Tag: dicas de passeio

TOP 10 atrações – NYC

    “When you live New York you ain´t going anywhere” (Quando você deixa Nova Iorque você não vai a nenhum lugar). Essa frase, de um autor desconhecido, representa a paixão despertada por todos que conhecem a cidade. Nova Iorque é completa, com muitas coisas para ver e fazer e, impossível de se realizar em uma única viagem. Sempre que a visito, tenho em mente conhecer lugares desconhecidos, esses descobertos através de dicas de amigos, moradores e até de taxistas. Porém, há algumas atrações que não deixo de visitar como: Metropolitan Museum, Highline, Central Park, Eataly, Chelsea Market.

Abaixo, listo algumas dicas de passeios e atrações que considero interessantes:

  • Roosevelt Island tramway

Esse “bondinho” conecta Manhattan à ilha de Roosevelt. A emoção do passeio está na travessia, por cima do rio Hudson, devido à belíssima vista. O percurso demora, no máximo, dez minutos e o passageiro tem a opção de descer para conhecer a ilha. A estação fica a poucos passos da loja de departamentos Bloomingdales e o pagamento pode ser feito com o Oyster Card, cartão do metro.

Mapa bondinho

IMG_3069

  • Apresentação Woody Allen – The Eddy Davis New Orleans Jazz Band

Toda segunda feira, às 20h45min, a banda de jazz The Eddy Davis New Orleans se apresenta no icônico hotel Carlyle. Até então, a noticia não é tão bombástica a não ser pelo fato que o trompetista do grupo é o famoso diretor Woody Allen. A temporada de 2014 teve inicio em Janeiro e a última apresentação ocorre em 16 de Junho. O valor da entrada não é muito amigo, USD 145,00 por pessoa, mas vale a experiência. (SITE OFICIAL)

  • Musical Broadway: The Book of Mormon (Eugene O’Neill Theatre)

Consegui ir neste espetáculo somente em Londres, pois quando fui comprar, em Nova Iorque, os ingressos já estavam esgotados há muito tempo. Vencedor de diversos Tony´s, o teatro supera todas as expectativas por seu humor irônico e afiado. A temporada encerra em Novembro de 2014.

  • Rooftop – The Gansevoort 

Ótimo programa para final de tarde ou também para os maridos que aguardam (calmamente) as esposas nas compras do Meatpacking. A variedade de rooftop em Nova Iorque é reconhecida mundo afora e o meu favorito é do hotel The Gansevoort. O happy hour começa por volta das 17hs e a vista do por do sol é espetacular.

  • Chelsea Market – Creperie Suzette

O Chelsea Market está na minha lista de lugares que sempre visito em Nova Iorque. O prédio era a antiga fábrica de bolachas Oreo e foi inteiro revitalizado, preservando sua arquitetura original. Hoje é um dos lugares mais “cool” de Manhattan, lá você encontra de tudo: o famoso restaurante chinês Buddakan e o japonês Morimoto, a Antropologie e a loja de acessórios para cozinha.

foto

  • Brooklyn Bridge

Passear pela a Brooklyn está entre as atrações mais conhecidas do Financial District. Porém, esse passeio ficou mais completo de uns tempos para cá e visitar o Brooklyn Bridge Park virou parada obrigatória. O parque possui uma das melhores vistas de Manhattan e muito concorrido aos finais de semana.

  • Governador´s Island

A Governor’s Island é uma pequena ilha localizada ao extremo sul de Manhattan que abre aos visitantes apenas durante o verão e início do outono às sextas, sábados e domingos. A melhor forma de chegar à ilha é de Ferry, na estação Battery Maritime Building (ao lado do Battery Park) e demora pouco mais de 20 minutos. Uma das melhores formas para explorá-la é de bicicleta, pois não é permitido o uso de veiculo nas redondezas. O que vale visitar é a casa do governador, as apresentações de rua e uma feirinha de antiguidades. Após o passeio, minha dica é continuar pelo Brooklyn. Há um ferry que conecta a ilha ao Pier 6.

