Tag: Santiago

Guia de viagem – Santiago

Sabe aquele lugar que você tem orgulho em saber que faz parte da América do Sul? Essa é a minha sensação em toda vez que visito o Chile! Um destino apaixonante, para ser apreciado aos poucos, em mais de uma viagem e curtido sem pressa. O país tem um cenário único: de um lado está a Cordilheira do Andes e do outro o Pacífico e, desta forma, consegue oferecer diferentes paisagens em todo o seu território. Por lá é possível esquiar em belas estações de esqui, conhecer regiões vinícolas, se deslumbrar em paisagens cinematográficas e descobrir a terra do fogo no extremo sul do país. 

A porta de entrada principal é o aeroporto Arturo Merino Benitez, também conhecido como Pudahuel, e localizado a vinte quilômetros do centro de Santiago, capital e cidade mais populosa do Chile. Muitas companhias aéreas oferecem voos direto para lá: LAN & TAM, Gol e Skyairlines (cia aérea local). Sendo assim, dar uma esticadinha até o Chile está cada vez mais fácil! A vantagem é que não tem época certa para conhecer o lugar, pois não faltam atrações no verão ou inverno. Só é importante ter em mente que é recomendado começar o roteiro com pelo menos duas noites em Santiago, afinal porque não apreciar o que a capital tem de melhor antes de explorar outros pontos do país? Veja só as dicas:

Atrações

O charme europeu dita a arquitetura da capital chilena, Santiago, e por todos os lados é possível encontrar prédios históricos que remetem a colonização espanhola. A gastronomia chilena também sofre fortes influências de seus antepassados e em seus restaurantes típicos é possível encontrar muito peixe, empanadas e ensopados com carne de porco. No entanto, as atrações na cidade são das mais diversas, desde um passeio pelo mercado central, a museus e picos com belos visuais. A vantagem é que a maioria das atrações concentram-se no centro, sendo possível visitar grande parte a pé. Se for a sua primeira visita à cidade, não deixe de começar pelo clássico: Plaza de Armas e Catedral Metropolitana – dois ícones da cultura chilena. Outro ponto que está na lista de mais visitados em Santiago é o Palácio da Moneda – sede da presidência chilena e aberta ao público. Completou os principais pontos turísticos? Agora é hora de visitar alguns lugares bem interessantes. A nossa dica para o dia é coloque um sapato confortável, leve pouco peso na bolsa/mochila e caminhe bastante. Veja só o que não pode faltar:

A casa de Pablo Neruda é um dos principais museus de Santiago. Localizada no bairro da Bellavista (próximo ao Cerro San Cristóbal), foi construída em 1952 para celebrar o amor de Pablo por Matilde, a descabelada (la chascona), que foi sua última esposa. É uma construção dividida em 3 partes, unidas por escadas, caminhos e um belíssimo jardim. Além de funcionar como casa-museu, La Chascona também é sede da Fundação Pablo Neruda e da biblioteca do poeta. As visitas são todas guiadas e em janeiro e fevereiro são de terça a domingo de 10h a 19h, e de março a dezembro de terça a domingo entre 10h e 18h.

chile

chile 2

Provavelmente é aquele lugar que o amigo indica quando você fala que vai para Santiago! Localizado no topo da montanha, o Cerro de San Cristobal oferece visitas lindas da cidade e de toda Cordilheira dos andes. A maneira mais fácil de acessar é por um funicular que sai do terminal na Calle Pio Nono. A viagem dura dez minutos e quem não tem medo de altura terá uma visão privilegiada de Santiago. Depois que escurecer, evite descer o Cerro caminhando (antes de visitar o local informe-se dos horários no site oficial aqui).

