3 aulas – 6 horas – 105.000 pesos chilenos
(mínimo 4 pessoas por aula)
• Aula particular (adulto):
1 hora – 62.000 pesos chilenos
2 horas – 109.000 pesos chilenos
O dia inteiro – 380.000 pesos chilenos
Pacote especial de 4 horas (dividido em dois dias) – 209.000 pesos chilenos

Na estação é possível usar pesos chilenos e dólar. Uma sugestão é levar dólar e trocar por uma quantia de peso chileno em uma das unidades da casa de câmbio Afex, localizada no centro de Santiago ou no shop. Parque Arauco. Lembrando que dólares tem cotação justa em casas de câmbio de todo o país, exceto em aeroporto quando o valor é mais baixo.

PS. Bon Voyage!

Agradecemos o convite da assessoria de imprensa B4T, do complexo do Valle Nevado e cia aérea Sky Airlines.

4º dia Atacama – Termas de Puritama

_DSC6121

    Relendo os últimos posts sobre o Deserto do Atacama, notei que fiquei devendo as dicas do nosso quarto dia por lá. Depois de percorrer os cenários fascinantes do Salar Do Atacama (aqui), Lagunas Altiplânticas (aqui) e Geisers Del Tatio (aqui) visitamos em nosso último dia um verdadeiro oásis no deserto: Termas de Puritama. Localizado a 3.500m de altitude de San Pedro do Atacama, o lugar conta com piscinas abastecidas por águas que brotam do lençol freático a uma temperatura de 33 graus e são indicadas para diversos tratamentos corporais, ou seja, o lugar ideal para você relaxar e descansar depois de longos dias de caminhadas. As piscinas termais ficam a apenas 30 minutos do centro de San Pedro do Atacama, o trajeto é feito em estrada de terra e quase todo ele é de subida. Por se tratar de um passeio de meio dia, muitos viajantes programa-se para visitar as termas no período da manhã e deixam a tarde livre para outro passeio “half day”. No entanto, por indicação do nosso “concierge de expedições” do Tierra Hotelfizemos um roteiro um pouco diferente e incluimos um Trekking pelo Guatin antes de chegar as famosas termas. Havia passado de carro, no dia anterior, pelo Guatin e os cactus gigantes e fiquei apaixonada pelo visual! Foi a desculpa perfeita para combinar os dois passeios. Abaixo compartilho todos os detalhes para vocês:

    Começamos o dia bem cedo com um super café da manhã oferecido pela equipe do Tierra Hotel. O transfer estava marcado para sair as 08hs e pontualmente embarcamos para a primeira etapa do nosso dia. Como de costume, o motorista do hotel nos deixou no ponto de partida do trekking e de lá seguimos pelos 7km até as termas de Puritama. O visual do começo da trilha é fascinante: um canyon localizado no Guatin a beira do rio Puritama. Durante todo o trajeto seguimos o curso do rio e a trilha é repleta de subidas e descidas em pedras. O mais interessante do caminho é poder observar a biodiversidade do local. São milhares de plantas centenárias, lugares totalmente secos e, claro, a principal atracão – os cactus gigantes. Alguns chegam a altura de dez metros e possuem milhares de anos. A caminhada tem duração total de 2hs e considerada nivel intermediário, por conta das pedras.

fixedw_large_4x Treking_Guantin_Atacama-3 Treking_Guantin_Atacama-7

    No final do trekking Guatin chegamos em uma área repleta de Cola de Zorro, uma planta típica da região que se assemelha ao trigo e tem um visual bem natural. E é nesse ponto que começam a aparecer as primeiras piscinas das termas de Puritama. O lugar, construído pelo hotel Explora, tem uma ótima infra-estrutura (comparada a outras atracões do Deserto do Atacama) e conta com um refeitório, banheiros e estacionamento. Uma dica é aproveitar as ultimas piscinas, as primeiras são reservados para os hóspedes do hotel e normalmente são mais movimentados, para ter mais tranquilidade. 

_DSC6148

_DSC6100 _DSC6098

_DSC6136No fim do passeio, seguimos até um mirante próximo ao estacionamento para tirar algumas fotos das piscinas. 

