Tag: dicas de roteiro

Roteiro Paris – Museu do Louvre a St. Germain

    Paris faz parte do imaginário das pessoas. A cidade está sempre associada a diversos temas, como: moda, sofisticação, romantismo, entre outros. De fato, a capital francesa é multifacetada e pode se adequar a todo tipo de viagem, seja com amigas, casal ou a trabalho. Visitei Paris pela primeira vez em 2008, ano que morei em Londres e tive a oportunidade de conhecer alguns países vizinhos. Naquela época, o meu roteiro de cinco dias incluía praticamente todos os pontos turísticos, uma programação frenética. Voltei recentemente com o meu marido e fizemos passeios mais livres, sem cobrança de horários ou pressa para completar o cronograma do dia. Acredito que a melhor forma para elaborar um roteiro mais “leve” em Paris é dividindo-o por região. Todas podem ser percorridas a pé ou de bicicleta.

Roteiro St. Germain

Roteiro 1 dia_Paris

    Um dos lugares mais charmosos e agradáveis de Paris é o bairro de St. Germain. Próximo ao rio Sena,o local é arborizado e repleto de restaurantes e cafés. Além disso, as lojas mais descoladas possuem endereço fixo no distrito. Para chegar ao local, minha sugestão é iniciar o roteiro pelo Museu do Louvre. O local é um símbolo de Paris e um dos museus mais frequentados do mundo, a estimativa é de 8 milhões de visitantes anuais. A visita ao museu já começa de forma imponente, com a pirâmide de vidro dando as boas vindas aos apreciadores de arte. A caminhada começa após a primeira parada e todo trajeto é realizado a beira do Rio Sena. A travessia, para o outro lado do rio, pode ser feita pela Pont des Arts e em pouco menos de vinte minutos de caminhada você já avistará o próximo destino, catedral de Notre Dame. A catedral é uma das mais antigas de Paris e considerada uma obra prima da arte gótica. A catedral fica na charmosa Île de la Cité, considerada o marco zero de Paris, e ostenta vitrais originais do século XIII. Quem visita a Notre Dame ainda tem a possibilidade de subir em seu topo e apreciar sua bela vista.

Notre Dame

    A próxima atração deste roteiro é o Panthenon, local onde descansam os mais célebres nomes da história Francesa. O monumento histórico é um dos grandes pontos turísticos de Paris e vale a pena ser visitado. A poucos metros de distância está o Jardim de Luxemburgo. O local é considerado o maior parque público de Paris, seu interior possui mais de cem estátuas, monumentos e chafarizes. Durante o fim de semana, seu lago central recebe diversos veleiros de controle remoto e vira a grande atração da criançada.

DSC02152 DSC02159

    O destino final desse roteiro é o Cafe Flores, em St. Germain. Uma mistura de bistrô/café ícone dos tempos boêmios do bairro. O local oferece um cardápio genuinamente francês e possui ótimo atendimento. Optei por este restaurante, no entanto são diversas opções no bairro (confere a lista AQUI). Próximo ao café, localizam-se diversas lojas de ruas como a icônica britânica Burberry, Emporio Armani, Zara, Kenzo, Gap, entre outras. Outra atração do bairro é a farmácia City Pharma. O local está sempre lotado e possui uma variedade de dermocosméticos imbatível.

PS. Bon voyage!

Londres – Roteiro 2º dia

    O Sanctum Soho fica a uma quadra da charmosa rua Carnaby St. Já comentei sobre ela AQUI e além de lojas e restaurantes, o local possui uma filial da padaria mundialmente conhecida Le Pain Quotidien. Nosso café da manha, do segundo dia, começou por lá. Seguindo o mesmo conceito das outras franquias, o local oferece a tradicional cesta de pães orgânicos, chocolate quente e parfait de iogurte (é sempre o meu pedido).  As lojas ao redor do hotel abrem a partir das 09:00hs e iniciamos nosso dia por lá.

 Regent St.