  • Central Park

Uma das atrações mais aguardadas, durante o verão, em Nova Iorque é o “Shakespeare in the Park”. O palco das apresentações é o Delacorte, celebre teatro público ao ar livre no Central Park. Neste ano, o musical “Much Ado About Nothing” comecará a ser exibido a partir do dia 03 de Junho até 06 de Julho. Os ingressos são gratuitos e distribuídos, dois por pessoa, no teatro no dia do show. Uma alternativa, para adquirir os ingressos de forma online é através do site www. Shakespeareinthepark.org. Porém, a inscrição não é garantia, pois é realizado um sorteio virtual.DSC01664

PS. Bon Voyage!

Dicas de passeio – Isla Saona + Casa de Campo

isla saona

    Muitas pessoas relacionam Punta Cana a uma ilha com diversos resorts all inclusive. De fato, isto é bem característico. São mais de 50 resorts com tudo incluso, dentre eles, muitos de bandeiras mundialmente conhecidas. Porém, o curioso é que a única premiação que a República Domicana possui, na balada lista World Travel Awards, é pelo hotel, não all inclusive, Casa de Campo. Por seis anos consecutivos, o hotel assume a primeira colocação na categoria melhores resorts de golfe. Obviamente, com um marido golfista, esse passeio seria adicionado a nossa programação. Porém, não existe nenhum pacote fechado para ir até o local. Alugar carro é inviável, idem ao preço da corrida de taxi, R$ 180,00 por trecho. E nesse momento que afirmo que a logística em Punta Cana não é muito fácil.

    Algo também comum entre os resorts é a presença de um espaço com várias agências de viagem. No nosso hotel, Hard Rock, a agência Marinarium é um das mais procuradas. Foram eles que aceitaram a proposta de combinar um passeio a Isla Saona com a marina Casa de Campo. O nosso transfer nos buscou no hotel, por volta das 08hs, com destino à baía de Bayahibe (de lá partem todos os passeios para as ilhas Saona e Catalina). No caminho, buscamos o nosso guia Pedro, que ficou conosco durante todo o dia. Chegando a baía, pegamos uma lancha com destino a ilha Saona. O dia não estava muito bonito, mas para nós o passeio estava fantástico. Primeiro paramos para conhecer as piscinas naturais e foi nosso primeiro contato com o mar do Caribe. Não fazia sol, porém a água era quente e cristalina. O nosso tempo de mergulho foi de 30 minutos e tínhamos apenas uma missão: encontrar estrelas-do-mar. Ao nosso redor, muitas embarcações e catamarãs atracam no local em buscas das mesmas. De lá, partimos para a paradisíaca ilha Saona. O lugar é realmente muito bonito, ótimo para mergulho e repouso. Em nosso passeio não estava incluído o almoço no buffet, portanto foi nessa hora que zarpamos rumo à marina Casa de Campo.

DSC03155 DSC03174 DSC03184 DSC03199

    Localizado no distrito de La Romana, o complexo Casa de Campo abriga uma marina, restaurantes e lojas, condomínio de casas, campo de golfe, uma vila chamada Alto de Chavón e o hotel. Chegando ao local, a Plaza Portofino possui várias opções de restaurantes, todos com uma leve tendência a culinária italiana. Nós almoçamos no restaurante Pepperoni, pratos saborosos e atendimento aceitável. Ainda na vila, não deixamos de provar o gelato italiano da única sorveteria.

DSC03208 DSC03215

DSC03248DSC03222 DSC03225 DSC03228 DSC03231 DSC03242No final do dia, o nosso guia nos levou para conhecer a praia do complexo. A Playa Minita, é pequena e muito reservada. Quem não for hospede, também pode visitá-la. é cobrado uma taxa de US$ 25,00 por pessoa e a recepcionista indica trazer sua própria toalha. No local, o restaurante pé na areia Le Cirque, versão beach Club da matriz em Las Vegas, faz o serviço de praia. No menu, drinks refrescantes e pratos com comida mediterrânea.

DSC03256 DSC03264

    Falei no início do post que fizemos esse passeio com a agencia marinarium. Não existe um preço tabelado  do pacote e foi cobrado US$ 200,00, por pessoa. Estava incluso: serviço de tranfer, lancha exclusiva (capacidade máxima 10 pessoas), guia local e taxa para visitar a isla Saona. Comparado ao passeio VIP da Isla Saona sairia praticamente o mesmo valor, com uma diferença da visita ao complexo Casa de Campo. Acredito que valeu pelo custo benefício, foi um dia completo de lazer e diversão.

PS. Bon Voyage!