Dica: Aos domingos o Cerro de San Cristobal costuma ser bem movimentado por conta dos ciclistas que sobem a serrinha de bicicleta!

chile 3

Assim como as principais capitais do mundo, em Santiago está localizado o maior prédio da América do Sul – Costanera Convention Center  (inaugurado em Agosto de 2015) e em seu topo tem um belo mirante aberto ao público. O Sky Costanera possui 300m de altura e uma vista vista panorâmica de 360º da cidade. A torre conta com dois elevadores, que, de última geração, levam até 45 pessoas do 1º ao 61º andar em apenas 40 segundos. No topo, o andar 61, constituído por paredes de vidro, abriga painéis que indicam os diversos pontos de referência que podem ser avistados; já o 62, acessado por escadas rolantes, tem como diferencial o teto: o céu, as nuvens e as estrelas.

chile 5

chile 4

## Para quem gostar de fazer um Walking Tour pelos principais pontos da cidade, a empresa Tours4Tips oferece caminhadas em grupo com duas saídas diárias (as 10hs e 15hs). O tour tem 3hs de duração e não tem custo (é gratuito) ##

 

Passeios

Visitar um vinicola em Santiago é quase que um tour obrigatório para quem visita o país andino! Pensando nisso, uma das melhores vinícolas, localizada a apenas 92 km do centro de Santiago, é a Matetic Vineyards. Com mais de 20 anos de tradição e administrada por uma família chilena, o lugar preza pela qualidade do atendimento aos visitantes e oferece um vinho produzido 100% com uvas orgânicas. O tour custa (aproximadamente) R$ 34,00 por visitante e é possível provar três variedade da linha Corralillo. Além disso, o lugar oferece um restaurante para almoço, passeios de cavalo e bicicleta dentro da propriedade.

chile 6 chile 7

Onde comer

Localizado dentro do Parque Bicentenário, o restaurante Mestizo é especializado em versões contemporâneas de pratos tradicionais chilenos. O ambiente do restaurante é de encher os olhos e as criações extremamente saborosas! Vale ir durante o almoço ou jantar, mas nao se esqueça da reserva que pode ser feita diretamente pelo site. 

Endereço: Av. Bicentenario 4050 – Vitacura | Horário de funcionamento: Todos os dias – almoço 12:30hs as 15:30hs e jantar 19:30hs as 00:00hs

chile 8 chile 9

  • Rivoli 

Restaurante italiano localizado bem no bairro de Providencia, próximo ao centro de Santiago. Para quem não passa uma viagem sem uma massa, esse lugar é uma ótima pedida. 

Endereço: Nueva De Lyon 77 – Providencia

Restaurante badalado dentro do W Hotel em Santiago. O lugar oferece uma cozinha fusion, especializado em pratos japoneses e peruanos (os ceviches são divinos!). As porções são extremamente saborosas e uma dica é experimentar o menu degustação – inclui 8 pratos e mais uma opção de sobremesa, valor aproximadamente R$ 250,00 por pessoa. Não deixe de fazer a reserva pelo site!

Endereço: Isidora Goyenechea, 3000 – Las Condes | horário de funcionamento: de segunda a sábado – almoço 12:30 -15:30, jantar 19:30 -23:30.

chile 10

Esse lugar foi um super achado em nossa última viagem a Santiago! Localizado ao lado do W Hotel (Osaka), o espaço reúne uma mercearia/restaurante e bar. Considerado um mercado gourmet, o lugar vende diversos produtos típicos, como temperos, massas, bebidas e vinhos, além de ter um bar com tapas. 

Endereço: Alonso de Córdova 2437 – Vitacura | Horário de funcionamento: todos os dias a partir das 09:30hs as 23hs.

  • El Otro Sitio

Menu saboroso especializado em culinária peruana. Um bom lugar para tomar Piscos (bebida típica chilena) e comer frutos do mar. 

Endereço: Antonia Lopez de Bello, 53 – Las Condes

Restaurante especializado em comida espanhola (Vasca!) e com ambiente bem típico. 

Endereço: Isidora Goyenechea, 2900 | Horário de funcionamento: todos os dias a partir das 12:30hs as 23hs.

No próximo post comento sobre lugares para se hospedar em Santiago.

PS. Bon Voyage!