Informações adicionais 

Quanto custa | Caso você programe o passeio com uma agencia de San Pedro do Atacama, o valor médio do transporte até o Termas de Puritama custa CLP 10.000 e praticamente todas as agências oferecem o mesmo preço. A entrada para o parque tem um custo adicional por ser uma área preservada, valor médio CLP 9.000.

Quando ir | O passeio está disponível todo o ano. 

O que levar | Para realizar o trekking é indicado levar roupas de caminhada, um tênis apropriado, boné, óculos de sol e a inseparável garrafa de água. Na mochila, incluir uma muda de roupa extra, protetor solar, roupa de banho e uma toalha para quem quiser aproveitar as piscinas termais. 

E aí, viajantes, gostaram da serie de posts da nossa viagem ao Deserto do Atacama? Confesso que da uma saudades do lugar..

PS. Bon Voyage!

3º dia Atacama – Geisers Del Tatio

_DSC6031   Eram 4:50hs da manhã quando o despertador tocou para começar mais um dia no Deserto do Atacama. O terceiro dia era o mais aguardado do roteiro, afinal iríamos visitar os famosos Geisers del Tatio. Um passeio aclamado por todos os visitantes do Deserto do Atacama e que surpreende pelo seu fenômeno natural: um campo geotérmico repleto de “piscinas naturais” que em determinado momento entram em erupção devido as altas temperaturas do solo expelindo um vapor d’agua que pode chegar até 80 metros. Sim, parece até algo sobrenatural, mas faltou um detalhe importante: para isso acontecer é preciso ter uma temperatura ambiente bem baixa.

_DSC6026

    O tour para os Geisers del Tatio começa muito cedo, por volta das 06hs da manhã e, isso é necessário para acompanhar o inicio do fenômeno e o momento que o sol nasce. No entanto, além do horário, o passeio é considerado um dos mais crueis por conta do trajeto repleto de curvas e a altitude de 4480m. Pra se ter uma ideia a cidade de San Pedro do Atacama está a 2200m do nível do mar. Mas depois de alguns dias no Deserto, todas as recomendações são colocadas em prática: beber bastante água durante o caminho, não comer muito pela manhã e, claro, estar muito bem agasalhado.

    O clima no Deserto do Atacama pode variar muito, os meses mais frios são entre Junho e Agosto e o restante do ano possui temperaturas agradáveis intercaladas com períodos de chuva. No entanto, o termômetro espanta turista no Deserto são os Geisers Del Tatio, afinal durante o inverno a temperatura pode chegar até -15ºC. Visitamos o local durante o mês de Abril e posso dizer que a temperatura estava agradável, apenas 5ºC.

_DSC5962

    Caminhar pelo campo realmente impressiona, são cerca de 80 geisers espalhados em uma grande área. Alguns soltando uma pequena quantidade de vapor e outros com um jato que chegava a 20 ou 30 metros de altura. Mas em alguns minutos a situação se invertia e aquele géiser adormecido, começava a soltar uma grande quantidade de vapor e água. Confesso que fiquei impressionada ao ver o sol transformando a paisagem. A beleza é realmente indescritível. É diferente, bonito e mágico ao mesmo tempo. 

_DSC6010

    Na parte final do parque,  existe uma piscina natural, onde você pode tomar um banho e existem alguns vestiários disponíveis para se trocar, mas cuidado com suas coisas, uma vez que não existem armários para guarda-lás, assim evite levar objetos de valor, muito dinheiro e documentos, especialmente o passaporte.

    Após uma hora de caminhada, o Tierra Hotels serviu um café da manha completo para todos os visitantes. O clima já estava mais agradável e ficamos ao lado de uma piscina natural com água quente e cristalina: a água estava a uns 40ºC e a superfície coberta por algas .

_DSC6042

Informações gerais: Geisers El Tatio

• Aos que fecham a viagem com uma agência de viagem é necessário pagar um valor de $5.000 pesos chilenos a entrada no El Tatio. 

• E recomendado ir no banheiro logo na entrada, pois o campo não possui nenhuma estrutura.