    Picadilly é uma praça circular que liga Londres a muitos lugares ideais para lazer e entretenimento, restaurantes, bares, teatros e lojas. Uma loja importante na praça é a Lily White, sao mais de seis andares dedicados a itens esportivos. Porem, a rua imperdível de compras é a Regent St. Diversas marcas mundialmente conhecidas têm sua flagship store no local. A primeira loja da Apple, fica lá. Alem de lojas como Zara, Mango, Tommy Hilfiger, Banana Republic, Jaeger, Calvin Klein, Ferrari, H&M, Levi’s, Benetton, Hugo Boss, Lacoste, L’Occitane, Hollister Co, Nike, Zara, Ted Baker, Topshop, Timberland, Gap e Burberry.

DSC02006 Oxford Street

    É a rua mais democrática para compras. Indicada aos que buscam preços mais acessíveis nas lojas fast fashion ou para quem procura itens mais luxuosos. Logo na saída do metro Oxford Circus, esta a flagship da Topshop, com mais de 8.000 m2, é considerada a maior loja de moda high street do mundo. Minha dica é separar uma hora para explorar bem o local! Na rua também tem lojas da Zara, Acessorize, H&M, Urban Outfitters, Aldo e a famosa loja de departamento Selfridges.  No final da rua esta a Primark, loja com preços reduzidos.

 Bond St

    Local com as lojas mais exclusivas de Londres. Quem visita a rua, encontra uma das melhores seleções de lojas de luxo. Marcas como Chanel, Cartier, Dior, Hermes, Miu Miu e Prada possuem flagships na Bond St.

L1020980

     Após caminhar por todas as lojas, já estávamos próximo ao The Mall, rotatória que conecta o Palácio de Buckingham e o St. James’s Palace. É no palácio que ocorre uma das cerimomias mais tradicionais de Londres – troca da guarda. O evento ocorre sempre às 11:30hs, diariamente de maio a julho e em dias alternados no restante do ano. Depois, seguimos para a estação de metro St. James Park e nossa próxima parada era a estação de metro Knightsbridge. Do Brasil, já havia reservado nosso almoço no Bar Boulud pelo site Top Table. O restaurante localiza-se no hotel Mandarin Oriental, ao lado do Hyde Park e da loja de departamento Harrod’s. O conceituado chef Americano Daniel Boulud, oferece em sua filial britânica, as especialidades da gastronomia americana. Portanto, não estranhe encontrar hambúrguer no cardápio.

DSC02026 DSC02029

     Um dos lugares mais característicos de Londres é o bairro de Camden Town. Você pode visitá-lo qualquer dia da semana, porem somente aos finais de semana que todas as lojas estão abertas. A região é famosa por seus mercados que vendem absolutamente tudo: comidas, roupas, acessórios e antiguidades. Aos domingos, ocorre uma feira ao ar livre. A melhor forma de chegar ao local é de metro, estação Camden Town.

DSC03933 foto-8    Meu segundo dia, em Londres, terminou no Prince of Wales Theatre, próximo a Piccadilly Circus. É neste teatro que a peça The Book of Mormoon está em cartaz. O musical faz uma sátira inteligente entre o fanatismo da religião Mormon e a condição de pobreza de Uganda. Os ingressos são super concorridos e me antecipei comprando pelo site do Ticketmaster.

E ai, viajantes, gostaram das dicas do segundo dia do meu roteiro? Amanhã tem mais!

PS. Bon Voyage!

 

Londres – Roteiro 1º dia

    Em minha última viagem a Londres, optei ficar hospedada no bairro Soho. Bem localizado, fica a poucos metros das principais atrações turísticas da cidade. Além disso, localiza-se na região das famosas ruas de compras Piccadilly Circus, Oxford St e Regent St. O hotel escolhido foi o Sanctum Soho, pequeno e intimista. Seu conceito boutique é logo identificado pela decoração moderna e serviço despojado. Fiz a reserva pelo site booking.com e achei ótimo o custo beneficio. Fiquei no total de quatro dias, sendo que o primeiro só consegui fazer passeios no período da tarde. Abaixo fiz um resumo do meu primeiro dia na cidade.