3º dia Atacama – Geisers Del Tatio

_DSC6031   Eram 4:50hs da manhã quando o despertador tocou para começar mais um dia no Deserto do Atacama. O terceiro dia era o mais aguardado do roteiro, afinal iríamos visitar os famosos Geisers del Tatio. Um passeio aclamado por todos os visitantes do Deserto do Atacama e que surpreende pelo seu fenômeno natural: um campo geotérmico repleto de “piscinas naturais” que em determinado momento entram em erupção devido as altas temperaturas do solo expelindo um vapor d’agua que pode chegar até 80 metros. Sim, parece até algo sobrenatural, mas faltou um detalhe importante: para isso acontecer é preciso ter uma temperatura ambiente bem baixa.

_DSC6026

    O tour para os Geisers del Tatio começa muito cedo, por volta das 06hs da manhã e, isso é necessário para acompanhar o inicio do fenômeno e o momento que o sol nasce. No entanto, além do horário, o passeio é considerado um dos mais crueis por conta do trajeto repleto de curvas e a altitude de 4480m. Pra se ter uma ideia a cidade de San Pedro do Atacama está a 2200m do nível do mar. Mas depois de alguns dias no Deserto, todas as recomendações são colocadas em prática: beber bastante água durante o caminho, não comer muito pela manhã e, claro, estar muito bem agasalhado.

    O clima no Deserto do Atacama pode variar muito, os meses mais frios são entre Junho e Agosto e o restante do ano possui temperaturas agradáveis intercaladas com períodos de chuva. No entanto, o termômetro espanta turista no Deserto são os Geisers Del Tatio, afinal durante o inverno a temperatura pode chegar até -15ºC. Visitamos o local durante o mês de Abril e posso dizer que a temperatura estava agradável, apenas 5ºC.

_DSC5962

    Caminhar pelo campo realmente impressiona, são cerca de 80 geisers espalhados em uma grande área. Alguns soltando uma pequena quantidade de vapor e outros com um jato que chegava a 20 ou 30 metros de altura. Mas em alguns minutos a situação se invertia e aquele géiser adormecido, começava a soltar uma grande quantidade de vapor e água. Confesso que fiquei impressionada ao ver o sol transformando a paisagem. A beleza é realmente indescritível. É diferente, bonito e mágico ao mesmo tempo. 

_DSC6010

    Na parte final do parque,  existe uma piscina natural, onde você pode tomar um banho e existem alguns vestiários disponíveis para se trocar, mas cuidado com suas coisas, uma vez que não existem armários para guarda-lás, assim evite levar objetos de valor, muito dinheiro e documentos, especialmente o passaporte.

    Após uma hora de caminhada, o Tierra Hotels serviu um café da manha completo para todos os visitantes. O clima já estava mais agradável e ficamos ao lado de uma piscina natural com água quente e cristalina: a água estava a uns 40ºC e a superfície coberta por algas .

_DSC6042

Informações gerais: Geisers El Tatio

• Aos que fecham a viagem com uma agência de viagem é necessário pagar um valor de $5.000 pesos chilenos a entrada no El Tatio. 

• E recomendado ir no banheiro logo na entrada, pois o campo não possui nenhuma estrutura.

• Frio: vá bem protegido para o frio. Se não tiver roupas especiais para baixas temperaturas, não deixe de colocar várias peças uma sobre a outra. Mais de uma meia, luva, gorro e uma jaqueta corta vento ou similar é super indicado. 

• Leve água, óculos de sol, boné/chapéu, roupa de banho e toalha (para o banho da piscina termal).

Acompanhe os outros posts aqui:
  • Primeiro dia no Deserto do Atacama (aqui)
  • Um oásis no Deserto: Tierra Hotel (aqui)
  • Segundo dia no Deserto: Lagunas Altiplânticas (aqui)

PS. Bon Voyage!