• Frio: vá bem protegido para o frio. Se não tiver roupas especiais para baixas temperaturas, não deixe de colocar várias peças uma sobre a outra. Mais de uma meia, luva, gorro e uma jaqueta corta vento ou similar é super indicado. 

• Leve água, óculos de sol, boné/chapéu, roupa de banho e toalha (para o banho da piscina termal).

Acompanhe os outros posts aqui:
  • Primeiro dia no Deserto do Atacama (aqui)
  • Um oásis no Deserto: Tierra Hotel (aqui)
  • Segundo dia no Deserto: Lagunas Altiplânticas (aqui)

PS. Bon Voyage!

2º dia Atacama – Lagunas Altiplânticas

    No Deserto do Atacama acordar cedo é questão de sobrevivência e descobrir as mais belas paisagens durante o nascer do sol é a recompensa. Seguindo essa regra, o cronograma do nosso segundo dia no Atacama não poderia ser diferente! Logo pela manhã (leia-se as 06AM) já estávamos prontas e com muitas camadas de roupa (dica para quem sai cedo do hotel) saboreando o impecável café da manhã oferecido pelo Tierra Hotels. A saída do grupo estava prevista para as 06h30min e a nossa próxima parada: Lagunas Altiplânticas. Esse passeio, considerado “full day” (dia inteiro), tem duração de sete horas no total, contando o tempo de deslocamento e almoço no local e, é uma ótima opção de tour para o segundo dia no Deserto do Atacama. Após a aclimatização do primeiro dia, as altas altitudes são encaradas de uma forma bem mais saudável.  

_DSC5829

    Localizada a 100km de San Pedro do Atacama, na Reserva Nacional de Los Flamencos, as lagunas ficam a uma altitude de 4.000 metros, algo que torna o trajeto um pouco mais demorado do que o habitual. A estrada que conduz às Lagunas Altiplânicas é linda, passa pelo Salar de Atacama, por alguns povoados, por pastores com seus rebanhos, por bandos de vicunhas e isso tudo sempre emoldurado por vulcões e planícies de pedras vulcânicas. 

    Depois de quase duas horas de trajeto e a uma altitude de 3.800 metros surge a Laguna Tuyaito. Impossível conter o suspiro. Uma lagoa quase branca, repleta de sal e encravada no meio de altas montanhas com os picos nevados. Para chegar até o local é preciso caminhar um pouco mais de 20 minutos e, nesse momento, o casaco corta vento ajuda a conter o forte vento frio que sopra na lagoa. A energia que emana daquela região é impressionante. Dá vontade de sentar e ficar horas observando a beleza da paisagem. Muitas pessoas já estavam no local e a unica missão é conseguir a melhor foto para uma grande recordação!

_DSC5869 _DSC5862 _DSC5848 _DSC5845

    A seguir outra lagoa ainda mais impressionante – Águas Calientes. Muito sal. Um chão tão branco que até parecia coberto de neve. E, o melhor, o almoço preparado pelo hotel seria servido ali, às margens daquele cenário hipnotizante. Um dos melhores almoços do Atacama. Não exatamente pela comida, mas pelo contexto. É um lugar perfeito para meditar. Portanto, quanto menos gente por perto, melhor. A paz invade a alma de uma forma que não dá para descrever. Por sorte, eramos apenas dois com o guia, afinal o lugar pede serenidade. Lembrando que a Reserva Nacional dos Flamencos ainda conta com as Lagunas Miscantis e Meniques, no entanto, por uma questão burocrática o Tierra Hotels não passa por lá, apenas pelas mencionadas no texto. Outro ponto importante: quem faz esse passeio por agência precisa pagar uma taxa, valor médio 5.000 pesos/por pessoa, para entrar na reserva – uma prática de conservação bem comum no Atacama. 

_DSC5874 _DSC5881 _DSC5892 _DSC5896

    Nosso dia terminou com uma caminhada noturna pelo Valle de La Luna e de La Muerte. Esse passeio, oferecido exclusivamente pelo Tierra Hotels, é para observar o incrível céu estrelado do Atacama. Por sorte, era noite de lua cheia que deu um toque especial ao tour. 

    No próximo post comento sobre o nosso terceiro dia no deserto do Atacama!

PS. Bon Voyage!