Sanctum-SohoSanctum-Soho 2     Após deixar as malas no hotel, fomos direto para o The Wolseley, na Piccadilly Circus. O restaurante possui um dos melhores afternoon tea da cidade, disponível das 15:00hs as 18:30hs. Para quem não sabe, o chá da tarde em Londres é bem tradicional. A refeição consiste em sanduíches variados, frutas da estação e algumas pâtisseries (conforme o local). O valor por pessoa sai em torno de £23.75, por pessoa.

foto    Depois, seguimos para a estação de metro Green Park e nossa próxima parada era a estação de metro Westminster. Lá é ponto de encontro do walking tour que nos levaria para conhecer a famosa igreja de Westminster. Para explorar bem o lugar, a dica  é fazer o passeio com a London Walks,  empresa familiar que oferece caminhadas guiadas pela cidade. Trata-se da companhia de walking tour mais antiga e a premiada do mundo. São diversas opções de tour a pé e custa apenas £9,00, por pessoa. Lembrando que não precisa agendar com antecedência. Basta chegar na hora certa ao ponto designado no site, do lado de fora de estações de metrô pré determinadas, e procurar pelo guia, que terá um panfleto branco com “London Walks” escrito na frente.

WestminsterDSC03179    O tour teve duração de uma hora e após isto seguimos para London Eye – A famosa roda gigante com a mais bela vista da cidade. Durante o verão,  o local fica aberto até as 21:30hs, ótima opção para quem não teve tempo de conhecer a roda  gigante durante o dia.  É possível comprar ingresso standard para este voo noturno £17,28.

DSC04205DSC04203     Do Brasil, já havia reservado nosso jantar no Hakassan pelo site Top Table. O restaurante especializado em gastronomia oriental é um dos mais famosos da cidade. Sua fama é bem compreensível pela explosão de sabores que o local proporciona ao cliente. O serviço é bem eficiente e conforme fica mais tarde, a música aumenta e o ambiente torna-se ainda mais jovem e moderno.

    Amanhã tem o roteiro do segundo dia em Londres, não percam!

PS. Bon Voyage!

East London – Passeio em Greenwich

    É muito comum, em Londres, você encontrar dias nublados no período em que estiver visitando a cidade. Morei no verão e, mesmo com as temperaturas elevadas, casaco e guarda-chuva eram os meus companheiros diários. Bom, mas por que estou falando sobre o clima? Porque, em Londres, você encontrará qualquer tipo de programação, independente do mês em que estará na cidade. Para dias frios e chuvosos, há diversos museus, pubs e lojas de departamento para entreter o viajante e, no calor, passeios ao ar livre como parques e praias.

    A minha dica de hoje é destinada aos dias ensolarados e uma opção para conhecer alguns dos diversos meios de transporte que a cidade oferece: barco e bondinho.

DSC03858 DSC03414

    O passeio começa cedo, na parte leste de Londres, precisamente na estação St. Paul. À frente, estará a Millenium Bridge, desça sentido ao museu Tate Modern. O local é uma atração à parte e vale a visita a uma das suas diversas salas com exposições de arte moderna. Após isso, embaixo da ponte, você pode pegar um catamarã e fazer um passeio pelo Rio Tâmisa com destino a Greenwich.  O trajeto é bem rápido e passa por baixo da London Bridge. Chegando lá, não deixe de conhecer o National Maritime Museum e o observatório Real de Greenwich, composto pelo marco do meridiano 0°0’0”. Depois disso, vem a dica de um transporte que eu particularmente adoro (bondinho). Já dei dicas sobre o transporte em NYC (Está no instagram, segue lá @ps_bonvoyage) e agora Londres! Aberto em Junho de 2012, ano das Olimpíadas, o transporte liga as duas margens do rio Tâmisa. Chamado oficialmente de Emirates Air Line, o bondinho cruza, em aproximadamente cinco minutos o rio, e podem ser pagos com seu Oyster Card os trajetos de ida e volta. Após tudo isso, hora do almoço! Uma opção é ir à estação de metro North Greenwich (linha cinza) e descer na próxima Canary Wharf. A poucas quadras,  fica o Jamie´s Italian, restaurante do respeitado chef Jamie Oliver.

DSC04163 DSC04161 DSC04170

Emirates Air Line Mapa emirates

PS. Bon Voyage!