2º dia Atacama – Lagunas Altiplânticas

    No Deserto do Atacama acordar cedo é questão de sobrevivência e descobrir as mais belas paisagens durante o nascer do sol é a recompensa. Seguindo essa regra, o cronograma do nosso segundo dia no Atacama não poderia ser diferente! Logo pela manhã (leia-se as 06AM) já estávamos prontas e com muitas camadas de roupa (dica para quem sai cedo do hotel) saboreando o impecável café da manhã oferecido pelo Tierra Hotels. A saída do grupo estava prevista para as 06h30min e a nossa próxima parada: Lagunas Altiplânticas. Esse passeio, considerado “full day” (dia inteiro), tem duração de sete horas no total, contando o tempo de deslocamento e almoço no local e, é uma ótima opção de tour para o segundo dia no Deserto do Atacama. Após a aclimatização do primeiro dia, as altas altitudes são encaradas de uma forma bem mais saudável.  

_DSC5829

    Localizada a 100km de San Pedro do Atacama, na Reserva Nacional de Los Flamencos, as lagunas ficam a uma altitude de 4.000 metros, algo que torna o trajeto um pouco mais demorado do que o habitual. A estrada que conduz às Lagunas Altiplânicas é linda, passa pelo Salar de Atacama, por alguns povoados, por pastores com seus rebanhos, por bandos de vicunhas e isso tudo sempre emoldurado por vulcões e planícies de pedras vulcânicas. 

    Depois de quase duas horas de trajeto e a uma altitude de 3.800 metros surge a Laguna Tuyaito. Impossível conter o suspiro. Uma lagoa quase branca, repleta de sal e encravada no meio de altas montanhas com os picos nevados. Para chegar até o local é preciso caminhar um pouco mais de 20 minutos e, nesse momento, o casaco corta vento ajuda a conter o forte vento frio que sopra na lagoa. A energia que emana daquela região é impressionante. Dá vontade de sentar e ficar horas observando a beleza da paisagem. Muitas pessoas já estavam no local e a unica missão é conseguir a melhor foto para uma grande recordação!

_DSC5869 _DSC5862 _DSC5848 _DSC5845

    A seguir outra lagoa ainda mais impressionante – Águas Calientes. Muito sal. Um chão tão branco que até parecia coberto de neve. E, o melhor, o almoço preparado pelo hotel seria servido ali, às margens daquele cenário hipnotizante. Um dos melhores almoços do Atacama. Não exatamente pela comida, mas pelo contexto. É um lugar perfeito para meditar. Portanto, quanto menos gente por perto, melhor. A paz invade a alma de uma forma que não dá para descrever. Por sorte, eramos apenas dois com o guia, afinal o lugar pede serenidade. Lembrando que a Reserva Nacional dos Flamencos ainda conta com as Lagunas Miscantis e Meniques, no entanto, por uma questão burocrática o Tierra Hotels não passa por lá, apenas pelas mencionadas no texto. Outro ponto importante: quem faz esse passeio por agência precisa pagar uma taxa, valor médio 5.000 pesos/por pessoa, para entrar na reserva – uma prática de conservação bem comum no Atacama. 

_DSC5874 _DSC5881 _DSC5892 _DSC5896

    Nosso dia terminou com uma caminhada noturna pelo Valle de La Luna e de La Muerte. Esse passeio, oferecido exclusivamente pelo Tierra Hotels, é para observar o incrível céu estrelado do Atacama. Por sorte, era noite de lua cheia que deu um toque especial ao tour. 

    No próximo post comento sobre o nosso terceiro dia no deserto do Atacama!

PS. Bon Voyage! 

