Tag: luau

The Kodak Hula Show

vovo havai    “Costumávamos viajar para os nossos destinos sem reservar hotéis. Naquela época, isso era muito comum, pois só tínhamos essa opção via agência de viagens. Meu marido gostava de chegar ao destino e bater de hotel em hotel à procura de hospedagem. Era uma tradição em nossas viagens, mas na verdade eu acredito que ele fazia isso por puro divertimento. No Havaí, nossa missão foi relativamente mais fácil, pois havia pouquíssimas opções na orla. Paramos na porta de um prédio muito moderno (um dos únicos), pé na areia e meu marido resolveu descer. Alguns minutos depois, ele voltou muito feliz, pois havia encontrado vaga na primeira tentativa. O Hotel Sheraton foi o escolhido, com quartos grandes e espaçosos.

    Fiquei encantada com a ilha do Havaí. Nas ruas, homens e mulheres andavam com roupas floridas. Era um costume local confeccionar camisas e vestidos do mesmo tecido. Algumas famílias estendiam essa tradição para os filhos. Todos ficavam iguais, algo bem engraçado. Para se locomover na ilha, as opções eram buggy ou bonde. Nos alugamos um buggy para passearmos nas praias. Um dos pontos turísticos em que resolvemos parar foi o píer de Pearl Harbour. No local, muitas casas simples formavam um complexo de moradia para ex-soldados e enfermeiras que participaram da guerra. Nem sinal do espaço cultural que ha hoje no lugar.

     Em uma das nossas noites em Oahu, fomos assistir ao tradicional luau havaiano. Na época, o mais famoso era o The Kodak Hula Show, no Kapiolani Park. A marca fazia muito sucesso e patrocinava o show desde 1937. Não tinha muito glamour, tampouco jantares sofisticados. Todos os dançarinos eram nativos e estavam vestidos a caráter. Neste ano (2014), voltei para o Havaí com a minha família.  A cidade cresceu e muitos prédios surgiram ao redor da orla. Antigamente, o comercio se resumia apenas ao shopping Ala Moana e uma feirinha de artesanato. Hoje, houve uma invasão japonesa, logo capitalista na ilha. No entanto, uma coisa não mudou no Havaí: o respeito e a educação. A cidade ficou mais moderna, as pessoas não andam mais com roupas iguais, mas a hospitalidade ficou marcada para sempre na cultura desse povo”.

 PS. Bon Voyage!

Aha’aina – The Royal Hawaiian

waikiki   O luau é uma das celebrações mais tradicionais no Havaí. Para o povo havaiano, o evento tem um significado muito especial: é o momento de comemoração de acontecimentos felizes e importantes da vida. No princípio, o luau era chamado de Aha’aina. Uma festa que marcava um fato memorável, como a vitória de uma guerra ou a compra de um barco novo. Nos tempos modernos, o típico luau é celebrado entre amigos e familiares à beira mar, com frutas em abundância e música ao vivo. No entanto, o tradicional havaiano oferece alguns itens à mais, como comidas típicas e muitas apresentações de sua história. Em meu roteiro do Havaí, já havia programado participar de um jantar com luau. Pesquisando na internet, antes de reservar o ingresso, encontrei muitos hotéis que oferecem a festa em sua programação. No Hilton Hotel, é possível reservar o jantar para qualquer dia da semana, exceto sexta e sábado. Um dos mais procurados é o do Hotel The Royal Hawaiian, porém as apresentações ocorrem apenas na segunda-feira. O Polynesian Cultural Center (falei no outro post) oferece um dos melhores shows da ilha, com dançarinos nativos.

    Dentre as opções, escolhi participar do luau no hotel The Royal Hawaiian (no link tem informações de preços). Sabia que era um pouco mais caro, porém os comentários e pontuação no tripadvisor me estipularam. O pano de fundo é a praia de Waikiki e seu pôr do sol de tirar o fôlego. Cheguei ao saguão do hotel, por voltas das 20hs, no horário recomendado. A recepcionista entregou o ticket com o número da mesa e nos brindou com um delicioso coquetel de frutas (sem álcool). Meia hora depois já fomos convidados para entrar, tudo muito rápido e organizado. As  típicas dançarinas entregam os colares de flores (Leis) a todos os participantes. No Havaí, o colar tem o significado de amor e amizade. Inclusive existe uma lenda urbana à todos que colocarem o colar de flores na estátua, na praia de Waikiki, retorna ao Havaí.

DSC02471

    Sentamos em mesas longas, com diversas famílias. Ao nosso lado, uma família japonesa já comemorava o Ano Novo e presenteava seus familiares durante a festa. No jantar típico havaiano, é servido de entrada o Poi e Lomi Salmon (salmão enrolado com folhas) e Kalua Pig (porco assado em um forno subterrâneo). O prato principal era uma lagosta com carne e de sobremesa Haupia (pudim de coco com abacaxi). A comida me surpreendeu e tudo estava muito saboroso. As apresentações começaram após o jantar e contam a história da origem da ilha. Muitos momentos são representados: descobrimento pelo britânico James Cook, monarquia, fases da guerra e as danças hula hula. A noite fui maravilhosa e memorável. Recomendo a todos participar de um luau típico havaiano no Havaí. O respeito pelas crenças de seus antepassados é muito bem representado.

DSC02426 DSC02440 DSC02441 DSC02459

DSC02448DSC02460

PS. Bon Voyage!