London Calling

DSC03446

    Minha imparcialidade para escolha de destinos é colocada à mostra quando alguém me pergunta sobre Londres. Dizer que é a minha cidade preferida no mundo é muito audacioso, afinal tenho uma longa lista de novos destinos a serem explorados. Mas uma coisa é fato: são poucos os lugares que me fazem sentir tanta admiração. A educação do seu povo, a diversidade entre os bairros, sua história, a monarquia, a organização dos transportes e a cultura musical me encantam cada vez mais.

Essa relação começou em 2010, quando escolhi a cidade para realizar um intercâmbio cultural. Meu objetivo era aprender inglês e, principalmente, vivenciar novas experiências . Fiz um programa bem intenso na escola Kaplan, localizada no bairro de Covent Garden, centro de Londres. A programação consistia em 20 aulas por semana durante três meses. O intercâmbio foi agenciado pela CI, empresa líder de cursos no exterior do Brasil. Com isso, tive a oportunidade de ficar em uma casa de família e vivenciar ainda mais a cultura. Além das aulas, o programa possui muitas atividades fora da sala de aula e acredito que isso contribuiu ainda mais no meu aprendizado. Voltei recentemente para Londres com o meu marido e, antes de compartilhar o meu roteiro, vou falar sobre os meus lugares favoritos na cidade.

  • Bairro Covent Garden

Esse bairro está em permanente mudança. Agrada a todo tipo de pessoa por sua diversidade e possibilidades. Lá você encontrará os pubs mais descolados, a maior loja da Apple do mundo, diversos teatros e os badalados restaurantes: Fifteen do Jamie Oliver, Balthazar, filial de NYC e L’Atelier de Joel Robuchon. Além disso, o Covent Garden Market é parada obrigatória – antigo mercado de comida que possui lojas de roupa, decoração e cafés. A melhor forma de chegar ao local é via metrô, a estação possui o mesmo nome do bairro.

DSC03454

  • Canarby Street 

Descobri essa rua ao acaso, em uma das minhas andanças por Londres e foi paixão à primeira vista. Muito associada ao mundo da moda, música e arte ficou famosa nos anos 60 pela concentração de artistas. Paralela à Regent St oferece um mix de lojas mais descoladas e a famosa Liberty Store (loja de departamento).

  • British Museum

Sem dúvida, é o museu mais impressionante de Londres. Pelo quarto ano consecutivo, o Museu Britânico foi a atração mais visitada do Reino Unido e esse título só reforça minha observação. Com mais de 13 milhões de peças em seu acervo, retrata a história da civilização mundial.

DSC03473

  • Nothing Hill

Mundialmente conhecido pelo filme “Um lugar chamado Nothing Hill”, o bairro tem um atrativo a mais, a famosa feira de antiguidades – Portobello Market, que acontece aos sábados na rua em que lhe nomeia. Em minha última passagem pelo bairro, aluguei uma bicicleta da Barclays (na rua) para andar sem rumo.

  • Camden Town

É impressionante a diversidade entre os bairros de Londres. O Camdem Town, com certeza, é o mais alternativo. Na Camden High Street, você encontrará lojas de artigos variados, estúdios de tatuagem, pubs e restaurantes. A famosa ponte de Camden Lock é o marco onde começam as feiras vintage do bairro.

  • Brunch Harrod´s

A suntuosa Harrod´s possui o titulo de maior loja de departamento da Europa.  Localizada no bairro de Knightsbridge, são mais de 330 lojas espalhadas em sete andares. O Food Hall é o mais visitado devido a variedade de alimentos. Se optar em fazer um programa diferente, desfrute do afternoon tea servido no Georgian Restaurant.

DSC03971

  • Serpentine Gallery

Como um legítimo europeu, os britânicos adoram ir a parques no verão e Londres possui uma infinidade. Para eles, é um momento de descanso, almoço, confraternização e esportes ao ar livre! Para nós, viajantes, além de tudo isso, gostamos de contemplar uma bela paisagem. O Serpentine é um dos destaques do Hyde Park (maior parque de Londres), que possui uma ampla galeria de arte e restaurante.

1

PS. Bon Voyage!