1º dia Atacama – Salar do Atacama

_DSC5759   Assim que chegamos no Tierra Hotels, em San Pedro do Atacama, fomos recebidos pelo concierge de expedições e logo seguimos para a nosso primeiro tour do dia: trekking pelo valle de la luna. O grupo já estava a postos na recepção e mal tivemos tempo para deixar as malas. Tudo bem rápido, afinal quatro noites no Deserto do Atacama passa em um piscar de olhos e queríamos aproveitar todos os minutos. Mas antes de comentar sobre o passeio, vou explicar como chegamos até San Pedro do Atacama. A cia aérea chilena Sky Airlines é a maneira mais prática de chegar ao aeroporto de Calama. Com mais de dez voos diários, a empresa liga Santiago ao ponto no deserto em apenas 1h50min com visual de tirar o fôlego: a imensidão das cordilheiras dos andes entre um infinito desértico. Compramos o primeiro voo disponível, as 06AM, com a roupa da caminhada (dica importante) e assim que chegamos em Calama um simpático motorista do Tierra hotels estava nos aguardando no portão de desembarque. A viagem até San Pedro do Atacama tem duração de uma hora e no trajeto já fomos nos ambientando com as primeiras aventuras.  

_DSC5643

    De um modo geral, no Deserto do Atacama, os passeios são divididos em “half day” e “full day“, ou seja, com duração de meio dia ou dia inteiro. Essa divisão refere-se ao tempo de deslocamento até as atrações, pois alguns lugares ficam a até duas horas de carro da cidade. O passeio pelo Valle de la Luna e Valle de la Muerte começa pontualmente as 09h30 e é considerado uma ótima opção para o primeiro dia da viagem. Localizado a apenas 2km do centro, na parte mais árida do deserto, o lugar é uma espécie de cartão postal do Atacama e a vista é simplesmente surreal. Seu cenário é formado por um paredão de pedras e uma monumental cordilheira de sal, mas o ponto alto da caminhada é a pedra do Coyote, o pico mais alto e com um visual deslumbrante. De lá, o cenário muda um pouco no Valle de La Muerte com muitos cânions e dunas de areia (é nesse lugar que é praticado o sandboard – uma espécie de wakeboard com prancha na areia). O passeio tem duração total de quatro horas e após isso voltamos para o hotel para o nosso primeiro almoço chileno. Não é a toa que o Tierra é considerado um oásis no deserto! Com uma seleção de produtos de primeira no buffet do restaurante, o lugar ainda conta com um spa e piscinas para os momentos de descanso entre os passeios. 

_DSC5734 _DSC5783

    Além do passeio pela manhã, fechamos o primeiro dia com uma atracão icônica no deserto: Salar do Atacama. Com saídas diárias as 16hs, o Salar fica a aproximadamente uma hora de carro do centro da cidade e é o lugar indicado para tirar fotos memoráveis do pôr do sol. Ao chegar no local (lembrando que o Chile mantém o horário de verão durante todo o ano e anoitece as 19:30hs) tivemos uma apresentação sobre o lugar e a importância do Salar para o Chile. Depois disso tivemos um tempo livre para percorrer os caminhos no meio do salar e observar o parque com os flamingos. 

_DSC5801 _DSC5796

Dicas:

  • Que roupa usar esse dia? As duas atracões do primeiro dia estão localizadas em lugares com uma temperatura agradável durante o outono, portanto vale usar um casaco leve, calça legging e um tênis de trekking (comprei o meu aqui).
  • Não pode esquecer de levar: água é fundamental em todos os passeios, pois não há lojas para comprar nas atracões. O kit básico protetor sol, labial, creme de mão também é válido! 
  • O Valle de La Luna não conta com banheiro químico, já o Salar possui um espaço com dois banheiros e uma área para refeições. 

Gostaram do primeiro dia no deserto? No próximo post comento sobre as lagunas altiplanticas e o passeio noturno no Deserto do Atacama. 

PS. Bon Voyage!

Um oásis no deserto – Tierra Atacama

_DSC5933     Quem acompanha o PS pelo instagram viu que acabamos de voltar de uma viagem ao Deserto do Atacama. O destino já fazia parte da nossa lista de desejos há algum tempo e, a convite do Tierra Atacama, tivemos a oportunidade de conhecê-lo. O hotel, com base na cidade de San Pedro do Atacama é uma das redes pioneiras no Chile com o turismo de aventura, logo o refúgio perfeito para dias de conforto no deserto. Com o vulcão Lincacabur de pano de fundo, o Tierra hotel possui uma estrutura enxuta com apenas 33 quartos e um staff de gigantes. Os funcionários do Tierra representam com louvor a leveza e presteza do povo chileno. Por lá o lema é fazer com que o viajante aproveite seus dias de descanso e desfrute um lugar repleto de belezas naturais, afinal “vocês estão de férias” – frase dita mais de uma vez pelo atencioso gerente dos guias, Max.

