Tag: portugal

Cascais e Estoril – Balneários portugueses

    Comentei no post anterior sobre Sintra, a cidade “interiorana” mais próxima de Lisboa. Devido a sua ótima localização geográfica, a capital portuguesa possui muitas cidades vizinhas e com isso, há vários lugares para visitar. Longe de qualquer comparação, o transporte público em Portugal funciona. As estradas são bem sinalizadas, o bondinho percorre todos os bairros e a malha ferroviária é extensa. Com isso, viajar para outras cidades é o grande atrativo dessa viagem e as curtas distâncias entre os pontos são uma boa alternativa para o descanso. Por exemplo, ao Norte, Porto e Coimbra estão a 2horas de Lisboa; ao Sul, o litoral Algarve está a 3horas e Estoril e Cascais, estão a 40 minutos. Hoje comento sobre essas duas cidades que possuem algo em comum: belas praias, águas transparentes e impressionantes falésias.

Cascais

    Durante o verão, ambas ganham o status de balneário. Mesmo quem não gosta de praia, a região litorânea é uma ótima alternativa para refrescar o roteiro devido ao clima mais úmido e fresco. A melhor forma de chegar as cidades é de trem, o “comboio” parte da estação do Cais do Sodré e o bilhete custa € 1,65. A viagem é uma linha reta e o trem despede-se da capital à beira-rio e acompanha os últimos passos do Tejo rumo ao Atlântico. A distância entre as estações é de apenas três quilômetros e quem se organiza, consegue conhecer as cidades no mesmo dia. Certamente, é indicado estender o roteiro no local e o viajante é recompensado com ótimos dias em uma região tranquila e agradável.

DSC01864

    Em Cascais, a principal atração é o Farol Museu de Santa Marta. O local proporciona uma vista exuberante de toda a vila e, uma ótima pedida, é caminhar por seu interior. A poucos passos do farol está uma das construções mais antigas da cidade, Casa da Guia com diversas lojinhas e restaurantes. O Museu Paula do Rego também merece uma visita, afinal expõe obras de uma das artistas portuguesas mais reconhecidas mundialmente. Falando em praia, a mais bonita é a praia do Guincho. Meca dos amantes do surf, o local é palco de diversos campeonatos da modalidade. Devido a sua localização, venta bastante e água mais fria. De um modo geral, o mar do Atlântico é bem frio exceto no Algarve, onde é possível entrar no mar.

   Um dos pontos mais favoráveis em uma viagem a Portugal é a gastronomia. Os visitantes desta região são brindados com ótimos restaurantes e bares à beira mar. Em cascais, seu centrinho histórico possui ofertas para todos os gostos e estilos. A lista começa pelo bem frequentado Gulli, especializado em pratos italianos, ao tradicional Dom Pedro I e o detentor de uma estrela michelin Fortaleza do Guincho.

Praia_do_Tamariz_-_Estoril

     No caso de Estoril, todas as atenções estão voltadas para o seu Casino. O local possui o título de maior casino da Europa e recebe milhares de visitantes por conta disso. A região possui um ambiente de Mediterrâneo no Atlântico, com ótimas praias, restaurantes a beira mar e um charmoso centrinho histórico. Para finalizar o dia, a dica é o restaurante Alcatruz. Um pouco afastado das principais atracões e indicado para relaxar após um longo dia de caminhada.

PS. Bon Voyage!

Sintra – Um charme português

    Localizada a apenas 31 quilômetros de Lisboa, a charmosa Sintra é um dos vilarejos mais próximos da capital. Com uma atmosfera interiorana e uma gama de estilos arquitetônicos, a cidade está listada como Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, desde 1995. Palácios, castelos e paisagens bucólicas emolduram a cidade e constroem uma viagem ao tempo da era real portuguesa. A melhor forma de chegar a Sintra é de trem. O transporte sai da estação do Rossio e leva cerca de 45 minutos até a estação final da cidade. O trecho completo, ida e volta, custa 3,50 Euros.

DSC01849    A estação ferroviária de Sintra está a aproximadamente 1km do centro e a partir da praça Augusta que saem todos os transportes para as atrações turísticas. Quem visita a cidade deve estar preparado para caminhar, em ruas de fortes subidas e descidas. Construída entre colinas, os principais monumentos encontram-se no topo e haja fôlego para explorá-los. É o caso do Palácio da Pena, uma das principais construções portuguesas. O local pode ser o ponto de partida do roteiro e disponibiliza uma exuberante vista da cidade. Próximo do local está o Castelo dos Mouros e Quinta da Regaleira. Além de possuir muitos elementos da época real, a cidade de Sintra se orgulha em ter o Cabo da Roca considerado o extremo da Europa Ocidental. O poeta Luiz Camões definiu o local como “onde a terra se acaba e o mar começa” e a imensidão do oceano deixa qualquer um enfeitiçado.

cabo da roca

DSC01852 DSC01858    Seu centro é enxuto e concentra algumas lojas de artesanato, um convite a distração e, restaurantes com a legítima gastronomia portuguesa. No caso de Sintra, o charme fica por conta da arquitetura das casas coloridas e elementos retrôs. A Rua das Padarias, na verdade a ladeira das Padarias, concentra os principais restaurantes e a minha dica é o Alcobaca – local com bom atendimento e preço justo. Porém, a visita não termina sem uma passada no café Piriquita. O lugar é um ícone da cidade e os travesseiros de Sintra são irresistíveis.

    A cidade pode ser explorada em apenas um dia, porém a minha recomendação é que você se organize bem antes de explorá-la. Sintra é pequena e chegar cedo é essencial para um dia proveitoso e prazeroso. Não esqueçam de ir com calçados confortáveis e muita água para hidratação.

PS. Bon Voyage!