    Se o atendimento chama a atençao logo no primeiro momento, as comodidades e as variadas atrações do hotel vão crescendo durante as estadias – gerando uma sensação de conforto incontrolável. A espaçosa recepção é o local de boas vindas dos viajantes e o lugar em que todos se reúnem para os passeios programados e compartilham as experiências do dia. Localizado em San Pedro do Atacama, no Tierra a diária inclui os passeios, os transfers para o aeroporto de Calama (aprox. 1h40min de carro do vilarejo) e três refeições, sendo que para os passeios “full day” as refeições são montadas no local.

_DSC5651 _DSC5662

    Logo no momento da chegada é definida a programação, sem nenhuma regra ou imposição, afinal flexibilidade é palavra de ordem por lá. O gerente dos guias, Max, apresenta o portfólio dos passeios em um mapa plotado na parede e busca entender quais experiências o viajante procura na viagem. Para que vocês entendam como funciona, o Tierra conta com passeios de carro, caminhadas, de bicicleta, cavalgadas, escaladas de vulcões, além de passeios noturnos, para observar a lua e as estrelas, já que o céu do Atacama é o melhor para a observação do Universo. Uma regra do concierge de expedições é organizar um roteiro conforme a aclimatização da altitude, ou seja, passeios mais baixos nos primeiros dias e os mais altos para os últimos dias. Definida a programação, o viajante acompanha os horários em uma lousa na recepção e vai ao encontro dos guias poucos minutos antes dos passeios. Outro ponto muito positivo do Tierra é a qualidade dos seus guias, todos muito atenciosos, eficientes e repletos de informações para o grupo.

    A estrutura do hotel está longe de ser glamurosa, afinal a palavra não combina com o destino. O lema é promover um luxo sem ostentação, muitas vezes rústico e com o máximo de conforto. Cenografado com extremo bom-gosto, as suítes são espaçosas e envoltas por uma aura eco sustentável. 

atacamahotel1-1-of-1 atacamahotel-1-of-1

_DSC5704 _DSC5703

    O restaurante do hotel segue uma proposta sustentável e um menu repleto de ingredientes locais. O café da manha é servido em um buffet (a partir das 08hs até as 10:30hs) e  os almoços e jantares consistiam em entrada, prato principal e sobremesa, tudo preparado com muito cuidado e bom gosto. 

    O hotel também disponibiliza bicicletas aos hospedes para visitar o centrinho de San Pedro de Atacama. Localizado a apenas 10 minutos da avenida principal, Caracoles, o lugar é repleto de lojinhas de artesanato, restaurantes com comida típica e as empresas de turismo, onde é possível reservar os passeios. O Tierra também oferece um transfer gratuito até o local, só deixar programado com os simpáticos recepcionistas.

Considerações finais:

    Pelo pacote completo: atendimento, conforto, gastronomia, qualidade e comodidade dos passeios – o investimento é plenamente recompensado. Certamente é possível gastar menos em outros hotéis em San Pedro do Atacama, afinal o vilarejo é meca de muitos mochileiros ao redor do mundo, mas o hotel complementa de forma única a experiência no Deserto do Atacama. Gostamos tanto da rede Tierra, que não vemos a hora de conhecer os outros hotéis boutique no Chile: hotel Portillo, Tierra Patagônia e Tierra Chiloé.

Serviço:

O hotel oferece pacotes com tudo incluído: estadia, comidas, bar, excursões guiadas, e transporte de/para os principais aeroportos locais.

Valores: A partir de USD 1.350,00 (pacote para duas noites por pessoa).

Site : http://www.tierraatacama.com/

PS. Bon Voyage!